IBOV

110.960,60 pts

-3,03%

SP500

4.513,07 pts

+0,60%

DJIA

35.386,56 pts

+0,37%

NASDAQ

15.391,40 pts

+0,59%

IFIX

2.743,15 pts

-0,16%

BRENT

US$ 85,06

+0,87%

IO62

¥ 709,50

+0,42%

TRAD3

R$ 8,09

-4,94%

ABEV3

R$ 15,20

-2,68%

AMER3

R$ 38,71

-0,92%

ASAI3

R$ 16,51

-2,65%

AZUL4

R$ 31,43

-8,52%

B3SA3

R$ 12,52

-3,09%

BIDI11

R$ 44,90

-7,03%

BBSE3

R$ 21,34

-1,56%

BRML3

R$ 8,12

-5,36%

BBDC3

R$ 17,88

-3,24%

BBDC4

R$ 21,07

-2,67%

BRAP4

R$ 53,31

-1,66%

BBAS3

R$ 30,84

-4,25%

BRKM5

R$ 57,87

-2,18%

BRFS3

R$ 24,20

-3,54%

BPAC11

R$ 24,05

-6,05%

CRFB3

R$ 17,99

-3,95%

CCRO3

R$ 12,19

-4,16%

CMIG4

R$ 14,70

-2,71%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,38

-8,81%

COGN3

R$ 2,92

-6,10%

CPLE6

R$ 6,66

-1,47%

CSAN3

R$ 22,55

-3,05%

CPFE3

R$ 26,14

-1,76%

CVCB3

R$ 19,05

-4,60%

CYRE3

R$ 16,95

-6,91%

ECOR3

R$ 9,53

-4,98%

ELET3

R$ 39,30

-3,22%

ELET6

R$ 39,30

-3,08%

EMBR3

R$ 24,97

-2,68%

ENBR3

R$ 19,10

-1,08%

ENGI11

R$ 43,79

-4,90%

ENEV3

R$ 14,75

-3,59%

EGIE3

R$ 38,43

-0,54%

EQTL3

R$ 24,39

-1,53%

EZTC3

R$ 22,05

-6,40%

FLRY3

R$ 20,63

-4,35%

GGBR4

R$ 27,92

-0,92%

GOAU4

R$ 12,62

-1,56%

GOLL4

R$ 18,97

-6,55%

NTCO3

R$ 40,56

-5,91%

HAPV3

R$ 12,07

-4,20%

HYPE3

R$ 29,18

-4,26%

IGTA3

R$ 31,89

-5,87%

GNDI3

R$ 67,99

-4,72%

IRBR3

R$ 5,16

-1,14%

ITSA4

R$ 10,91

-3,70%

ITUB4

R$ 24,30

-2,52%

JBSS3

R$ 37,75

-1,97%

JHSF3

R$ 5,75

-5,89%

KLBN11

R$ 22,54

-2,00%

RENT3

R$ 53,40

-5,06%

LCAM3

R$ 23,66

-5,85%

LWSA3

R$ 21,38

-7,00%

LAME4

R$ 6,21

-3,12%

LREN3

R$ 34,14

-5,14%

MGLU3

R$ 13,79

-3,43%

MRFG3

R$ 26,28

-0,79%

BEEF3

R$ 10,12

-2,41%

MRVE3

R$ 11,67

-6,49%

MULT3

R$ 19,49

-4,74%

PCAR3

R$ 28,88

-0,27%

PETR3

R$ 29,05

-3,80%

PETR4

R$ 28,28

-3,97%

BRDT3

R$ 23,18

-6,26%

PRIO3

R$ 26,97

-0,70%

QUAL3

R$ 18,52

-3,99%

RADL3

R$ 22,24

-2,06%

RAIL3

R$ 17,41

-4,39%

SBSP3

R$ 37,86

-2,57%

SANB11

R$ 34,87

-4,46%

CSNA3

R$ 25,58

-3,28%

SULA11

R$ 25,46

-3,34%

SUZB3

R$ 49,03

-1,54%

TAEE11

R$ 37,81

-0,42%

VIVT3

R$ 45,78

-1,44%

TIMS3

R$ 12,21

-2,16%

TOTS3

R$ 34,67

-3,15%

UGPA3

R$ 14,69

-4,73%

USIM5

R$ 15,52

-3,48%

VALE3

R$ 79,12

-1,00%

VIIA3

R$ 7,77

-5,01%

WEGE3

R$ 39,26

-2,72%

YDUQ3

R$ 24,97

-7,55%

IBOV

110.960,60 pts

-3,03%

SP500

4.513,07 pts

+0,60%

DJIA

35.386,56 pts

+0,37%

NASDAQ

15.391,40 pts

+0,59%

IFIX

2.743,15 pts

-0,16%

BRENT

US$ 85,06

+0,87%

IO62

¥ 709,50

+0,42%

TRAD3

R$ 8,09

-4,94%

ABEV3

R$ 15,20

-2,68%

AMER3

R$ 38,71

-0,92%

ASAI3

R$ 16,51

-2,65%

AZUL4

R$ 31,43

-8,52%

B3SA3

R$ 12,52

-3,09%

BIDI11

R$ 44,90

-7,03%

BBSE3

R$ 21,34

-1,56%

BRML3

R$ 8,12

-5,36%

BBDC3

R$ 17,88

-3,24%

