IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

IBOV

105.069,69 pts

+0,68%

SP500

4.533,93 pts

-0,65%

DJIA

34.576,46 pts

+0,06%

NASDAQ

15.689,07 pts

-1,57%

IFIX

2.610,67 pts

+1,06%

BRENT

US$ 69,81

-0,83%

IO62

¥ 628,00

+2,44%

TRAD3

R$ 6,70

-2,89%

ABEV3

R$ 16,00

+0,62%

AMER3

R$ 27,81

+1,90%

ASAI3

R$ 13,30

+7,25%

AZUL4

R$ 22,43

+0,80%

B3SA3

R$ 11,63

+2,10%

BIDI11

R$ 32,90

+0,67%

BBSE3

R$ 21,18

+1,29%

BRML3

R$ 7,94

+1,01%

BBDC3

R$ 17,81

+0,96%

BBDC4

R$ 20,76

+0,28%

BRAP4

R$ 51,70

-0,93%

BBAS3

R$ 32,20

+0,49%

BRKM5

R$ 60,50

+4,85%

BRFS3

R$ 19,62

-0,15%

BPAC11

R$ 21,25

+1,48%

CRFB3

R$ 14,78

-0,67%

CCRO3

R$ 12,56

+3,97%

CMIG4

R$ 13,80

+3,13%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,20

+2,80%

COGN3

R$ 2,48

+1,22%

CPLE6

R$ 6,21

-1,27%

CSAN3

R$ 22,37

+2,42%

CPFE3

R$ 27,89

+1,63%

CVCB3

R$ 14,15

+7,27%

CYRE3

R$ 14,93

+7,02%

ECOR3

R$ 8,82

+5,62%

ELET3

R$ 35,39

+2,78%

ELET6

R$ 34,40

+1,92%

EMBR3

R$ 19,15

-0,98%

ENBR3

R$ 21,43

+0,28%

ENGI11

R$ 46,66

+1,08%

ENEV3

R$ 14,53

+3,19%

EGIE3

R$ 39,47

+0,50%

EQTL3

R$ 23,56

+2,25%

EZTC3

R$ 19,81

+4,64%

FLRY3

R$ 18,56

+3,57%

GGBR4

R$ 27,85

+1,45%

GOAU4

R$ 11,37

+0,17%

GOLL4

R$ 15,17

+0,73%

NTCO3

R$ 25,75

-0,30%

HAPV3

R$ 11,43

+4,76%

HYPE3

R$ 28,28

+3,09%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,54

+4,89%

IRBR3

R$ 4,18

-1,87%

ITSA4

R$ 9,85

-0,10%

ITUB4

R$ 22,98

-0,08%

JBSS3

R$ 33,41

-4,78%

JHSF3

R$ 5,19

+3,18%

KLBN11

R$ 24,20

-0,90%

RENT3

R$ 54,86

+2,40%

LCAM3

R$ 24,40

+2,39%

LWSA3

R$ 12,75

+8,97%

LAME4

R$ 5,13

+2,60%

LREN3

R$ 29,25

+2,27%

MGLU3

R$ 7,05

+4,28%

MRFG3

R$ 20,87

-5,69%

BEEF3

R$ 8,62

+1,65%

MRVE3

R$ 11,97

+5,36%

MULT3

R$ 20,70

+3,19%

PCAR3

R$ 22,50

+1,44%

PETR3

R$ 30,07

+2,27%

PETR4

R$ 28,76

+1,66%

VBBR3

21,90

+2,91%

PRIO3

R$ 21,21

+1,62%

QUAL3

R$ 16,22

+1,88%

RADL3

R$ 22,82

+2,74%

RAIL3

R$ 18,10

+3,36%

SBSP3

R$ 37,32

+1,85%

SANB11

R$ 33,66

+0,11%

CSNA3

R$ 23,28

-0,55%

SULA11

R$ 26,47

+1,92%

SUZB3

R$ 57,10

-1,27%

TAEE11

R$ 37,66

+1,20%

VIVT3

R$ 50,85

+1,31%

TIMS3

R$ 13,77

+1,02%

TOTS3

R$ 30,50

+1,19%

UGPA3

R$ 14,74

+4,16%

USIM5

R$ 14,23

-1,18%

VALE3

R$ 71,87

-1,61%

VIIA3

R$ 5,36

+4,28%

WEGE3

R$ 32,78

+0,76%

YDUQ3

R$ 23,76

+2,50%

Atualizado há 9 dias

Ícone de compartilhamento
Ícone de compartilhamento

São Paulo, 25 de novembro– A companhia de educação Cogna divulgou nesta quinta-feira, 25, novas medidas socioambientais e de governança, ESG, na sigla em inglês, assumidas em um período de recuperação lenta. Entre as metas estão capacitar 150 mil professores de escolas públicas com serviços educacionais e ter equidade homens e mulheres em cargos de liderança até 2025.

