IBOV

108.067,48 pts

+1,66%

SP500

4.560,94 pts

+0,36%

DJIA

35.733,60 pts

+0,16%

NASDAQ

15.444,04 pts

+0,57%

IFIX

2.714,42 pts

+0,07%

BRENT

US$ 86,12

+0,69%

IO62

¥ 689,50

-0,57%

TRAD3

R$ 6,20

-1,58%

ABEV3

R$ 15,33

+2,20%

AMER3

R$ 33,62

-0,29%

ASAI3

R$ 15,97

-0,86%

AZUL4

R$ 29,43

+0,82%

B3SA3

R$ 12,83

+1,66%

BIDI11

R$ 42,57

+6,05%

BBSE3

R$ 22,35

+3,13%

BRML3

R$ 7,18

-5,66%

BBDC3

R$ 17,68

+1,55%

BBDC4

R$ 20,77

+1,56%

BRAP4

R$ 52,17

+1,30%

BBAS3

R$ 29,34

+1,48%

BRKM5

R$ 55,90

+1,87%

BRFS3

R$ 21,45

-2,54%

BPAC11

R$ 23,19

+1,62%

CRFB3

R$ 17,18

+2,08%

CCRO3

R$ 11,81

+2,42%

CMIG4

R$ 13,46

+0,67%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,39

+1,27%

COGN3

R$ 2,69

+2,67%

CPLE6

R$ 6,16

-0,32%

CSAN3

R$ 21,57

+3,15%

CPFE3

R$ 25,50

+1,39%

CVCB3

R$ 18,22

+6,55%

CYRE3

R$ 15,13

-0,32%

ECOR3

R$ 8,64

+4,22%

ELET3

R$ 36,22

+2,11%

ELET6

R$ 35,73

+1,91%

EMBR3

R$ 24,15

-0,41%

ENBR3

R$ 19,14

+0,57%

ENGI11

R$ 41,57

+0,04%

ENEV3

R$ 14,49

+3,50%

EGIE3

R$ 38,59

+1,90%

EQTL3

R$ 23,74

+2,59%

EZTC3

R$ 19,58

-1,01%

FLRY3

R$ 20,05

+2,82%

GGBR4

R$ 27,26

+1,98%

GOAU4

R$ 12,59

+2,60%

GOLL4

R$ 17,39

+1,81%

NTCO3

R$ 40,57

+1,73%

HAPV3

R$ 11,82

+1,80%

HYPE3

R$ 29,09

+4,04%

IGTA3

R$ 29,25

+2,20%

GNDI3

R$ 66,93

+1,81%

IRBR3

R$ 5,06

+0,99%

ITSA4

R$ 10,62

+0,85%

ITUB4

R$ 23,98

+1,86%

JBSS3

R$ 36,75

-1,52%

JHSF3

R$ 5,48

+1,85%

KLBN11

R$ 23,80

-1,65%

RENT3

R$ 48,72

+1,81%

LCAM3

R$ 21,59

+2,81%

LWSA3

R$ 20,88

+3,46%

LAME4

R$ 5,38

-0,55%

LREN3

R$ 32,66

+1,90%

MGLU3

R$ 12,40

-0,16%

MRFG3

R$ 24,81

-1,23%

BEEF3

R$ 9,14

-1,72%

MRVE3

R$ 10,73

+1,80%

MULT3

R$ 17,88

+1,76%

PCAR3

R$ 26,58

+1,02%

PETR3

R$ 29,16

+4,51%

PETR4

R$ 28,49

+4,82%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 27,12

+2,41%

QUAL3

R$ 18,22

-0,43%

RADL3

R$ 22,06

+2,27%

RAIL3

R$ 16,65

+0,42%

SBSP3

R$ 35,97

+0,81%

SANB11

R$ 35,73

+1,24%

CSNA3

R$ 25,49

+1,59%

SULA11

R$ 25,84

+0,85%

SUZB3

R$ 51,48

-2,50%

TAEE11

R$ 37,35

+1,43%

VIVT3

R$ 44,80

+0,53%

TIMS3

R$ 11,97

+0,84%

TOTS3

R$ 33,62

+5,45%

UGPA3

R$ 13,69

+1,40%

USIM5

R$ 14,60

+1,74%

VALE3

R$ 76,69

+0,80%

VIIA3

R$ 7,04

+1,00%

WEGE3

R$ 39,71

+2,10%

YDUQ3

R$ 22,44

-0,92%

IBOV

108.067,48 pts

+1,66%

SP500

4.560,94 pts

+0,36%

DJIA

35.733,60 pts

+0,16%

NASDAQ

15.444,04 pts

+0,57%

IFIX

2.714,42 pts

+0,07%

BRENT

US$ 86,12

+0,69%

IO62

¥ 689,50

-0,57%

TRAD3

R$ 6,20

-1,58%

ABEV3

R$ 15,33

+2,20%

AMER3

R$ 33,62

-0,29%

ASAI3

R$ 15,97

-0,86%

AZUL4

R$ 29,43

+0,82%

B3SA3

R$ 12,83

+1,66%

BIDI11

R$ 42,57

+6,05%

BBSE3

R$ 22,35

