TC Mover
Mover

Varejo cresce dois meses seguidos, mas decepciona consenso

Postado por: TC Mover em 07/07/2021 às 13:35
Varejo teve segundo mês seguido de crescimento

São Paulo, 7 de julho – Com o relaxamento das medidas restritivas para conter a pandemia, a demanda do  varejo começa a ganhar tração em 2021, com duas altas consecutivas, o que coloca o setor acima do patamar pré-pandemia. Mas o dado de maio, apesar da variação positiva, decepcionou o consenso.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, as vendas no comércio varejista cresceram 1,40% em maio, após a forte alta de 4,90% anotada em abril. O consenso do TC estimava crescimento de 2,40%. Ainda assim, com os dois avanços mensais consecutivos, o setor fica 3,90% acima do patamar pré-pandemia, segundo o instituto.

Única atividade do varejo com recuo foi a de artigos farmacêuticos e médicos

Em maio, sete das oito atividades cresceram. O destaque foi o setor de tecidos, vestuário e calçados, com alta de 16,80% no mês, seguida por combustíveis e lubrificantes, que cresceu 6,90%. O gerente de pesquisa do IBGE, Cristiano Santos, explica que esses setores do varejo ainda estão muito abaixo do período antes da pandemia, já que foram os principais impactados pelos fechamentos em 2020 e nos primeiros meses de 2021. “Com esse cenário, a base de comparação ainda não é sólida”, conclui.

A única atividade com recuo foi a de artigos farmacêuticos e médicos, que caiu 1,40%. Cristiano Santos explica que esse setor e o de supermercados têm base mais sólida de dados, justamente porque são considerados serviços essenciais durante a crise.

Comércio varejista ampliado também teve o segundo mês consecutivo de alta em maio

No comércio varejista ampliado, que inclui, além do varejo, as vendas de veículos, motos, partes e peças e material de construção, as vendas cresceram 3,80% na passagem de abril para maio, em linha com o consenso. Também é o segundo mês consecutivo de alta.

“O aumento foi puxado principalmente pelo setor de veículos, que tem uma base de comparação muito baixa e também não está nos patamares pré-pandemia, mas desde abril vem se recuperando. Material de construção também cresceu pelo segundo mês consecutivo”, disse Cristiano Santos.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

TC pretende levantar até R$844,5 milhões com IPO na B3

Mercados sobem antes da ata do Federal Reserve; inflação, varejo, tributos, CPI da Covid no radar: Espresso

Calendário Econômico: Varejo, IGP-DI, ata do FOMC

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais