Mover

Varejo frusta, cai 0,10% em mês de Black Friday e ameniza DIs

Postado por: TC Mover em 15/01/2021 às 12:14

São Paulo, 15 de janeiro – O varejo brasileiro recuou 0,10% em novembro na comparação mensal, quebrando a sequência de seis altas consecutivas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. O dado no mês da Black Friday frustrou o mercado, atenuando a alta dos juros futuros, DIs, nesta sexta-feira, já que ele ampara a tese de que a taxa básica de juros, a Selic, deve ficar baixa por mais tempo.

 

 

O volume de vendas do comércio varejista veio abaixo da alta de 0,30% esperada entre os analistas, confirmando a tese que o setor vinha perdendo força. As novas restrições impostas pela pandemia e o fim do auxílio emergencial desafiam o varejo nesse primeiro trimestre de 2021. No acumulado do ano, o setor cresceu 3,40%, também bem abaixo da expectativa de 4,60%.

Hipermercados, combustíveis e móveis puxaram queda do varejo

 

De acordo com o IBGE, mesmo com o resultado negativo no mês, cinco das oito atividades monitoradas do varejo subiram, com destaque para os livros, jornais, revistas e papelaria. Em seguida está o grupo de tecidos, vestuário calçados e de veículos, motos e peças.

 

 

Os setores de hipermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, combustíveis e lubrificantes e móveis pesaram nos dados de varejo de novembro, recuando 2,2%, 0,4% e 0,1%, respectivamente. 

Varejo - novembro

Demanda dos meses anteriores influenciaram nas vendas de novembro

 

Para a economista-chefe do TC, Fernanda Mansano, o recuo do comércio varejista pode ser explicado pela demanda dos meses anteriores e pela transição do consumo para outras atividades, como de Vestuário e Calçados que cresceu 3,6% na passagem do mês.

 

 

Em relação ao varejo ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, as vendas cresceram 0,60%, sétimo mês seguido de alta, acumulando crescimento de 4,10% no ano.
 

 

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Bárbara Leite e Letícia Matsuura
Imagem: TC Mover

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Saiba Mais