0

Corretoras de criptomoedas vão enfrentar mais escrutínio, diz presidente da SEC

criptoativos

Corretoras de criptomoedas vão enfrentar mais escrutínio, diz presidente da SEC

A questão da regulação de criptomoedas nos Estados Unidos é um assunto que estará no radar dos investidores ao longo deste ano

Corretoras de criptomoedas vão enfrentar mais escrutínio, diz presidente da SEC
nicolas-meireles-nogueira

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 20 de janeiro – As corretoras de criptomoedas vão enfrentar mais escrutínio da SEC, a Securities and Exchange Comission, órgão regulador do mercado americano. A afirmação foi de Gary Gensler, presidente da entidade, em uma conferência com jornalistas.

Além disso, hoje o Congresso americano hospedará a audiência intitulada “Limpando as criptomoedas: o energético impacto das blockchains”, em que ouvirá líderes da indústria cripto sobre o tema. O novo “alvo” do partido Democrata na questão climática é o Bitcoin, segundo o portal Politico.

Confira a seguir outros dos principais destaques do mercado de criptoativos para esta quinta-feira.

Bitcoin

A moeda valia US$42.147 na Binance às 9h00, com alta de 0,32% em 24 horas. A capitalização do Bitcoin chegou a US$798 bilhões, o que representa 37,97% do mercado dos criptoativos, segundo o CoinGecko.

Crypto.com

Na última segunda-feira, 17, a corretora de criptomoedas suspendeu saques devido a “atividades suspeitas”, mas afirmou que as contas dos clientes ficaram seguras durante o problema. Ontem, porém, o diretor-presidente Kris Marszalek confirmou que 400 contas foram hackeadas, conforme o portal Coindesk. Os usuários foram reembolsados, segundo ele.

Mercado Bitcoin

A corretora percebeu aumento de 530% no volume de negócios em 2021, tendo movimentado R$40,3 bilhões, segundo comunicado emitido hoje. Além disso, a empresa fechou o ano com 3,25 milhões de clientes, com alta de 53% em relação a 2020.

UnionBank

Banco filipino anunciou hoje que vai delegar a custódia das criptomoedas dos seus clientes para a IBM e a Metaco, que já fez o mesmo para os bancos BBVA e GazpromBank. O UnionBank tem cerca de US$15 bilhões sob gestão e gerencia a $PHX, stablecoin pareada ao peso filipino.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Cintia Thomaz e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.