IBOV

102.202,88 pts

-3,41%

SP500

4.581,57 pts

-2,33%

DJIA

34.682,33 pts

-2,79%

NASDAQ

16.043,28 pts

-2,00%

IFIX

2.541,57 pts

-0,15%

BRENT

US$ 72,62

-11,02%

IO62

¥ 588,50

+1,64%

TRAD3

R$ 7,88

-2,83%

ABEV3

R$ 16,70

-3,30%

AMER3

R$ 30,49

-6,64%

ASAI3

R$ 13,26

-3,42%

AZUL4

R$ 23,41

-13,74%

B3SA3

R$ 11,74

-4,78%

BIDI11

R$ 35,96

-4,59%

BBSE3

R$ 21,50

-3,15%

BRML3

R$ 8,06

-5,39%

BBDC3

R$ 17,57

-3,40%

BBDC4

R$ 20,44

-3,99%

BRAP4

R$ 48,80

-2,78%

BBAS3

R$ 30,90

-2,52%

BRKM5

R$ 50,31

-2,65%

BRFS3

R$ 20,51

-4,47%

BPAC11

R$ 20,77

-4,24%

CRFB3

R$ 15,67

-3,56%

CCRO3

R$ 11,73

-1,17%

CMIG4

R$ 13,38

-1,83%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

-4,58%

COGN3

R$ 2,36

-5,60%

CPLE6

R$ 6,07

-1,62%

CSAN3

R$ 21,31

-1,15%

CPFE3

R$ 25,78

-1,03%

CVCB3

R$ 14,97

-10,89%

CYRE3

R$ 14,52

-4,84%

ECOR3

R$ 8,50

-1,39%

ELET3

R$ 32,64

-3,14%

ELET6

R$ 32,23

-2,62%

EMBR3

R$ 19,30

-8,18%

ENBR3

R$ 21,13

-0,33%

ENGI11

R$ 44,53

-0,97%

ENEV3

R$ 14,38

-2,96%

EGIE3

R$ 39,04

-0,53%

EQTL3

R$ 22,64

-2,41%

EZTC3

R$ 18,57

-2,67%

FLRY3

R$ 18,00

-4,40%

GGBR4

R$ 25,66

-2,58%

GOAU4

R$ 10,68

-2,64%

GOLL4

R$ 15,20

-10,11%

NTCO3

R$ 27,07

-1,74%

HAPV3

R$ 11,65

-5,59%

HYPE3

R$ 27,88

-3,02%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,45

-4,73%

IRBR3

R$ 4,13

-2,82%

ITSA4

R$ 9,80

-2,39%

ITUB4

R$ 22,86

-1,71%

JBSS3

R$ 34,32

-3,18%

JHSF3

R$ 4,91

-2,38%

KLBN11

R$ 23,28

-1,73%

RENT3

R$ 52,51

-2,97%

LCAM3

R$ 23,60

-2,60%

LWSA3

R$ 13,70

-4,46%

LAME4

R$ 5,54

-4,64%

LREN3

R$ 29,31

-4,86%

MGLU3

R$ 8,07

-7,56%

MRFG3

R$ 23,68

-3,22%

BEEF3

R$ 8,66

-3,67%

MRVE3

R$ 11,39

-3,88%

MULT3

R$ 19,46

-5,76%

PCAR3

R$ 23,17

-1,48%

PETR3

R$ 29,25

-4,25%

PETR4

R$ 28,64

-3,56%

VBBR3

21,68

-2,73%

PRIO3

R$ 20,05

-9,27%

QUAL3

R$ 16,44

-4,58%

RADL3

R$ 22,75

-3,51%

RAIL3

R$ 17,61

-1,51%

SBSP3

R$ 34,06

-2,63%

SANB11

R$ 34,15

-2,95%

CSNA3

R$ 22,39

-4,92%

SULA11

R$ 25,46

-5,28%

SUZB3

R$ 54,68

-0,43%

TAEE11

R$ 35,88

+0,16%

VIVT3

R$ 50,82

-0,13%

TIMS3

R$ 13,94

-1,69%

TOTS3

R$ 31,17

-3,76%

UGPA3

R$ 13,69

-2,97%

USIM5

R$ 12,93

-6,03%

VALE3

R$ 69,00

-2,05%

VIIA3

R$ 5,70

-4,04%

WEGE3

R$ 32,60

-3,83%

YDUQ3

R$ 20,93

-5,55%

IBOV

102.202,88 pts

-3,41%

SP500

4.581,57 pts

-2,33%

DJIA

34.682,33 pts

-2,79%

NASDAQ

16.043,28 pts

-2,00%

IFIX

2.541,57 pts

-0,15%

BRENT

US$ 72,62

-11,02%

IO62

¥ 588,50

+1,64%

TRAD3

R$ 7,88

-2,83%

ABEV3

R$ 16,70

-3,30%

AMER3

R$ 30,49

-6,64%

ASAI3

R$ 13,26

-3,42%

AZUL4

R$ 23,41

-13,74%

