IBOV

107.902,60 pts

+0,32%

SP500

4.691,03 pts

+0,09%

DJIA

35.670,62 pts

-0,14%

NASDAQ

16.355,14 pts

+0,18%

IFIX

2.666,22 pts

+0,20%

BRENT

US$ 76,11

+0,89%

IO62

¥ 647,50

-2,41%

TRAD3

R$ 6,37

+0,15%

ABEV3

R$ 16,02

-0,49%

AMER3

R$ 30,60

+2,68%

ASAI3

R$ 14,44

+2,77%

AZUL4

R$ 26,25

+6,14%

B3SA3

R$ 12,15

+0,83%

BIDI11

R$ 38,21

+2,13%

BBSE3

R$ 21,38

+0,75%

BRML3

R$ 8,33

+5,04%

BBDC3

R$ 17,63

-0,84%

BBDC4

R$ 20,66

-1,38%

BRAP4

R$ 53,74

-0,35%

BBAS3

R$ 32,60

-1,43%

BRKM5

R$ 65,17

-2,11%

BRFS3

R$ 20,00

-2,15%

BPAC11

R$ 21,48

+1,32%

CRFB3

R$ 14,83

-0,13%

CCRO3

R$ 12,77

-2,66%

CMIG4

R$ 13,98

+1,67%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,32

+3,11%

COGN3

R$ 2,61

+4,81%

CPLE6

R$ 6,32

+1,28%

CSAN3

R$ 22,41

+2,00%

CPFE3

R$ 27,42

+0,77%

CVCB3

R$ 15,86

+7,96%

CYRE3

R$ 16,10

+5,99%

ECOR3

R$ 8,86

+0,56%

ELET3

R$ 35,44

+0,85%

ELET6

R$ 34,51

-0,11%

EMBR3

R$ 21,54

+6,10%

ENBR3

R$ 21,42

+0,75%

ENGI11

R$ 45,80

+0,39%

ENEV3

R$ 15,11

+2,99%

EGIE3

R$ 39,29

-0,05%

EQTL3

R$ 23,68

+1,41%

EZTC3

R$ 20,89

+6,80%

FLRY3

R$ 19,31

+2,71%

GGBR4

R$ 29,08

+0,44%

GOAU4

R$ 12,01

+1,00%

GOLL4

R$ 18,44

+7,77%

NTCO3

R$ 27,26

+0,73%

HAPV3

R$ 11,40

+1,96%

HYPE3

R$ 28,68

-0,10%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,57

+1,84%

IRBR3

R$ 4,34

+2,60%

ITSA4

R$ 9,84

-0,40%

ITUB4

R$ 22,53

-1,87%

JBSS3

R$ 34,47

+0,17%

JHSF3

R$ 5,52

+3,95%

KLBN11

R$ 25,09

+0,16%

RENT3

R$ 55,98

+3,87%

LCAM3

R$ 24,65

+3,61%

LWSA3

R$ 14,64

+5,93%

LAME4

R$ 5,58

+2,95%

LREN3

R$ 29,72

+0,88%

MGLU3

R$ 6,91

-9,31%

MRFG3

R$ 22,26

+4,75%

BEEF3

R$ 8,70

+0,34%

MRVE3

R$ 12,28

+6,13%

MULT3

R$ 20,81

+3,68%

PCAR3

R$ 22,91

+1,68%

PETR3

R$ 31,17

-0,06%

PETR4

R$ 29,50

+0,47%

VBBR3

23,03

+3,73%

PRIO3

R$ 21,13

-3,64%

QUAL3

R$ 16,77

+1,08%

RADL3

R$ 23,63

+1,50%

RAIL3

R$ 17,52

+1,33%

SBSP3

R$ 38,72

+1,92%

SANB11

R$ 32,93

-0,84%

CSNA3

R$ 24,11

-1,22%

SULA11

R$ 26,56

+1,72%

SUZB3

R$ 58,71

+0,66%

TAEE11

R$ 35,79

-0,30%

VIVT3

R$ 48,67

-2,58%

TIMS3

R$ 13,25

-1,26%

TOTS3

R$ 32,09

+2,26%

UGPA3

R$ 15,41

+3,49%

USIM5

R$ 15,12

+1,34%

VALE3

R$ 75,55

-1,02%

VIIA3

R$ 5,82

+0,34%

WEGE3

R$ 35,77

+3,50%

YDUQ3

R$ 24,24

+2,32%

IBOV

107.902,60 pts

+0,32%

SP500

4.691,03 pts

+0,09%

DJIA

35.670,62 pts

-0,14%

NASDAQ

16.355,14 pts

+0,18%

IFIX

2.666,22 pts

+0,20%

BRENT

US$ 76,11

+0,89%

IO62

¥ 647,50

-2,41%

TRAD3

R$ 6,37

+0,15%

ABEV3

R$ 16,02

-0,49%

AMER3

R$ 30,60

+2,68%

ASAI3

R$ 14,44

+2,77%

AZUL4

R$ 26,25

+6,14%

B3SA3

R$ 12,15

+0,83%

BIDI11

R$ 38,21

+2,13%

BBSE3

R$ 21,38

+0,75%

BRML3

R$ 8,33

+5,04%

BBDC3

R$ 17,63

-0,84%

BBDC4

R$ 20,66

-1,38%

BRAP4

R$ 53,74

-0,35%

BBAS3

R$ 32,60

-1,43%

BRKM5

R$ 65,17

-2,11%

BRFS3

R$ 20,00

-2,15%

BPAC11

R$ 21,48

+1,32%

CRFB3

R$ 14,83

-0,13%

CCRO3

R$ 12,77

-2,66%

CMIG4

R$ 13,98

+1,67%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,32

+3,11%

COGN3

R$ 2,61

+4,81%

CPLE6

R$ 6,32

+1,28%

CSAN3

R$ 22,41

+2,00%

CPFE3

R$ 27,42

+0,77%

CVCB3

R$ 15,86

+7,96%

CYRE3

R$ 16,10

+5,99%

ECOR3

R$ 8,86

+0,56%

ELET3

R$ 35,44

+0,85%

ELET6

R$ 34,51

-0,11%

EMBR3

R$ 21,54

+6,10%

ENBR3

R$ 21,42

+0,75%

ENGI11

R$ 45,80

+0,39%

ENEV3

R$ 15,11

+2,99%