BBDC4

R$ 21,07

-2,67%

BRAP4

R$ 53,31

-1,66%

BBAS3

R$ 30,84

-4,25%

BRKM5

R$ 57,87

-2,18%

BRFS3

R$ 24,20

-3,54%

BPAC11

R$ 24,05

-6,05%

CRFB3

R$ 17,99

-3,95%

CCRO3

R$ 12,19

-4,16%

CMIG4

R$ 14,70

-2,71%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,38

-8,81%

COGN3

R$ 2,92

-6,10%

CPLE6

R$ 6,66

-1,47%

CSAN3

R$ 22,55

-3,05%

CPFE3

R$ 26,14

-1,76%

CVCB3

R$ 19,05

-4,60%

CYRE3

R$ 16,95

-6,91%

ECOR3

R$ 9,53

-4,98%

ELET3

R$ 39,30

-3,22%

ELET6

R$ 39,30

-3,08%

EMBR3

R$ 24,97

-2,68%

ENBR3

R$ 19,10

-1,08%

ENGI11

R$ 43,79

-4,90%

ENEV3

R$ 14,75

-3,59%

EGIE3

R$ 38,43

-0,54%

EQTL3

R$ 24,39

-1,53%

EZTC3

R$ 22,05

-6,40%

FLRY3

R$ 20,63

-4,35%

GGBR4

R$ 27,92

-0,92%

GOAU4

R$ 12,62

-1,56%

GOLL4

R$ 18,97

-6,55%

NTCO3

R$ 40,56

-5,91%

HAPV3

R$ 12,07

-4,20%

HYPE3

R$ 29,18

-4,26%

IGTA3

R$ 31,89

-5,87%

GNDI3

R$ 67,99

-4,72%

IRBR3

R$ 5,16

-1,14%

ITSA4

R$ 10,91

-3,70%

ITUB4

R$ 24,30

-2,52%

JBSS3

R$ 37,75

-1,97%

JHSF3

R$ 5,75

-5,89%

KLBN11

R$ 22,54

-2,00%

RENT3

R$ 53,40

-5,06%

LCAM3

R$ 23,66

-5,85%

LWSA3

R$ 21,38

-7,00%

LAME4

R$ 6,21

-3,12%

LREN3

R$ 34,14

-5,14%

MGLU3

R$ 13,79

-3,43%

MRFG3

R$ 26,28

-0,79%

BEEF3

R$ 10,12

-2,41%

MRVE3

R$ 11,67

-6,49%

MULT3

R$ 19,49

-4,74%

PCAR3

R$ 28,88

-0,27%

PETR3

R$ 29,05

-3,80%

PETR4

R$ 28,28

-3,97%

BRDT3

R$ 23,18

-6,26%

PRIO3

R$ 26,97

-0,70%

QUAL3

R$ 18,52

-3,99%

RADL3

R$ 22,24

-2,06%

RAIL3

R$ 17,41

-4,39%

SBSP3

R$ 37,86

-2,57%

SANB11

R$ 34,87

-4,46%

CSNA3

R$ 25,58

-3,28%

SULA11

R$ 25,46

-3,34%

SUZB3

R$ 49,03

-1,54%

TAEE11

R$ 37,81

-0,42%

VIVT3

R$ 45,78

-1,44%

TIMS3

R$ 12,21

-2,16%

TOTS3

R$ 34,67

-3,15%

UGPA3

R$ 14,69

-4,73%

USIM5

R$ 15,52

-3,48%

VALE3

R$ 79,12

-1,00%

VIIA3

R$ 7,77

-5,01%

WEGE3

R$ 39,26

-2,72%

YDUQ3

R$ 24,97

-7,55%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 1 de junho – O volume de negócios do Ethereum foi US$246 bilhões superior ao do Bitcoin em maio, segundo dados do The Block. O número indica um aumento da procura pela blockchain e pelos ativos que são construídos em cima dela, como as stablecoins e os tokens das finanças descentralizadas.


Mineradores de Ethereum tiveram alta de 42,80% em receita

As stablecoins, que são criptoativos cujo valor é lastreado em ativos e commodities, tiveram aumento de 52% no volume em maio. Elas atingiram o recorde de US$766 bilhões, com 63% desse mercado dominado pelo USDT, que é pareado ao dólar e emitido pela Tether.

Enquanto isso, a receita dos mineradores de Ethereum disparou 42,80% em maio, em contraposição a uma queda de 15% nos rendimentos da mineração de Bitcoin. Com isso, os mineradores de Ethereum arrecadaram um recorde mensal de US$2,35 bilhões, contra US$1,45 bilhão do Bitcoin.


