0

Sanita: SNAP, uma moda passageira?

colunas

Sanita: SNAP, uma moda passageira?

Hoje é muito comum vermos muitas coisas aparecerem e rapidamente se tornarem febre entre as pessoas, principalmente entre os jovens.

Sanita: SNAP, uma moda passageira?
sergio_sanita

Atualizado há mais de 1 ano

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 30 de outubro – Hoje é muito comum vermos muitas coisas aparecerem e rapidamente se tornarem febre entre as pessoas, principalmente entre os jovens.

O que me vem à memória recentemente foram as paleterias mexicanas.

Em qualquer shopping de São Paulo, se via algumas espalhadas pelos apertados e cheios corredores.

E assim como a moda chegou, também foi embora.

Há alguns anos, vim a conhecer um tal de Snapchat.

É um aplicativo de mensagens com base de imagens, criado e desenvolvido por Evan Spiegel, Bobby Murphy e Reggie Brown, estudantes da Universidade Stanford. Com o aplicativo, usuários podem tirar fotos, gravar vídeos, adicionar textos e desenhos à imagem e escolher o tempo que a imagem ficará no visor do amigo de sua lista.

Pensei na época: “Bem, mas por que alguém iria deixar uma imagem ou vídeo por apenas algum tempo para depois ser excluída?”.

Enfim, esse recurso se popularizou mais tarde entre os mais famosos apps, como o Instagram.

Mas nunca consegui entender o sucesso e o potencial do produto.

Desde que começou a negociar na NASDAQ em Março/2017, por volta de US$24, a empresa nunca emplacou uma tendência altista.

Mas, recentemente, um padrão altista interessante chamado OCOI (Ombro-Cabeça-Ombro Invertido) foi ativado no gráfico mensal de SNAP, na superação da neckline nos US$19.

O resultado?

Alvo 1 (US$35) e alvo 2 (US$44,30), gerando uma valorização de 84% e 133%, respectivamente, foi atingido.

Uma bela valorização, num prazo de 5 meses.

Um padrão simples e funcional, sem necessidade de ficar monitorando o gráfico diariamente, em que qualquer investidor que estivesse atento e entendesse como funciona a movimentação dos preços poderia ter entrado e surfado a onda.

Obviamente, como trader, eu colocaria o dinheiro no bolso e continuaria sem entender como essa empresa com um app que foi moda há alguns anos, conseguiu se valorizar tanto em tão pouco tempo.

Na minha visão, já andou o que tinha para andar no curto prazo e seria hora de dizer goodbye para a SNAP e procurar outras oportunidades mais interessantes que se apresentem.

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.