O compromisso firmado pela empresa também engloba a diversidade racial, com o objetivo de 40% dos postos de liderança serem ocupados por negros, pretos e pardos, e o oferecimento de cursos sobre o tema para todos os líderes.

Ainda, há um investimento em capacitação de 150 mil pessoas nas áreas de negócios e empreendedorismo. Além disso, serão realizados projetos sociais e comunitários que beneficiarão 5 milhões de pessoas. As metas ESG serão incorporadas na remuneração variável dos executivos a partir de 2023.

Selo Women on Board

A Cogna recebeu neste ano o selo por igualdade de gênero em seu conselho, o Women on Board, WOB, apoiado pela ONU Mulheres. Angela Freitas e Juliana Rozenbaum são as duas mulheres eleitas para o conselho da companhia, formado por 7 integrantes. Elas representam 28% do órgão, mais que o dobro da média do país, e entre os 24 mil funcionários da empresa, 60% são mulheres.

A ONU Mulheres defende que o selo é uma maneira de incentivar as companhias brasileiras a colocarem mais mulheres em seus conselhos, pois as empresas passam a procurar sua certificação no WOB.

Expectativas para as empresas do setor educacional

Segundo o relatório do Itaú BBA sobre as perspectivas para as empresas da área da educação, explicado no programa Espresso da Tarde, da TC Rádio, de maneira geral, as companhias mais focadas no ensino superior esperam uma recuperação forte em 2022, especialmente no modelo presencial, com a retomada pós-pandemia.

Além disso, as empresas acreditam na abordagem de um aprendizado contínuo como uma tendência do setor. O foco são cursos com uma duração menor, mas de maior frequência, de qualificação, que os indivíduos farão ao longo da vida profissional.

O relatório aponta que a transição que todo o setor passou do ensino presencial para online expandiu o mercado endereçado da Cogna devido à redução dos preços dos cursos, facilitando o acesso ao ensino superior. A necessidade de instalações físicas é principalmente devido a alguns cursos como medicina, odontologia, veterinária, que precisam de mais aulas presenciais.

Além disso, o Itaú BBA analisou que o período de competição mais intensa nesse ensino à distância já passou. Antes mesmo da pandemia, quando essa tendência surgiu, a Cogna não tinha escala e tecnologia suficientes para manter um bom atendimento e uma lucratividade saudável. Isso prejudicou a competitividade da companhia nos últimos anos. A expectativa para o futuro é de um cenário melhor, conforme o relatório, mas mesmo assim o banco manteve recomendação neutra para a empresa, com preço-alvo de R$6.

Resultados do terceiro trimestre da Cogna

Os resultados do terceiro trimestre, anunciados em 12 de novembro, mostraram a receita mais baixa para um intervalo de três meses desde 2016, de R$1,17 bilhão. O resultado reflete o encerramento do ciclo educacional com crescimento do ensino online ainda insuficiente para sustentar a queda de matrículas presenciais.

A pandemia do coronavírus impactou o setor da educação de diversas maneiras, principalmente com as restrições que impediram as aulas em formato presencial. Os ganhos foram reduzidos, assim como as matrículas.

O último balanço trimestral da Cogna apontou que já houve algum avanço na recuperação de alunos no ensino presencial, com 32 mil novas inscrições. Em 2020, o número era de 24 mil no mesmo período.

Desempenho das ações da Cogna

A ação ordinária da Cogna (COGN3) subiu 1,63%, cotada a R$2,46. Porém, nos últimos 12 meses acumula perdas de 50,20%. O Ibovespa fechou em alta de 1,24%, aos 104.514,19 mil pontos. Ação da Cogna- COGN3

Para acompanhar o desempenho das ações da Cogna e de outras empresas listadas na bolsa brasileira, basta acessar o TC Matrix, ferramenta gratuita do TC.

Texto: Beatriz Lauerti
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/ Mover

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.