IBOV

114.500,73 pts

-0,12%

SP500

4.483,15 pts

+0,26%

DJIA

35.233,74 pts

-0,17%

NASDAQ

15.286,38 pts

+0,92%

IFIX

2.745,28 pts

+0,04%

BRENT

US$ 84,26

-0,71%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,29

+1,34%

ABEV3

R$ 15,62

+0,57%

AMER3

R$ 39,21

+4,70%

ASAI3

R$ 16,96

-3,30%

AZUL4

R$ 34,35

-3,56%

B3SA3

R$ 12,99

-1,21%

BIDI11

R$ 48,28

-3,97%

BBSE3

R$ 21,74

+0,27%

BRML3

R$ 8,63

+2,13%

BBDC3

R$ 18,49

+1,14%

BBDC4

R$ 21,66

+1,78%

BRAP4

R$ 54,34

-1,37%

BBAS3

R$ 32,18

+1,90%

BRKM5

R$ 58,84

-0,15%

BRFS3

R$ 25,07

-2,79%

BPAC11

R$ 25,43

-2,19%

CRFB3

R$ 18,74

+0,48%

CCRO3

R$ 12,75

+0,15%

CMIG4

R$ 15,13

+0,86%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,64

+6,02%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,76

+2,11%

CSAN3

R$ 23,28

+0,12%

CPFE3

R$ 26,50

+1,61%

CVCB3

R$ 19,92

-1,72%

CYRE3

R$ 18,20

+0,11%

ECOR3

R$ 10,00

+0,50%

ELET3

R$ 40,44

+3,00%

ELET6

R$ 40,42

+1,99%

EMBR3

R$ 25,67

-0,03%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,02

+0,26%

ENEV3

R$ 15,28

-0,84%

EGIE3

R$ 38,62

+0,18%

EQTL3

R$ 24,83

+0,64%

EZTC3

R$ 23,53

-3,08%

FLRY3

R$ 21,62

+1,17%

GGBR4

R$ 28,21

+0,14%

GOAU4

R$ 12,81

-0,15%

GOLL4

R$ 20,24

-1,74%

NTCO3

R$ 43,15

-2,24%

HAPV3

R$ 12,61

-3,07%

HYPE3

R$ 30,42

+1,46%

IGTA3

R$ 33,90

+1,61%

GNDI3

R$ 71,02

-2,64%

IRBR3

R$ 5,25

+1,35%

ITSA4

R$ 11,32

+0,62%

ITUB4

R$ 24,94

+0,72%

JBSS3

R$ 38,57

+1,52%

JHSF3

R$ 6,11

+2,68%

KLBN11

R$ 23,05

-0,56%

RENT3

R$ 56,32

-0,54%

LCAM3

R$ 25,09

+0,04%

LWSA3

R$ 21,98

-0,31%

LAME4

R$ 6,39

+20,33%

LREN3

R$ 36,12

+1,03%

MGLU3

R$ 14,32

-1,64%

MRFG3

R$ 26,48

-2,46%

BEEF3

R$ 10,40

-2,80%

MRVE3

R$ 12,52

+1,04%

MULT3

R$ 20,42

+0,88%

PCAR3

R$ 29,00

-6,33%

PETR3

R$ 30,22

+0,19%

PETR4

R$ 29,46

-0,47%

BRDT3

R$ 24,75

+0,81%

PRIO3

R$ 27,10

-2,30%

QUAL3

R$ 19,22

-1,08%

RADL3

R$ 22,78

-1,04%

RAIL3

R$ 18,25

-0,54%

SBSP3

R$ 38,86

-0,46%

SANB11

R$ 36,49

+0,33%

CSNA3

R$ 26,56

-3,73%

SULA11

R$ 26,21

-1,31%

SUZB3

R$ 49,89

-2,00%

TAEE11

R$ 37,88

+0,50%

VIVT3

R$ 46,48

+0,67%

TIMS3

R$ 12,47

-0,79%

TOTS3

R$ 35,74

+1,27%

UGPA3

R$ 15,45

+2,45%

USIM5

R$ 16,08

-3,01%

VALE3

R$ 80,23

-0,55%

VIIA3

R$ 8,14

+1,49%

WEGE3

R$ 40,39

+0,67%

YDUQ3

R$ 27,05

+0,25%

IBOV

114.500,73 pts

-0,12%

SP500

4.483,15 pts

+0,26%

DJIA

35.233,74 pts

-0,17%

NASDAQ

15.286,38 pts

