0

Personalidade do ano, Musk diz preferir Dogecoin ao Bitcoin para transações

criptoativos

Personalidade do ano, Musk diz preferir Dogecoin ao Bitcoin para transações

Desde 2020, Elon Musk se manifesta rotineiramente sobre as criptomoedas pelo Twitter, e suas falas mexem com as cotações

Personalidade do ano, Musk diz preferir Dogecoin ao Bitcoin para transações
nicolas-meireles-nogueira

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de dezembro – O bilionário Elon Musk, eleito pela Time Personalidade do Ano, afirmou à revista que a moeda ‘meme’ Dogecoin é superior ao Bitcoin para a realização de transações, voltando a elogiar o ativo que foi criado como “brincadeira” em 2013.

“Mesmo que tenha sido criada como uma piada boba, a Dogecoin é melhor para transações”, disse o empresário à Time. “O volume de transação do Bitcoin é baixo, enquanto o custo por transação é alto”, completou. Para ele, o Bitcoin funciona melhor como reserva de valor.

Desde 2020, Musk se manifesta rotineiramente sobre as moedas pelo Twitter. Inclusive, suas publicações e atitudes, como presidente da Tesla e da SpaceX, já afetaram significativamente – tanto para cima quanto para baixo – o preço do Bitcoin e da Dogecoin.

Em fevereiro, a Tesla comprou US$1,5 bilhão em Bitcoin e começou aceitar pagamentos na moeda, o que fez a sua cotação disparar. Depois, em maio, ela suspendeu esses pagamentos alegando que a mineração de Bitcoin não é sustentável, causando a desabada no valor do ativo.

Além disso, a cotação da Dogecoin disparou desde que o bilionário começou a publicar “memes” sobre a moeda. Inclusive, seu valor unitário – hoje em US$0,15 – atingiu o topo histórico de US$0,74 em maio, antes de Musk aparecer no programa americano “Saturday Night Live”. Na época, especulou-se que ele poderia falar sobre o ativo em rede nacional.

O Bitcoin é a maior criptomoeda da atualidade, com capitalização de US$899 bilhões, segundo o dados do CoinGecko. Ao mesmo tempo, a Dogecoin é a décima no ranking das principais criptos, com valor de mercado de US$21,24 bilhões.

Texto: Nicolas Nogueira
Edição: Cintia Thomaz
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.