IBOV

101.949,00 pts

+0,03%

SP500

4.603,69 pts

+0,80%

DJIA

34.656,30 pts

+0,50%

NASDAQ

16.223,67 pts

+0,54%

IFIX

2.592,32 pts

+0,54%

BRENT

US$ 69,68

+0,65%

IO62

¥ 623,00

-0,88%

TRAD3

R$ 7,85

-0,50%

ABEV3

R$ 15,75

-1,93%

AMER3

R$ 28,83

-4,91%

ASAI3

R$ 12,51

-1,88%

AZUL4

R$ 22,31

-4,57%

B3SA3

R$ 11,19

+0,72%

BIDI11

R$ 35,51

-1,98%

BBSE3

R$ 20,61

-1,29%

BRML3

R$ 7,84

-0,75%

BBDC3

R$ 17,09

+0,41%

BBDC4

R$ 20,10

+0,95%

BRAP4

R$ 50,37

+1,24%

BBAS3

R$ 31,56

-0,87%

BRKM5

R$ 53,64

+7,17%

BRFS3

R$ 19,14

-3,08%

BPAC11

R$ 21,16

+1,05%

CRFB3

R$ 15,10

-1,50%

CCRO3

R$ 11,76

-3,87%

CMIG4

R$ 13,10

-0,30%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,05

-0,96%

COGN3

R$ 2,43

-2,01%

CPLE6

R$ 6,20

+0,97%

CSAN3

R$ 21,28

+0,14%

CPFE3

R$ 27,17

+2,91%

CVCB3

R$ 13,48

-1,02%

CYRE3

R$ 13,53

-0,51%

ECOR3

R$ 8,20

-1,20%

ELET3

R$ 32,78

+0,46%

ELET6

R$ 32,11

+0,18%

EMBR3

R$ 18,58

-2,82%

ENBR3

R$ 21,36

-0,18%

ENGI11

R$ 45,80

+0,68%

ENEV3

R$ 13,98

+0,21%

EGIE3

R$ 38,44

-0,23%

EQTL3

R$ 22,75

+0,79%

EZTC3

R$ 18,33

+1,04%

FLRY3

R$ 17,24

-1,31%

GGBR4

R$ 26,68

+3,41%

GOAU4

R$ 10,97

+3,00%

GOLL4

R$ 15,27

-4,56%

NTCO3

R$ 26,64

-0,18%

HAPV3

R$ 10,55

-3,30%

HYPE3

R$ 27,09

-0,11%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 59,81

-2,60%

IRBR3

R$ 4,25

-1,39%

ITSA4

R$ 9,74

+0,93%

ITUB4

R$ 22,45

+0,38%

JBSS3

R$ 34,22

-3,95%

JHSF3

R$ 4,72

+0,42%

KLBN11

R$ 24,21

+1,42%

RENT3

R$ 50,90

-0,41%

LCAM3

R$ 22,82

-1,51%

LWSA3

R$ 12,53

-5,00%

LAME4

R$ 5,22

-4,57%

LREN3

R$ 28,53

+0,28%

MGLU3

R$ 7,31

-6,28%

MRFG3

R$ 22,43

-4,83%

BEEF3

R$ 8,55

-0,35%

MRVE3

R$ 11,14

+0,45%

MULT3

R$ 19,46

-0,71%

PCAR3

R$ 22,16

-1,07%

PETR3

R$ 30,61

+1,55%

PETR4

R$ 29,91

+1,63%

VBBR3

21,16

-2,75%

PRIO3

R$ 20,68

+1,92%

QUAL3

R$ 15,39

-2,16%

RADL3

R$ 21,95

-1,92%

RAIL3

R$ 17,56

-0,40%

SBSP3

R$ 33,99

+0,92%

SANB11

R$ 32,77

-0,57%

CSNA3

R$ 22,02

+1,19%

SULA11

R$ 25,31

+1,40%

SUZB3

R$ 58,27

+3,75%

TAEE11

R$ 36,02

-0,02%

VIVT3

R$ 50,25

-0,08%

TIMS3

R$ 13,82

+0,14%

TOTS3

R$ 30,23

-4,60%

UGPA3

R$ 14,25

-1,24%

USIM5

R$ 13,55

-0,29%

VALE3

R$ 70,93

+1,40%

VIIA3

R$ 5,42

-4,40%

WEGE3

R$ 32,86

+1,95%

YDUQ3

R$ 22,29

+2,10%

IBOV

101.949,00 pts

+0,03%

SP500

4.603,69 pts

+0,80%

DJIA

34.656,30 pts

+0,50%

NASDAQ

16.223,67 pts

+0,54%

IFIX

2.592,32 pts

+0,54%

BRENT

US$ 69,68

+0,65%

IO62

¥ 623,00

-0,88%

TRAD3

R$ 7,85

-0,50%

ABEV3

R$ 15,75

-1,93%

AMER3

R$ 28,83

-4,91%

ASAI3

R$ 12,51

-1,88%

AZUL4

R$ 22,31

-4,57%

B3SA3

R$ 11,19

+0,72%

BIDI11

R$ 35,51

-1,98%

BBSE3

R$ 20,61

-1,29%

BRML3

R$ 7,84

-0,75%

BBDC3

R$ 17,09

+0,41%