+0,92%

IFIX

2.745,28 pts

+0,04%

BRENT

US$ 84,26

-0,71%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,29

+1,34%

ABEV3

R$ 15,62

+0,57%

AMER3

R$ 39,21

+4,70%

ASAI3

R$ 16,96

-3,30%

AZUL4

R$ 34,35

-3,56%

B3SA3

R$ 12,99

-1,21%

BIDI11

R$ 48,28

-3,97%

BBSE3

R$ 21,74

+0,27%

BRML3

R$ 8,63

+2,13%

BBDC3

R$ 18,49

+1,14%

BBDC4

R$ 21,66

+1,78%

BRAP4

R$ 54,34

-1,37%

BBAS3

R$ 32,18

+1,90%

BRKM5

R$ 58,84

-0,15%

BRFS3

R$ 25,07

-2,79%

BPAC11

R$ 25,43

-2,19%

CRFB3

R$ 18,74

+0,48%

CCRO3

R$ 12,75

+0,15%

CMIG4

R$ 15,13

+0,86%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,64

+6,02%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,76

+2,11%

CSAN3

R$ 23,28

+0,12%

CPFE3

R$ 26,50

+1,61%

CVCB3

R$ 19,92

-1,72%

CYRE3

R$ 18,20

+0,11%

ECOR3

R$ 10,00

+0,50%

ELET3

R$ 40,44

+3,00%

ELET6

R$ 40,42

+1,99%

EMBR3

R$ 25,67

-0,03%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,02

+0,26%

ENEV3

R$ 15,28

-0,84%

EGIE3

R$ 38,62

+0,18%

EQTL3

R$ 24,83

+0,64%

EZTC3

R$ 23,53

-3,08%

FLRY3

R$ 21,62

+1,17%

GGBR4

R$ 28,21

+0,14%

GOAU4

R$ 12,81

-0,15%

GOLL4

R$ 20,24

-1,74%

NTCO3

R$ 43,15

-2,24%

HAPV3

R$ 12,61

-3,07%

HYPE3

R$ 30,42

+1,46%

IGTA3

R$ 33,90

+1,61%

GNDI3

R$ 71,02

-2,64%

IRBR3

R$ 5,25

+1,35%

ITSA4

R$ 11,32

+0,62%

ITUB4

R$ 24,94

+0,72%

JBSS3

R$ 38,57

+1,52%

JHSF3

R$ 6,11

+2,68%

KLBN11

R$ 23,05

-0,56%

RENT3

R$ 56,32

-0,54%

LCAM3

R$ 25,09

+0,04%

LWSA3

R$ 21,98

-0,31%

LAME4

R$ 6,39

+20,33%

LREN3

R$ 36,12

+1,03%

MGLU3

R$ 14,32

-1,64%

MRFG3

R$ 26,48

-2,46%

BEEF3

R$ 10,40

-2,80%

MRVE3

R$ 12,52

+1,04%

MULT3

R$ 20,42

+0,88%

PCAR3

R$ 29,00

-6,33%

PETR3

R$ 30,22

+0,19%

PETR4

R$ 29,46

-0,47%

BRDT3

R$ 24,75

+0,81%

PRIO3

R$ 27,10

-2,30%

QUAL3

R$ 19,22

-1,08%

RADL3

R$ 22,78

-1,04%

RAIL3

R$ 18,25

-0,54%

SBSP3

R$ 38,86

-0,46%

SANB11

R$ 36,49

+0,33%

CSNA3

R$ 26,56

-3,73%

SULA11

R$ 26,21

-1,31%

SUZB3

R$ 49,89

-2,00%

TAEE11

R$ 37,88

+0,50%

VIVT3

R$ 46,48

+0,67%

TIMS3

R$ 12,47

-0,79%

TOTS3

R$ 35,74

+1,27%

UGPA3

R$ 15,45

+2,45%

USIM5

R$ 16,08

-3,01%

VALE3

R$ 80,23

-0,55%

VIIA3

R$ 8,14

+1,49%

WEGE3

R$ 40,39

+0,67%

YDUQ3

R$ 27,05

+0,25%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

Essa semana falo sobre uma empresa de uma empresa que faz parte do setor que mais sofreu com as restrições impostas pela pandemia: shoppings. A empresa? Multiplan (MULT3).