+3,13%

BRML3

R$ 7,18

-5,66%

BBDC3

R$ 17,68

+1,55%

BBDC4

R$ 20,77

+1,56%

BRAP4

R$ 52,17

+1,30%

BBAS3

R$ 29,34

+1,48%

BRKM5

R$ 55,90

+1,87%

BRFS3

R$ 21,45

-2,54%

BPAC11

R$ 23,19

+1,62%

CRFB3

R$ 17,18

+2,08%

CCRO3

R$ 11,81

+2,42%

CMIG4

R$ 13,46

+0,67%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,39

+1,27%

COGN3

R$ 2,69

+2,67%

CPLE6

R$ 6,16

-0,32%

CSAN3

R$ 21,57

+3,15%

CPFE3

R$ 25,50

+1,39%

CVCB3

R$ 18,22

+6,55%

CYRE3

R$ 15,13

-0,32%

ECOR3

R$ 8,64

+4,22%

ELET3

R$ 36,22

+2,11%

ELET6

R$ 35,73

+1,91%

EMBR3

R$ 24,15

-0,41%

ENBR3

R$ 19,14

+0,57%

ENGI11

R$ 41,57

+0,04%

ENEV3

R$ 14,49

+3,50%

EGIE3

R$ 38,59

+1,90%

EQTL3

R$ 23,74

+2,59%

EZTC3

R$ 19,58

-1,01%

FLRY3

R$ 20,05

+2,82%

GGBR4

R$ 27,26

+1,98%

GOAU4

R$ 12,59

+2,60%

GOLL4

R$ 17,39

+1,81%

NTCO3

R$ 40,57

+1,73%

HAPV3

R$ 11,82

+1,80%

HYPE3

R$ 29,09

+4,04%

IGTA3

R$ 29,25

+2,20%

GNDI3

R$ 66,93

+1,81%

IRBR3

R$ 5,06

+0,99%

ITSA4

R$ 10,62

+0,85%

ITUB4

R$ 23,98

+1,86%

JBSS3

R$ 36,75

-1,52%

JHSF3

R$ 5,48

+1,85%

KLBN11

R$ 23,80

-1,65%

RENT3

R$ 48,72

+1,81%

LCAM3

R$ 21,59

+2,81%

LWSA3

R$ 20,88

+3,46%

LAME4

R$ 5,38

-0,55%

LREN3

R$ 32,66

+1,90%

MGLU3

R$ 12,40

-0,16%

MRFG3

R$ 24,81

-1,23%

BEEF3

R$ 9,14

-1,72%

MRVE3

R$ 10,73

+1,80%

MULT3

R$ 17,88

+1,76%

PCAR3

R$ 26,58

+1,02%

PETR3

R$ 29,16

+4,51%

PETR4

R$ 28,49

+4,82%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 27,12

+2,41%

QUAL3

R$ 18,22

-0,43%

RADL3

R$ 22,06

+2,27%

RAIL3

R$ 16,65

+0,42%

SBSP3

R$ 35,97

+0,81%

SANB11

R$ 35,73

+1,24%

CSNA3

R$ 25,49

+1,59%

SULA11

R$ 25,84

+0,85%

SUZB3

R$ 51,48

-2,50%

TAEE11

R$ 37,35

+1,43%

VIVT3

R$ 44,80

+0,53%

TIMS3

R$ 11,97

+0,84%

TOTS3

R$ 33,62

+5,45%

UGPA3

R$ 13,69

+1,40%

USIM5

R$ 14,60

+1,74%

VALE3

R$ 76,69

+0,80%

VIIA3

R$ 7,04

+1,00%

WEGE3

R$ 39,71

+2,10%

YDUQ3

R$ 22,44

-0,92%

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 5 de julho – A bolsa das Filipinas quer se antecipar ao mercado e oferecer negociações com criptomoedas diretamente na sua plataforma, atestando o interesse crescente dos investidores tradicionais pelos criptoativos.

“Se há um lugar que deve oferecer criptomoedas, é a bolsa”, disse Ramon Monzon, presidente da instituição, à CNN Filipinas na última sexta-feira, 2. “Por quê? Nós temos a infraestrutura para isso. Mas, mais importante ainda, poderemos oferecer proteção aos investidores”, completou o empresário.

Bolsa das Filipinas aguarda regulamentação para inaugurar negociação de criptoativos

Para o presidente da bolsa das Filipinas, as criptomoedas não possuem fundamentos e, por isso, devem ser negociadas na bolsa, onde há um ambiente de trocas mais seguro.

