TC Mover
Mover

Trimestre fecha de olho no Plano Biden; no radar, Pesquisa ADP e dólar: Espresso

Postado por: TC Mover em 31/03/2021 às 8:29

São Paulo, 31 de março – Em dia de fechamento de mês e trimestre, em meio a ajustes de carteiras, o crescimento e a inflação nos Estados Unidos voltam a ser o foco dos investidores globais. O início do pré-mercado de Nova Iorque é misto, à espera do plano de infraestrutura trilionário que o presidente americano Joe Biden apresenta à tarde, apelidado de Plano Biden. Os rendimentos dos títulos do Tesouro americano, os chamados Treasuries yields, de longo prazo avançam levemente.


Novo pacote de Biden seria de US$2 trilhões

Antes, às 09h15, sai pela Pesquisa ADP a geração de empregos pelo setor privado de março, dado visto como prévia do Payroll oficial de sexta-feira. A previsão é de quadruplicar as contratações líquidas de fevereiro em meio à vacinação acelerada.

Ontem à noite, um assessor econômico de Biden apresentou uma preliminar do pacote a congressistas. O valor dos estímulos seria de aproximadamente US$2 trilhões, investidos ao longo de oito anos. Para bancá-lo, haveria aumento de impostos corporativos de 21% para 28%, revertendo os cortes adotados pelo ex-presidente Donald Trump.

Essa negociação no Congresso americano vai ser dura, portanto. O plano virá apenas vinte dias depois da sanção do pacote de estímulos emergenciais de US$1,9 trilhão para mitigar os efeitos da pandemia. Já seriam, no total, US$5 trilhões injetados na economia desde março de 2020.


Plano Biden implica em mudança estrutural de política econômica

Agora, a meta é recuperar a infraestrutura, combater a mudança climática e reequipar os Estados Unidos para competir com a China. O plano implica uma mudança estrutural de política econômica, recolocando o governo como indutor do crescimento, na contramão do que se faz desde o governo de Ronald Reagan, quatro décadas atrás.

O Índice Dólar DXY devolve parte dos ganhos recentes, mas deve fechar o melhor trimestre em um ano. O petróleo oscila antes da reunião de países produtores, amanhã. As bolsas asiáticas fecharam em queda, mesmo com o avanço do índice de compras de gerentes industriais da China em março.


InfraWeek será “divisor de águas” para infraestrutura, aponta ministro

Finalmente, destacamos a entrevista exclusiva feita pelos editores Mariana Galvão e Gabriel Medina, da TC Radio, ontem à tarde, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. O plano do governo de realizar três leilões e transferir 28 ativos públicos para a iniciativa privada, parte do projeto chamado de InfraWeek, será um “divisor de aguas” para a infraestrutura no Brasil, atraindo acima de R$10 bilhões em novos investimentos. Na Infra Week, que acontece entre 7 de abril e 9 de abril, serão leiloados 22 aeroportos; a Ferrovia de Integração Oeste-Leste; e cinco terminais portuários.

“A gente transfere num único dia para a iniciativa privada o mesmo montante que transferimos nas cinco últimas rodadas de privatizações.”, apontou. Freitas defendeu o ajuste fiscal e prometeu que o país vai contar com a Ferrogrão, principal projeto logístico nacional. Sobre a Ferrogrão, afirmou que o projeto vai ser executado de “uma forma ou de outra”. Caso a concessão do projeto seja barrada por outros poderes, a obra poderá ser feita de forma pública para posterior transferência para a iniciativa privada.

Texto: TC Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: TC Mover

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.


Leia também

Calendário Econômico: Dívida pública, emprego, Opep

Especial: Ministro Tarcísio Freitas espera que Infraweek seja divisor de águas dos investimentos no Brasil

Reforma anima Ibovespa; no radar, Biden, emprego, coronavírus: Espresso

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais