IBOV

114.620,40 pts

-0,02%

SP500

4.487,16 pts

+0,35%

DJIA

35.264,85 pts

-0,08%

NASDAQ

15.303,15 pts

+1,03%

IFIX

2.746,58 pts

+0,09%

BRENT

US$ 84,22

-0,75%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,40

+2,68%

ABEV3

R$ 15,65

+0,77%

AMER3

R$ 39,25

+4,80%

ASAI3

R$ 17,01

-3,02%

AZUL4

R$ 34,42

-3,36%

B3SA3

R$ 12,93

-1,67%

BIDI11

R$ 48,36

-3,89%

BBSE3

R$ 21,76

+0,36%

BRML3

R$ 8,60

+1,77%

BBDC3

R$ 18,53

+1,36%

BBDC4

R$ 21,67

+1,83%

BRAP4

R$ 54,41

-1,25%

BBAS3

R$ 32,25

+2,12%

BRKM5

R$ 58,95

+0,03%

BRFS3

R$ 25,02

-2,98%

BPAC11

R$ 25,50

-1,92%

CRFB3

R$ 18,82

+0,91%

CCRO3

R$ 12,76

+0,23%

CMIG4

R$ 15,13

+0,86%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,63

+0,38%

COGN3

R$ 3,12

+1,29%

CPLE6

R$ 6,79

+2,56%

CSAN3

R$ 23,33

+0,34%

CPFE3

R$ 26,53

+1,72%

CVCB3

R$ 19,95

-1,57%

CYRE3

R$ 18,26

+0,44%

ECOR3

R$ 10,04

+0,90%

ELET3

R$ 40,65

+3,54%

ELET6

R$ 40,67

+2,62%

EMBR3

R$ 25,66

-0,07%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,05

+0,32%

ENEV3

R$ 15,33

-0,51%

EGIE3

R$ 38,70

+0,38%

EQTL3

R$ 24,79

+0,48%

EZTC3

R$ 23,58

-2,88%

FLRY3

R$ 21,62

+1,17%

GGBR4

R$ 28,27

+0,35%

GOAU4

R$ 12,81

-0,15%

GOLL4

R$ 20,25

-1,74%

NTCO3

R$ 43,20

-2,13%

HAPV3

R$ 12,62

-2,99%

HYPE3

R$ 30,45

+1,56%

IGTA3

R$ 33,92

+1,67%

GNDI3

R$ 71,02

-2,64%

IRBR3

R$ 5,24

+1,15%

ITSA4

R$ 11,33

+0,71%

ITUB4

R$ 24,98

+0,88%

JBSS3

R$ 38,61

+1,63%

JHSF3

R$ 6,12

+2,85%

KLBN11

R$ 23,03

-0,64%

RENT3

R$ 56,33

-0,53%

LCAM3

R$ 25,15

+0,27%

LWSA3

R$ 23,25

+5,44%

LAME4

R$ 6,44

+21,28%

LREN3

R$ 36,16

+1,14%

MGLU3

R$ 14,33

-1,58%

MRFG3

R$ 26,50

-2,39%

BEEF3

R$ 10,37

-3,08%

MRVE3

R$ 12,53

+1,12%

MULT3

R$ 20,40

+0,74%

PCAR3

R$ 28,96

-6,46%

PETR3

R$ 30,22

+0,19%

PETR4

R$ 29,46

-0,47%

BRDT3

R$ 24,80

+1,01%

PRIO3

R$ 27,14

-2,16%

QUAL3

R$ 19,33

-0,51%

RADL3

R$ 22,76

-1,12%

RAIL3

R$ 18,21

-0,76%

SBSP3

R$ 38,97

-0,34%

SANB11

R$ 36,56

+0,52%

CSNA3

R$ 26,51

-3,91%

SULA11

R$ 26,35

-0,79%

SUZB3

R$ 49,78

-2,22%

TAEE11

R$ 37,86

+0,45%

VIVT3

R$ 46,51

+0,73%

TIMS3

R$ 12,44

-1,03%

TOTS3

R$ 35,87

+1,64%

UGPA3

R$ 15,48

+2,65%

USIM5

R$ 16,08

-3,01%

VALE3

R$ 80,30

-0,47%

VIIA3

R$ 8,17

+0,36%

WEGE3

R$ 40,46

+0,84%

YDUQ3

R$ 27,08

+0,37%

IBOV

114.620,40 pts

-0,02%

SP500

4.487,16 pts

+0,35%

DJIA

35.264,85 pts

-0,08%

NASDAQ

15.303,15 pts

+1,03%

IFIX

2.746,58 pts

+0,09%

BRENT

US$ 84,22

-0,75%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,40

+2,68%

ABEV3

R$ 15,65

+0,77%

AMER3

R$ 39,25

+4,80%

ASAI3

R$ 17,01

-3,02%

AZUL4

R$ 34,42

-3,36%

B3SA3

R$ 12,93

-1,67%

BIDI11

R$ 48,36

-3,89%

BBSE3

R$ 21,76

+0,36%

BRML3

R$ 8,60

+1,77%

BBDC3

R$ 18,53

+1,36%

BBDC4

R$ 21,67

+1,83%

BRAP4

R$ 54,41

-1,25%

BBAS3

R$ 32,25

+2,12%

BRKM5

R$ 58,95

+0,03%

BRFS3

R$ 25,02

-2,98%

BPAC11

R$ 25,50

-1,92%

CRFB3

R$ 18,82

+0,91%

CCRO3

R$ 12,76

+0,23%

CMIG4

R$ 15,13

+0,86%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,63

+0,38%

COGN3

R$ 3,12

+1,29%

CPLE6

R$ 6,79

+2,56%

CSAN3

R$ 23,33

+0,34%

CPFE3

R$ 26,53

+1,72%

CVCB3

R$ 19,95

-1,57%

CYRE3

R$ 18,26

+0,44%

ECOR3

R$ 10,04

+0,90%

ELET3

R$ 40,65

+3,54%

ELET6

R$ 40,67

+2,62%

EMBR3

R$ 25,66

-0,07%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,05

+0,32%

ENEV3

R$ 15,33

-0,51%

EGIE3

R$ 38,70

+0,38%

EQTL3

R$ 24,79

+0,48%

EZTC3

R$ 23,58

-2,88%

FLRY3

R$ 21,62

+1,17%

GGBR4

R$ 28,27

+0,35%

GOAU4

R$ 12,81

-0,15%

GOLL4

R$ 20,25

-1,74%

NTCO3

R$ 43,20

-2,13%

HAPV3

R$ 12,62

-2,99%

HYPE3

R$ 30,45

+1,56%

IGTA3

R$ 33,92

+1,67%

GNDI3

R$ 71,02

-2,64%

IRBR3

R$ 5,24

+1,15%

ITSA4

R$ 11,33

+0,71%

ITUB4