BBDC4

R$ 20,10

+0,95%

BRAP4

R$ 50,37

+1,24%

BBAS3

R$ 31,56

-0,87%

BRKM5

R$ 53,64

+7,17%

BRFS3

R$ 19,14

-3,08%

BPAC11

R$ 21,16

+1,05%

CRFB3

R$ 15,10

-1,50%

CCRO3

R$ 11,76

-3,87%

CMIG4

R$ 13,10

-0,30%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,05

-0,96%

COGN3

R$ 2,43

-2,01%

CPLE6

R$ 6,20

+0,97%

CSAN3

R$ 21,28

+0,14%

CPFE3

R$ 27,17

+2,91%

CVCB3

R$ 13,48

-1,02%

CYRE3

R$ 13,53

-0,51%

ECOR3

R$ 8,20

-1,20%

ELET3

R$ 32,78

+0,46%

ELET6

R$ 32,11

+0,18%

EMBR3

R$ 18,58

-2,82%

ENBR3

R$ 21,36

-0,18%

ENGI11

R$ 45,80

+0,68%

ENEV3

R$ 13,98

+0,21%

EGIE3

R$ 38,44

-0,23%

EQTL3

R$ 22,75

+0,79%

EZTC3

R$ 18,33

+1,04%

FLRY3

R$ 17,24

-1,31%

GGBR4

R$ 26,68

+3,41%

GOAU4

R$ 10,97

+3,00%

GOLL4

R$ 15,27

-4,56%

NTCO3

R$ 26,64

-0,18%

HAPV3

R$ 10,55

-3,30%

HYPE3

R$ 27,09

-0,11%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 59,81

-2,60%

IRBR3

R$ 4,25

-1,39%

ITSA4

R$ 9,74

+0,93%

ITUB4

R$ 22,45

+0,38%

JBSS3

R$ 34,22

-3,95%

JHSF3

R$ 4,72

+0,42%

KLBN11

R$ 24,21

+1,42%

RENT3

R$ 50,90

-0,41%

LCAM3

R$ 22,82

-1,51%

LWSA3

R$ 12,53

-5,00%

LAME4

R$ 5,22

-4,57%

LREN3

R$ 28,53

+0,28%

MGLU3

R$ 7,31

-6,28%

MRFG3

R$ 22,43

-4,83%

BEEF3

R$ 8,55

-0,35%

MRVE3

R$ 11,14

+0,45%

MULT3

R$ 19,46

-0,71%

PCAR3

R$ 22,16

-1,07%

PETR3

R$ 30,61

+1,55%

PETR4

R$ 29,91

+1,63%

VBBR3

21,16

-2,75%

PRIO3

R$ 20,68

+1,92%

QUAL3

R$ 15,39

-2,16%

RADL3

R$ 21,95

-1,92%

RAIL3

R$ 17,56

-0,40%

SBSP3

R$ 33,99

+0,92%

SANB11

R$ 32,77

-0,57%

CSNA3

R$ 22,02

+1,19%

SULA11

R$ 25,31

+1,40%

SUZB3

R$ 58,27

+3,75%

TAEE11

R$ 36,02

-0,02%

VIVT3

R$ 50,25

-0,08%

TIMS3

R$ 13,82

+0,14%

TOTS3

R$ 30,23

-4,60%

UGPA3

R$ 14,25

-1,24%

USIM5

R$ 13,55

-0,29%

VALE3

R$ 70,93

+1,40%

VIIA3

R$ 5,42

-4,40%

WEGE3

R$ 32,86

+1,95%

YDUQ3

R$ 22,29

+2,10%

Atualizado há 7 dias

Ícone de compartilhamento
São Paulo, 22 de novembro - A Aura Minerals começou a avaliar alternativas para destinação de um excedente de caixa gerado pela melhora recente nos preços do ouro e por sua crescente produção, que deve atingir nível recorde no quarto trimestre.

'Estamos identificando como vamos fazer a distribuição desses recursos. Pode ser um novo dividendo extraordinário ao longo do tempo, ou recompra de ações, o que está sendo analisado, e fusões e aquisições. Estamos analisando alternativas de M&A', disse ao Scoop by Mover o presidente da companhia, Rodrigo Barbosa.

Listada em bolsa no Canadá e no Brasil, a Aura Minerals tem 77% da receita atrelada à produção de ouro, cujos preços spot voltaram recentemente para perto de US$1.800 por onça, contra cotações na faixa de US$1.750 há dois meses. A empresa, com ativos no México, Honduras, Brasil e Estados Unidos, também produz cobre.

