0

Eletrobras convocará nesta semana assembleia sobre privatização, dizem fontes

empresas

Eletrobras convocará nesta semana assembleia sobre privatização, dizem fontes

A movimentação mostra como a privatização da Eletrobras caminha, apesar de o TCU ter adiado decisão sobre o processo por um pedido de vista

Eletrobras convocará nesta semana assembleia sobre privatização, dizem fontes
tcuser

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo/Brasília, 17 de janeiro –  A Eletrobras prepara para os próximos dias a convocação de uma assembleia geral extraordinária de acionistas, que deverá aprovar as condições propostas pelo governo para a privatização da companhia. É o que disseram ao Scoop by Mover duas fontes com conhecimento direto do assunto.

A AGE deve ser agendada para ocorrer entre 20 e 22 de fevereiro, com divulgação via comunicado, possivelmente na quinta-feira ou até o final desta semana, disseram as fontes, que pediram anonimato devido à sensibilidade das informações.

A movimentação mostra como a desestatização da maior elétrica da América Latina caminha dentro da companhia, do governo e das equipes contratadas para assessorar o processo, embora ainda aguarde deliberações do Tribunal de Contas da União.

Para marcar a AGE, a Eletrobras leva em consideração um cronograma interno segundo o qual uma primeira aprovação do TCU para a privatização viria até a segunda semana de fevereiro, explicou uma das fontes.

Procurada, a Eletrobras não comentou. O TCU informou que a primeira reunião do plenário de seu colegiado será realizada na quarta-feira, mas sem o processo relativo à Eletrobras em pauta.

Processo no TCU

O Tribunal de Contas da União avaliará a privatização da estatal em duas fases: a primeira se debruçará sobre o bônus de outorga que o governo cobrará na operação, e a segunda analisará também a modelagem do negócio.

“A AGE pode ser feita antes do julgamento, pelo TCU, da segunda fase da privatização, que deve ocorrer entre o fim de março e início de abril”, disse a fonte ao Scoop.

Se atendida essa expectativa, o governo conseguiria cumprir o cronograma hoje projetado, que prevê a desestatização em abril ou maio.

A avaliação da primeira fase da operação pelo TCU deveria ter sido concluída em dezembro. A decisão, porém, foi adiada por pedido de vista do ministro Vital do Rêgo. O TCU disse em nota que o pedido de vista tem até 60 dias antes de retornar para debate na corte, sem contar o período de recesso.

O governo busca realizar a privatização até maio, uma vez que, nos meses subsequentes, o debate eleitoral mais acirrado pode gerar condições de mercado menos favoráveis à operação.

A União se comprometeu a não votar sobre a privatização na assembleia, em que acionistas vão decidir se aceitam os termos propostos pelo governo para a transação.

*Esta matéria foi publicada primeiro exclusivamente para os assinantes. Quer receber notícias e furos em primeira mão? Assine um dos planos do TC.

Texto: Leonardo Goy e Luciano Costa
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Mover

Nesta matéria

ELET3

CENTRAIS ELET BRAS S.A. -...

44,06

0,45

+1,00%

Relacionadas

ELET6

CENTRAIS ELET BRAS S.A. -...

43,10

0,27

+0,61%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.