B3SA3

R$ 11,74

-4,78%

BIDI11

R$ 35,96

-4,59%

BBSE3

R$ 21,50

-3,15%

BRML3

R$ 8,06

-5,39%

BBDC3

R$ 17,57

-3,40%

BBDC4

R$ 20,44

-3,99%

BRAP4

R$ 48,80

-2,78%

BBAS3

R$ 30,90

-2,52%

BRKM5

R$ 50,31

-2,65%

BRFS3

R$ 20,51

-4,47%

BPAC11

R$ 20,77

-4,24%

CRFB3

R$ 15,67

-3,56%

CCRO3

R$ 11,73

-1,17%

CMIG4

R$ 13,38

-1,83%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,08

-4,58%

COGN3

R$ 2,36

-5,60%

CPLE6

R$ 6,07

-1,62%

CSAN3

R$ 21,31

-1,15%

CPFE3

R$ 25,78

-1,03%

CVCB3

R$ 14,97

-10,89%

CYRE3

R$ 14,52

-4,84%

ECOR3

R$ 8,50

-1,39%

ELET3

R$ 32,64

-3,14%

ELET6

R$ 32,23

-2,62%

EMBR3

R$ 19,30

-8,18%

ENBR3

R$ 21,13

-0,33%

ENGI11

R$ 44,53

-0,97%

ENEV3

R$ 14,38

-2,96%

EGIE3

R$ 39,04

-0,53%

EQTL3

R$ 22,64

-2,41%

EZTC3

R$ 18,57

-2,67%

FLRY3

R$ 18,00

-4,40%

GGBR4

R$ 25,66

-2,58%

GOAU4

R$ 10,68

-2,64%

GOLL4

R$ 15,20

-10,11%

NTCO3

R$ 27,07

-1,74%

HAPV3

R$ 11,65

-5,59%

HYPE3

R$ 27,88

-3,02%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,45

-4,73%

IRBR3

R$ 4,13

-2,82%

ITSA4

R$ 9,80

-2,39%

ITUB4

R$ 22,86

-1,71%

JBSS3

R$ 34,32

-3,18%

JHSF3

R$ 4,91

-2,38%

KLBN11

R$ 23,28

-1,73%

RENT3

R$ 52,51

-2,97%

LCAM3

R$ 23,60

-2,60%

LWSA3

R$ 13,70

-4,46%

LAME4

R$ 5,54

-4,64%

LREN3

R$ 29,31

-4,86%

MGLU3

R$ 8,07

-7,56%

MRFG3

R$ 23,68

-3,22%

BEEF3

R$ 8,66

-3,67%

MRVE3

R$ 11,39

-3,88%

MULT3

R$ 19,46

-5,76%

PCAR3

R$ 23,17

-1,48%

PETR3

R$ 29,25

-4,25%

PETR4

R$ 28,64

-3,56%

VBBR3

21,68

-2,73%

PRIO3

R$ 20,05

-9,27%

QUAL3

R$ 16,44

-4,58%

RADL3

R$ 22,75

-3,51%

RAIL3

R$ 17,61

-1,51%

SBSP3

R$ 34,06

-2,63%

SANB11

R$ 34,15

-2,95%

CSNA3

R$ 22,39

-4,92%

SULA11

R$ 25,46

-5,28%

SUZB3

R$ 54,68

-0,43%

TAEE11

R$ 35,88

+0,16%

VIVT3

R$ 50,82

-0,13%

TIMS3

R$ 13,94

-1,69%

TOTS3

R$ 31,17

-3,76%

UGPA3

R$ 13,69

-2,97%

USIM5

R$ 12,93

-6,03%

VALE3

R$ 69,00

-2,05%

VIIA3

R$ 5,70

-4,04%

WEGE3

R$ 32,60

-3,83%

YDUQ3

R$ 20,93

-5,55%

Atualizado há 15 dias

Ícone de compartilhamento

Essa semana falo sobre a Caixa Seguridade (CXSE3). A Caixa Seguridade foi constituída em 21 de maio de 2015, como uma subsidiária integral da Caixa, com o objetivo de consolidar, sob uma única sociedade, todas as atividades da Caixa nos ramos de seguros, capitalização, previdência complementar aberta, consórcios, corretagem e atividades afins, incluindo quaisquer expansões futuras dessas atividades, no Brasil ou no exterior, orgânicas ou não, proporcionando ganhos de escala nessas atividades e em suas operações e obtendo reduções de custos e despesas no segmento de seguridade.