“Porém, não podemos fazer isso ainda, já que não temos uma regulamentação específica para as criptomoedas”, afirmou ele. A bolsa das Filipinas, ou PSE, está à espera da regulamentação para inaugurar as criptomoedas na plataforma, de acordo com Ramon Monzon.

Depreciação do dólar favorece as criptomoedas

A depreciação do dólar no exterior, inclusive diante de outras moedas como o euro, por conta do forte aumento do déficit público americano com os gastos para conter o coronavírus, favorecem as criptomoedas. Elas são vistas como uma alternativa para proteção do valor real do dinheiro. Assim, em caso de uma forte alta da inflação nos países desenvolvidos, que desvalorizaria as moedas, as criptomoedas se valorizariam.

A alta do dólar em relação ao real, por sua vez, amplia a alta dos criptoativos no Brasil. Há aumento dos investimentos em criptomoedas por parte de empresas, afirma Beibei Liu, presidente da NovaDAX, bolsa das moedas digitais.

Fabrício Tota, diretor da Mercado Bitcoin, considera que, mesmo com o crescimento dos investimentos, o Bitcoin continuará com alta volatilidade. Mas a tendência, segundo ele, é que a alta na adesão transforme a criptomoeda em um ativo convencional no futuro, algo que o movimento da bolsa das Filipinas também indica.

Riscos de investir em criptomoedas

Apesar da atratividade e de sua crescente demanda, as criptomoedas possuem muita volatilidade. Suas cotações têm grandes flutuações em curtos períodos de tempo, parte do motivo de ainda não terem decolado como meio de pagamento global. Além disso, os movimentos erráticos de mercado, a possibilidade de roubo de registros de criptomoedas por hackers e a suspeita de manipulação de mercado também fazem parte do risco do investimento.

Muitas operações envolvendo criptomoedas são realizadas de forma não regulamentada, com riscos operacionais e regulatórios. É possível encontrar diversos casos em que o dinheiro simplesmente some, é roubado por um hacker ou o investidor sofre um golpe financeiro. A negociação em plataformas como a da bolsa das Filipinas evitaria isso, segundo o presidente da instituição.

Por outro lado, o risco de controle da moeda por meio do governo com medidas regulatórias ao passo que as criptomoedas ganham notoriedade pode afastar investidores.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Cíntia Thomaz, João Pedro Malar e Letícia Matsuura
Arte:  Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Relatório Focus vê inflação acima dos 6% pela primeira vez

Desaprovação do governo sobe para 62,5% com ruídos políticos

Petrobras elevará preços dos combustíveis, dizem fontes

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.