0

Compre seu guarda-chuva em um dia de sol - e altas na Bolsa: Coluna

colunas

Compre seu guarda-chuva em um dia de sol - e altas na Bolsa: Coluna

Aproveite algum dos raros dias de sol para comprar guarda-chuva já que a previsão aponta para um longo período de chuvas na Bolsa

Compre seu guarda-chuva em um dia de sol - e altas na Bolsa: Coluna
corleta

Atualizado há 13 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 12 de maio – Quando começa a chover, os preços de guarda-chuvas disparam. Aproveite algum dos raros dias de sol para comprar o seu, já que a previsão do tempo está apontando para um longo período de chuvas … na Bolsa de Valores.

A piora estrutural nas expectativas dos investidores para a economia global está sangrando carteiras com proteção precária. Com isso, o custo de resguardar essas carteiras contra as quedas nos preços dos ativos ficou mais caro, precificando maiores probabilidades de que os ativos continuarão a cair.

Se você está perdendo dinheiro na Bolsa nos últimos dois meses, ok: todo mundo está. Foi um erro não ter desmontado posições ou comprado proteção? Foi, mas é difícil prever o futuro, e algumas teses de aproveitar as quedas para comprar um ou outro ativo até que pareciam boas.

O problema é insistir no erro.

Se os seguros estão caros e suas posições dando prejuízos que revolvem o estômago, na dúvida de esperar ou vender, o que fazer?

Espere um dia de sol, e compre seu guarda-chuva.

No centro de São Paulo, notei o seguinte fenômeno, que se aplica ao mercado de capitais. Quando o dia é ensolarado, o comércio coloca os guarda-chuvas à venda no fundo das lojas, escondidos, e com a etiqueta de preço marcando R$10,00. No momento em que começa a chover, esses mesmos artigos ganham destaque nas fachadas e seu preço salta para R$30,00.

É o que você encontrará procurando “puts”, ou opções de venda, por exemplo, das suas ações em dias que o mercado despenca. Os preços para se proteger estão muito altos.

Em outro dia, com os mercados mais amenos e a Bolsa abrindo em alta, por exemplo, os preços estarão mais atrativos. Mesmo que o seu papel especificamente esteja estagnado.

Aí é a hora de se proteger. O que eu quero dizer com isso?

Que o momento é sim de se ter proteção na carteira. E que a hora de comprar essas proteções é nos dias de alta da Bolsa. Quem fez isso na quarta-feira da última decisão de juros nos Estados Unidos se deu bem: os mercados dispararam para devolver todos os ganhos no dia seguinte.

Quem faz corretamente a gestão de riscos de seu patrimônio pode estar tranquilo, e procurando barganhas nas bolsas para aplicar o valioso caixa neste momento de pânico dos mercados, olhando para fundamentos atrativos e prazos mais longos. Ou seja, quem não se protegeu ou deixou a carteira muito concentrada, está sangrando.

Warren Buffett é um dos maiores investidores de todos os tempos e a turma da Faria Lima adora brincar de encontrar frases motivacionais do lendário presidente da Berkshire Hathaway em dias de queda acentuada dos mercados. Aqui vai uma delas: “A principal coisa a se fazer se você se encontrar em um buraco é parar de cavar”.

Opere o mercado com serenidade, estude sobre como montar um “hedge” adequado para sua carteira de investimentos e perfil de investidor. Mas lembre-se: é quando faz sol que os guarda-chuvas ficam com preços atrativos.

A previsão do tempo indica mais “chuvas” à frente.

*DISCLAIMER: Felipe Corleta é colunista e editor da Mover. As opiniões dele não necessariamente refletem a posição da Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.