0

Sanita: Chegou a hora das proteínas (BEEF3, BRFS3, MRFG3 e JBSS3)?

colunas

Sanita: Chegou a hora das proteínas (BEEF3, BRFS3, MRFG3 e JBSS3)?

Sanita: Chegou a hora das proteínas (BEEF3, BRFS3, MRFG3 e JBSS3)?
sergio_sanita

Atualizado há mais de 1 ano

Ícone de compartilhamento

Há tempos escuto muitos colegas dizer que as empresas de proteínas estão muito baratas.

Minerva (BEEF3), Brasil Foods (BRFS3), JBS (JBSS3) e Marfrig (MRFG3) são as principais opções que temos aqui no nosso mercado local.

No ano, três empresas com desvalorização relevante e uma destoando com alta valorização:

  • BEEF3 (linha amarela) cai aproximadamente 17%;
  • BRFS3 (linha laranja) cai aproximadamente 39%;
  • JBSS3 (linha verde) cai aproximadamente 13%;
  • MRFG (linha azul) sobe aproximadamente 50%;

Entrando nos detalhes de movimentação de preços que a análise técnica nos proporciona, duas dessas quatro empresas me chamam a atenção para uma virada de tendência baixista para altista:

BRFS3 e JBSS3.

Começo com a Brasil Foods, carinhosamente chamada de “Frango”.

Depois do flash crash que tivemos nos mercados pós-carnaval, onde o ativo caiu 69%, tivemos um repique de 111%:


E aqui é onde fica interessante.

Uma nova queda de 32%, que veio testar exatamente a retração de 61,8% da pernada de alta que tivemos de março a junho de 2020.

Já temos uma LTB (linha de tendência de baixa) que está sendo vencida e a MMS50 (média móvel aritmética/simples de 50 períodos) está sendo testada.

Caso venhamos a vencer a MMS50 e superar o topo de junho em R$24,41, podemos projetar um alvo por extensão alternada de Fibonacci em R$29,33, exatamente onde está passando a MMS200.

Já a JBS, que caiu 55% da máxima do início do ano até a mínima do movimento em março, veio tocar milimetricamente a MMS200 e logo se recuperou, iniciando a partir daí uma briga ferrenha com a MMS50 e uma LTB.

Agora, essa MMS50 e a LTB estão sendo vencidas. Belo sinal!

Se a partir daqui o rompimento se confirmar, teríamos um potencial alvo de 28% nos R$30,00 que foi a máxima do ano.

Num mercado onde as empresas do índice IMAT estão fazendo máximas históricas em sua maioria e do índice IFNC se recuperando bem, eu olharia com carinho para as empresas de proteína animal (me desculpem os veganos), especialmente frango (BRFS3) e boi (JBSS3).

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.