A Aura projeta investir R$1,5 bilhão até 2024, sendo R$ 1 bilhão em ativos no Brasil. Isso deve permitir elevar a produção para de 400 mil a 480 mil onças equivalentes de ouro/ano, contra 204 mil em 2020. Em 2021, ela deve ficar perto do meio de sua meta, de 264 mil a 272 mil onças equivalentes.

'Estamos absolutamente a caminho de ter o maior resultado da história da companhia nesse último trimestre, em termos de produção. Se somar isso ao aumento do preço do ouro, você pode induzir que a empresa pode ter um resultado muito interessante no quarto trimestre', disse Barbosa.

Uma decisão sobre a alocação do excesso de caixa deve ser tomada entre dois e três meses, segundo Barbosa. A Aura Minerals já aprovou neste ano R$319 milhões em dividendos, pagos em abril, equivalentes a US$0,83 por ação ordinária.

A política da Aura prevê distribuição aos acionistas de 20% do Ebitda - lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização - menos investimentos operacionais e em exploração.

As principais apostas de crescimento da companhia são dois novos projetos de ouro no Brasil, Almas e Matupá, em Tocantins e em Mato Grosso. O primeiro deve ter obras iniciadas em dezembro, com produção prevista para 2023, enquanto o segundo deve ter obras em 2023 e produção em 2024.

A produção inicial em Almas é estimada em de 45 mil a 52 mil onças equivalentes/ano, enquanto Matupá deve começar com 60 mil onças anuais.

Ação descontada da Aura Minerals

As ações da Aura (AURA33) na B3 recuaram 9,3% neste mês e cerca de 13,4% no acumulado do ano, em desempenho que acompanhou em parte o Ibovespa, que está negativo em 13,8% em 2021.

Para o presidente da companhia, no entanto, o desempenho não reflete as operações da Aura, que tem receitas em dólares e segundo Barbosa conseguirá elevar a produção enquanto mantém alavancagem baixa e paga dividendos.

'Temos a produção aumentando, o preço do ouro aumentando e o câmbio desvalorizado. Tudo isso é favorável à nossa geração de caixa, e enquanto isso nossas ações acompanharam o Ibovespa, o que não faz sentido', afirmou Barbosa.

Ele disse ainda que vê perspectiva positiva para os preços do ouro devido aos temores de inflação global e ao cenário de juros baixos no mundo, que em sua opinião deve prosseguir por algum tempo, apesar de sinalizações do banco central dos EUA, o Fed, de que poderia haver elevação de taxas em 2022.

'Acreditamos que os fundamentos para uma apreciação do ouro estão aí de forma muito robusta. O ouro vai muito bem quando você tem juros baixos ou expectativa de inflação, e o momento atual é exatamente esse', afirmou Barbosa.

Texto: Luciano Costa

Edição: Renato Carvalho

Imagem: Vinicius Martins / Mover

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.