Rede de aplicativos, contratos e mercado DeFi aumentam atratividade do Ethereum

O volume dos futuros da criptomoeda subiu 94,70% no mês anterior e alcançou o recorde de US$1,7 trilhão. Já os futuros de Bitcoin cresceram 29,90% e alcançaram os US$2,47 trilhões.

As estatísticas mostram aumento da procura de ativos e serviços relacionados ao Ethereum, já que a sua rede é utilizada para a criação de aplicativos descentralizados, contratos inteligentes e pelo mercado DeFi. Por volta das 17h40, o Ethereum valia US$2.575 mil, em queda de 1,15%, enquanto o Bitcoin caía 1,23%, aos US$36.265.


Depreciação do dólar ajuda criptomoedas a decolar

A depreciação do dólar no exterior, inclusive diante de outras moedas como o euro, por conta do forte aumento do déficit público americano com os gastos para conter o coronavírus, favorecem as criptomoedas. Elas são vistas como uma alternativa para proteção do valor real do dinheiro. Assim, em caso de uma forte alta da inflação nos países desenvolvidos, que desvalorizaria as moedas, as criptomoedas se valorizariam.

alta do dólar em relação ao real, por sua vez, amplia a alta das criptomoedas, como o Ethereum, no Brasil. Fabrício Tota, diretor da Mercado Bitcoin, considera que, mesmo com o crescimento dos investimentos, o Bitcoin continuará com alta volatilidade. Mas a tendência, segundo ele, é que a alta na adesão transforme a criptomoeda em um ativo convencional no futuro.


Riscos de investir em criptomoedas

Apesar da atratividade e de sua crescente demanda, as criptomoedas, incluindo o Ethereum, possuem muita volatilidade. As cotações têm grandes flutuações em curtos períodos de tempo, parte do motivo de ainda não terem decolado como meio de pagamento global. Além disso, os movimentos erráticos de mercado, a possibilidade de roubo de registros de criptomoedas por hackers e a suspeita de manipulação de mercado também fazem parte do risco do investimento.

Muitas operações envolvendo criptomoedas são realizadas de forma não regulamentada, com riscos operacionais e regulatórios. É possível encontrar diversos casos em que o dinheiro simplesmente some, é roubado por um hacker ou o investidor sofre um golpe financeiro. Por outro lado, o risco de controle da moeda por meio do governo com medidas regulatórias ao passo que as criptomoedas ganham notoriedade pode afastar investidores.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Lucia Boldrini e João Pedro Malar
Imagem: Divulgação


Leia também

Declarações de imposto de renda ultrapassam 34 milhões

Gasolina em R$6,00 não tem cabimento, diz Jair Bolsonaro

Especial: Ibovespa quer “festa junina”, mas inflação nos EUA ameaça o arraiá

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.