R$ 24,98

+0,88%

JBSS3

R$ 38,61

+1,63%

JHSF3

R$ 6,12

+2,85%

KLBN11

R$ 23,03

-0,64%

RENT3

R$ 56,33

-0,53%

LCAM3

R$ 25,15

+0,27%

LWSA3

R$ 23,25

+5,44%

LAME4

R$ 6,44

+21,28%

LREN3

R$ 36,16

+1,14%

MGLU3

R$ 14,33

-1,58%

MRFG3

R$ 26,50

-2,39%

BEEF3

R$ 10,37

-3,08%

MRVE3

R$ 12,53

+1,12%

MULT3

R$ 20,40

+0,74%

PCAR3

R$ 28,96

-6,46%

PETR3

R$ 30,22

+0,19%

PETR4

R$ 29,46

-0,47%

BRDT3

R$ 24,80

+1,01%

PRIO3

R$ 27,14

-2,16%

QUAL3

R$ 19,33

-0,51%

RADL3

R$ 22,76

-1,12%

RAIL3

R$ 18,21

-0,76%

SBSP3

R$ 38,97

-0,34%

SANB11

R$ 36,56

+0,52%

CSNA3

R$ 26,51

-3,91%

SULA11

R$ 26,35

-0,79%

SUZB3

R$ 49,78

-2,22%

TAEE11

R$ 37,86

+0,45%

VIVT3

R$ 46,51

+0,73%

TIMS3

R$ 12,44

-1,03%

TOTS3

R$ 35,87

+1,64%

UGPA3

R$ 15,48

+2,65%

USIM5

R$ 16,08

-3,01%

VALE3

R$ 80,30

-0,47%

VIIA3

R$ 8,17

+0,36%

WEGE3

R$ 40,46

+0,84%

YDUQ3

R$ 27,08

+0,37%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

É preciso enxergar além do risco fiscal imediato na volta das discussões sobre a prorrogação do auxílio emergencial ou a criação de um novo programa social pelo governo.


Pauta econômica deve ser foco do mercado

Embora uma outra rodada do auxílio emergencial ou um substituto ao Bolsa Família tenham a aproximação das eleições de 2022 como motivação, e pesem nas contas públicas, o importante para o mercado é que a pauta econômica liberal não fique no caminho.

A sucessão presidencial está longe de ser um tema alheio ao investidor. Pesquisas recentes, como a do Datafolha e a Exame/Ideia, revelam vitória do petista Luiz Inácio Lula da Silva sobre o presidente Bolsonaro no segundo turno, e o centro sem espaço para furar a polarização.

Fica claro que os considerados erros de Jair Bolsonaro na pandemia não estão fortalecendo uma alternativa de centro, mas levando o centro a se deslocar entre o atual presidente e Lula. Na sexta-feira, Lula divulgou foto de um almoço dele com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, em entrevista recente, disse que pode apoiá-lo contra Bolsonaro, caso um nome de centro não deslanche.


Prorrogação do auxílio emergencial não deve ser vista como reação populista

O contexto demonstra que, entre os candidatos apresentados, Jair Bolsonaro é o único competitivo que até aqui defende a pauta econômica liberal. E o Centrão aposta justamente em um novo programa social para reverter a vantagem de Lula.

Mais do que isso, o bloco surpreende positivamente ao abraçar, em plena pandemia, a pauta econômica. O presidente da Câmara, Arthur Lira, escreveu no Twitter que o ambiente para as reformas na Casa “está maduro, sólido e sedimentado”.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou que o desenho do novo programa social, assim como do benefício para informais, será “tudo certinho, feito com seriedade, sem furar teto”. Quanto às reformas, ele afirma que, agora, há base de sustentação parlamentar. “Então, se paralisar, é um erro nosso”, avalia.

Em resumo, a prorrogação do auxílio emergencial e a criação de um novo programa social não devem ser vistas apenas como reação populista a um “medo de Lula”, mas como meio de preservar o avanço da pauta econômica.

Arte: Vinícius Martins / TC Mover


DISCLAIMER: As informações disponibilizadas na coluna são meramente opiniões do COLUNISTA na data em que foram expressas e não declarações de fatos ou recomendações para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários, ou ainda, qualquer recomendação de investimento.


Leia também

Stone investirá R$2,5 bilhões por fatia no Banco Inter

Futuros em alta abrem semana que ajusta carteiras; minério, Bitcoin, inflação no radar: Espresso

Calendário Econômico: Relatório Focus, atividade nos EUA, feriado

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.