Recuperação das ações da Multiplan (MULT3) vem se mostrando bastante tímida

Realmente, o setor de shoppings foi muitíssimo afetado pelas restrições que tivemos nos últimos 14 meses, e isso obviamente afetou a cotação das empresas do setor no bolsa de valores.

No caso das ações Multiplan, a queda não foi tão expressiva assim no crash de março de 2020, se comparada a outras empresas que já abordei aqui na minha coluna: um pouco mais de 59%.


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Mas o fato é que a recuperação vem se mostrando ainda bastante tímida.

De março de 2020 a dezembro de 2020, as ações da Multiplan valorizaram 77%, atingindo a região dos RR25, mas bem longe da máxima em janeiro de 2020, que foi de mais de R$35,00:


Gráfico sobre as ações da Multiplan


De dezembro de 2020 a março de 2021, a empresa voltou a performar mal, caindo 27% e chegando ao patamar de R$18,65:


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Nos últimos dois meses, as ações da Multiplan voltaram a recuperar o patamar dos R$25 e agora estão próximas de romper essa forte região de resistência. Estamos ativando um pivot de alta, que nos daria um alvo 1 projetado nos R$29,19 e alvo 2 nos R$33,17:


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Teríamos um potencial de 16,60% e 32,52% respectivamente:


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Do lado do risco, teríamos um stop abaixo da mínima da semana passada, o que daria um pouco mais de 9%:


Gráfico sobre as ações da Multiplan


Fazendo os cálculos, teríamos no cenário A um risco de 1 para um potencial retorno de 1,8 e no cenário B um risco de 1 para um potencial retorno de 3,6. Realmente atrativo e bem interessante para se analisar.

Dos indicadores, o que mais me chamaram a atenção:

IFR14: vai rompendo topos anteriores, corroborando com potencial movimento de alta dos preços.



TRIX: Ganhando forte momentum, com espaço para buscar topo de fevereiro/2020:



Temos alguns fatores abaixo:


  1. A probabilidade nada irrelevante de mais vacinas chegaram ao Brasil, vindas dos EUA e outros países que já estão com a vacinação avançada;
  2. Retomada das atividades de consumo e lazer com o afrouxamento das restrições para as próximas semanas;
  3. Assimetria muito interessante de risco x retorno


Considerando esses três pontos, vejo que há uma boa probabilidade desse potencial trade envolvendo as ações da Multiplan dar certo.

Cabe a você avaliar bem os cenários e de acordo com seu gerenciamento risco, decidir se vale ou não se posicionar no papel nesses níveis de preço.

Contudo, fica o alerta costumeiro: é muito importante que, além da análise da movimentação dos preços via AT, se considere o cenário macro e micro atual, perspectivas de curto prazo para o setor e decisões políticas que afetam diretamente a economia, e no Brasil costumam fazer bastante preço, para avaliar se faz sentido investir nessa empresa.


Um pouco mais sobre o business e histórico da Multiplan

Fonte: Multiplan



Fundada em 1975 por José Isaac Peres, a Multiplan é uma empresa imobiliária full-service, planejando, desenvolvendo, detendo e administrando um dos maiores e melhores portfólios de ativos comerciais do país.

Seu portfólio está localizado nas principais regiões do Brasil, estrategicamente posicionado no vetor de crescimento dos grandes centros urbanos, impulsionando o desenvolvimento do entorno e contribuindo diretamente para a melhoria da qualidade de vida da população. A companhia também é pioneira na execução de projetos multiúso, construindo, nas proximidades de seus shoppings, edifícios comerciais, prédios residenciais e hotéis, que geram sinergias e fluxo de consumidores para os shoppings, ao mesmo tempo em que valorizam toda região.

