IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

Atualizado há 9 meses

Ícone de compartilhamento
Ícone de compartilhamento

São Paulo, 2 de março – Na campanha presidencial de 2018, o então candidato Jair Bolsonaro intitulou uma das seções do seu programa de governo como “Mais Brasil, menos Brasília”. Nesse apartado, ele e seus assessores apontavam para o liberalismo econômico como uma das soluções para um Brasil fraturado e injusto demais. Bastaram vinte e cinco meses e uma pandemia para que essa solução fosse sepultada.

 

Aumento de imposto sobre bancos parece ser uma medida desesperada

Nas últimas semanas, Bolsonaro presidente, ameaçado pela possível volta da inflação, uma economia estagnada e até o risco de uma greve dos transportes, interveio na maior estatal do país e flerta com a taxação de bancos. O aumento do imposto sobre os bancos parece uma medida desesperada, que não gera benefício algum mais do que satisfazer uma categoria. Será que o presidente acha que os bancos não vão repassar a alta na sua tributação para o brasileiro tomador de empréstimos?

Para além da intervenção nos bancos, o governo propõe o fim do regime especial de tributação sobre a indústria química e a redução nos benefícios fiscais de veículos para pessoas com deficiência. As medidas buscam amenizar os efeitos da volatilidade de preços e da oscilação da taxa de câmbio e das cotações do petróleo no mercado internacional. Mas, isso impedirá a Petrobras de elevar os preços dos combustíveis cada vez que o petróleo subir?

Os preços do petróleo internacional, na esteira do ciclo positivo de commodities, já disparam mais de 22,00% no ano. Com a alta do dólar, de cerca de 10,00% no mesmo período, parece difícil que o corte do PIS/Pasep e Cofins, que representam cerca de 9,00% do custo dos combustíveis ao consumidor, aliado a um aumento inerente do custo do crédito, possam amenizar a alta de preços nos combustíveis a ponto de evitar uma nova greve dos caminhoneiros.

Bolsonaro

Arte: TC Mover

A lógica presidencial talvez funcione em algum lugar, mas não na nona maior economia do mundo. O investidor estrangeiro não compra esse racional: desde final de fevereiro, ele vende ativos na nossa moeda e catapulta o dólar para máximas de quatro meses. Justamente o que as medidas buscavam amenizar. Lembremos que fevereiro foi o primeiro mês em quatro em que o país teve saída líquida de investimentos de portfólio.

À vista disso, é provável que Bolsonaro, o liberal, tenha que lidar com o pior dos cenários. Os investidores já precificam uma série de altas consideráveis e longas na taxa básica de juros, a taxa Selic, o que acelera o crescimento da dívida pública e pisa no freio da recuperação econômica. A pandemia do coronavírus não dá o menor sinal de alívio: todos os dias da última semana vimos novos recordes de internações. Em meio a esse pandemônio, o Ibovespa recua mais de 10,00% desde 18 de fevereiro, a pior sequência de quedas em mais de um ano, quando o pânico dominou os mercados com a eclosão da pandemia.

Bolsonaro toma medidas contrárias ao ideário liberal que defendeu

As medidas que Bolsonaro está anunciando nas últimas semanas, que contrariam o ideário liberal que ele tanto defendeu na campanha, à luz dos dados, não parecem capazes de conter uma alta nos combustíveis ou de tirar a economia do marasmo. E ainda, com os investidores fugindo do país e o petróleo em alta, não parece improvável que Bolsonaro se torne mais impopular do que ele é, com uma nova paralisação de caminhoneiros. Lembremos que o presidente ainda vetou a liberação acelerada de vacinas aprovadas por agências reguladoras de outros países.

Se ele quiser concorrer à reeleição, daqui a 20 meses, quiçá a solução esteja em revisitar o seu plano de campanha, que, hoje, ele decidiu ignorar.

Arte: Vinícius Martins / TC Mover

DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.


Leia também

Especial: Líderes apoiam votar PEC Emergencial em plenário por auxílio

Bancos viram para positivo após Febraban tranquilizar sobre novo imposto

Especial: Cautela deve marcar março após fevereiro cheio de surpresas

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.