No dia 29 de abril de 2021, a Caixa Seguridade concluiu sua oferta pública de ações na B3 e passou a ser listada no segmento Novo Mercado com o ticker CXSE3. A oferta totalizou um volume financeiro de R$5 bilhões, considerando a oferta base, 450 milhões de ações e o lote suplementar, 67,5 milhões de ações. Mantido o controle da Caixa, a companhia passou a ter 17,25% de suas ações em free-float representadas por 108.973 acionistas, sendo 107.586 pessoas físicas.

Caixa Seguridade (CXSE3) dá sinais de reação

Voltando a falar de boas assimetrias, o setor de seguros, que também sofreu bastante nos últimos meses na bolsa brasileira, começou a mostrar sinais de reação. Dentre as boas assimetrias, vejo a Caixa Seguridade (CXSE3) como uma excelente opção.

Olhando para a queda que o papel apresentou nos últimos meses, vemos uma queda de quase 43%, do final de junho ao início de outubro de 2021.Caixa Seguridade

Na semana de 11 de novembro de 2021, vimos uma forte barra de ignição altista no semanal, com valorização de 22,81%, dando o primeiro sinal relevante da recuperação do papel.

Após essa alta expressiva, normalmente ocorre uma correção dos preços, nos trazendo a oportunidade de avaliarmos entrada com melhor relação risco x retorno. Deixamos então um fundo mais alto que o anterior na semana de 25 de outubro, na região dos R$8,40. Caixa Seguridade

Provável movimento altista

Estamos agora prestes a confirmar o pivot de alta no semanal à medida que rompamos os R$9,66.

Esse padrão nos dá a confirmação da tendência de alta secundária e nos projeta um potencial alvo inicial nos R$10,61 e alvo secundário nos R$11,96.Caixa Seguridade

Fazendo as contas a partir do ponto de ativação do padrão altista, teríamos um potencial ganho de 9,83% e 23,80%, respectivamente. Em relação ao risco da operação, eu usaria como condutor do trade a MMe9, que hoje se encontra a 6% de distância do ponto de entrada.

Olhando o IFR14, temos a leitura já de uma divergência altista, onde o valor atual desse indicador já superou o topo anterior, nos dando uma leitura de maior probabilidade desse movimento também ocorrer no preço da Caixa Seguridade (CXSE3).

Papel da Caixa Seguridade (CXSE3) traz boa relação risco x retorno

Usando a análise técnica a nosso favor e a probabilidade da recuperação da economia a partir da volta à ‘vida normal’ que estamos vendo, podemos surfar boas oportunidades, especialmente no momento de mercado que vivemos, em que muitas empresas se desvalorizaram de maneira expressiva.

No caso da Caixa Seguridade (CXSE3), vejo uma boa relação risco x retorno para voltarmos aos níveis de junho de 2021. 

Como sempre deixo o alerta: além da análise da movimentação dos preços via AT, devemos considerar o cenário macro/micro atual, perspectivas de curto prazo para o setor e decisões políticas que afetam diretamente a economia – e no Brasil costumam fazer bastante preço – para avaliarmos se faz sentido investir nessa empresa.

Conheça mais sobre a Caixa Seguridade (CXSE3)

Com uma história de mais de 150 anos, a Caixa começou a atuar no mercado de seguros em 1967 com a fundação da entidade que viria a se tornar a Caixa Seguradora. No começo, entre os anos de 1970 e 1980, a indústria brasileira de seguros apresentou um crescimento modesto, influenciado pelas condições econômicas do período e por uma cultura ainda pouco atenta à proteção garantida pelos seguros.

A partir dos anos 90, mudanças na regulamentação do setor permitiram que as companhias seguradoras tivessem maior liberdade na estruturação dos produtos. Tais mudanças possibilitaram o ingresso de sociedades estrangeiras, trazendo a experiência de mercados mais consolidados no segmento de seguridade. Neste contexto, a Caixa estabeleceu em 2001 uma parceria com a francesa CNP Assurances com prazo de 20 anos, especialista em seguros há mais de 150 anos, que lidera o mercado francês nesse negócio, ocupando o quarto lugar em seguros de vida na Europa.

Com a proximidade do fim desse acordo, a Caixa Seguridade iniciou já em 2017 estudos para a reorganização de suas parcerias, tendo como foco a busca de sócios especializados para cada um dos blocos de produtos de seguridade desenhados na nova estratégia.

Este processo culminou com a assinatura de novos acordos de associação, iniciados em 2021: 1 – com a CNP Assurances, pelo prazo de 25 anos, para exploração dos ramos de seguros de vida, prestamista e previdência; 2 – com a Tokio Marine, por 20 anos, para os seguros habitacional e residencial; 3- com a Icatu, por 20 anos, para o segmento de capitalização; 4 – com a CNP Assurances, por 20 anos, em Consórcios; e 5 – Serviços de Assistência com a Tempo Assist, também para os próximos 20 anos.

Fonte: site de Relações com os Investidores

Coluna: Sérgio Sanita
Arte: Vinicius Martins / Mover


DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.