O conceito de shopping center da Multiplan, moldado ao longo de mais de quatro décadas de história, reúne comércio, lazer, entretenimento e serviços e busca proporcionar aos visitantes um ambiente confortável e prazeroso, criando muito mais do que centro de compras. Com a consciência de que a sociedade está sempre em evolução, a companhia busca melhorar seus ativos ano após ano, antecipando tendências, investindo em inovação e trazendo mais conveniência, lazer e eficiência para seus clientes e lojistas.

Ao final de junho de 2019, a Multiplan detinha 19 shopping centers com Área Bruta Locável (ABL) total de 832.614 m² (650.762 m² de ABL própria) que geraram vendas de R$15,8 bilhões nos 12 meses anteriores. Os shopping centers da Multiplan possuem, somados, mais de 5.400 operações, que geram um tráfego anual estimado em 180 milhões de visitas. Adicionalmente, a Multiplan detinha – com uma participação média de 92,4% – dois conjuntos de torres comerciais com ABL total de 87.558 m² (80.878 m² de ABL própria), que combinada à ABL de shopping center somam uma ABL total de 920.172 m².

1975 a 1985 – Nasce a Multiplan em 1975! Neste período, a empresa inaugurou seus cinco primeiros shoppings. O primeiro, BH Shopping, em Belo Horizonte, foi construído em frente ao trevo rodoviário que deu origem ao logotipo da Multiplan. Em seguida vieram o Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto, o Barra Shopping, no Rio de Janeiro, o Morumbi Shopping, em São Paulo, e o Park Shopping, em Brasília. A Multiplan lançou também o condomínio residencial de alta luxo Chácara Santa Elena em São Paulo, seu primeiro empreendimento imobiliário.

1986 a 1995 – Anos de consolidação dos shoppings existentes, além de outras experiências! Nesta época, a Multiplan concluiu 15 expansões em seus shoppings em operação, e inaugurou seu primeiro empreendimento internacional, o Cascai Shopping, em Portugal, que anos depois seria vendido ao seu sócio português. A Multiplan inovou com a inauguração do Centro Médico Barra Shopping, primeiro centro médico dentro de um shopping center. No segmento imobiliário, a companhia entregou o condomínio residencial Barra Golden Green (Rio de Janeiro) e o Morumbi Office Tower (São Paulo).

1996 a 2005 – Retomando o desenvolvimento de novos empreendimentos! Quatro shoppings nascem, aumentando de cinco para nove o número de ativos no portfólio da Multiplan: o DiamondMall (Belo Horizonte), o New York City Center (Rio de Janeiro), o Shopping Anália Franco (São Paulo) e o Park Shopping Barigui (Curitiba), além de oito expansões concluídas no período. No segmento imobiliário, são entregues o Centro Empresarial Barra Shopping, no Rio de Janeiro, o Il Villaggio, condomínio residencial de alto luxo em Miami, e dois edifícios residenciais na região da Península, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

2006 a 2015 – Abertura de capital e aceleração do crescimento! O período marca o início da negociação das ações da Multiplan, em 2007. Com os recursos da abertura de capital, a Multiplan acelera o seu desenvolvimento e inaugura sete novos shoppings, localizados em Porto Alegre, São Paulo, São Caetano, Jundiaí, Rio de Janeiro e Maceió. A companhia adquire outros dois ativos, o Shopping Pátio Savassi, em Belo Horizonte, e o Shopping Santa Úrsula, em Ribeirão Preto. No segmento imobiliário, cinco torres comerciais e uma residencial são concluídas, todas anexas aos shoppings da companhia em Porto Alegre, São Paulo e Brasília. Em 2015, as ações da Multiplan passam a integrar o Índice Bovespa, principal índice de ações do Brasil.

2016 até hoje – Planejando o próximo ciclo de crescimento, e ingressando na era Omni! A Multiplan inaugura o Park Shopping Canoas, no Rio Grande do Sul, e aumenta sua participação acionária no Barra Shopping, Morumbi Shopping e Park Shopping Barigui. Inicia em 2018 as obras do Park Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, o 20º empreendimento da companhia.

Arte: Vinícius Martins / TC Mover

DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.


Leia também

Payroll decepciona e reforça visão de Jerome Powell

TC Day vai debater cenário político-econômico no pós-pandemia

Banco do Brasil reduz custo de captação, provisões e bate consensos

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.