EGIE3

R$ 39,29

-0,05%

EQTL3

R$ 23,68

+1,41%

EZTC3

R$ 20,89

+6,80%

FLRY3

R$ 19,31

+2,71%

GGBR4

R$ 29,08

+0,44%

GOAU4

R$ 12,01

+1,00%

GOLL4

R$ 18,44

+7,77%

NTCO3

R$ 27,26

+0,73%

HAPV3

R$ 11,40

+1,96%

HYPE3

R$ 28,68

-0,10%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 64,57

+1,84%

IRBR3

R$ 4,34

+2,60%

ITSA4

R$ 9,84

-0,40%

ITUB4

R$ 22,53

-1,87%

JBSS3

R$ 34,47

+0,17%

JHSF3

R$ 5,52

+3,95%

KLBN11

R$ 25,09

+0,16%

RENT3

R$ 55,98

+3,87%

LCAM3

R$ 24,65

+3,61%

LWSA3

R$ 14,64

+5,93%

LAME4

R$ 5,58

+2,95%

LREN3

R$ 29,72

+0,88%

MGLU3

R$ 6,91

-9,31%

MRFG3

R$ 22,26

+4,75%

BEEF3

R$ 8,70

+0,34%

MRVE3

R$ 12,28

+6,13%

MULT3

R$ 20,81

+3,68%

PCAR3

R$ 22,91

+1,68%

PETR3

R$ 31,17

-0,06%

PETR4

R$ 29,50

+0,47%

VBBR3

23,03

+3,73%

PRIO3

R$ 21,13

-3,64%

QUAL3

R$ 16,77

+1,08%

RADL3

R$ 23,63

+1,50%

RAIL3

R$ 17,52

+1,33%

SBSP3

R$ 38,72

+1,92%

SANB11

R$ 32,93

-0,84%

CSNA3

R$ 24,11

-1,22%

SULA11

R$ 26,56

+1,72%

SUZB3

R$ 58,71

+0,66%

TAEE11

R$ 35,79

-0,30%

VIVT3

R$ 48,67

-2,58%

TIMS3

R$ 13,25

-1,26%

TOTS3

R$ 32,09

+2,26%

UGPA3

R$ 15,41

+3,49%

USIM5

R$ 15,12

+1,34%

VALE3

R$ 75,55

-1,02%

VIIA3

R$ 5,82

+0,34%

WEGE3

R$ 35,77

+3,50%

YDUQ3

R$ 24,24

+2,32%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento
Ícone de compartilhamento

São Paulo, 28 de junho – A bolsa de valores americana Nasdaq anunciou hoje que teve a maior arrecadação da história por meio de ofertas públicas iniciais, IPOs na sigla em inglês, neste primeiro semestre de 2021, levantando US$103 bilhões.

 

Nasdaq teve 395 pedidos de IPOs no primeiro trimestre de 2021

Em comunicado, a Nasdaq divulgou que recebeu 395 pedidos de abertura de capital no primeiro trimestre de 2021. Com as estreias, ela levantou US$103 bilhões, um recorde histórico.

A bolsa de valores americana levantou 61% de todo o valor arrecadado por meio de IPOs durante os dois primeiros trimestres de 2021. Entre eles estão sete dos dez maiores já realizados, como o da empresa de tecnologia Bumble, que levantou US$2,2 bilhões.

Além das estreias, 14 empresas transferiram sua listagem corporativa para a Nasdaq, representando US$187 bilhões em valor de mercado, incluindo a Honeywell, uma empresa do índice Dow Jones Industrials. A bolsa de valores ressaltou que o valor total de mercado de todas as empresas transferidas para a Nasdaq desde 2005 ultrapassou US$2 trilhões.

 

Listagem da bolsa de criptomoedas Coinbase foi destacada pela Nasdaq

A Nasdaq destacou, entre os IPOs realizados no primeiro trimestre, a listagem da bolsa de criptomoedas Coinbase. A companhia atingiu o marco histórico de US$65 milhões em valor de mercado.

A Coinbase, realizou abertura de capital na Nasdaq por meio da listagem direta, que consiste na venda de ações por meio da bolsa de valores diretamente ao público, sem ajuda de intermediário. Por volta das 14h40, as ações da Nasdaq (NDAQ) caíam 0,26%, para US$177,60.

 

Um longo caminho para a realização de IPOs

Os IPOs representam um processo para que uma companhia se torne uma empresa de capital aberto. Assim, marcam o momento em que ela passa a vender ações pela primeira vez, ou seja, a entrada na Bolsa de Valores.

No Brasil, antes de concluir o IPO e ter ações listadas na B3, a empresa que deseja abrir seu capital precisa passar por diversos processos e atender às exigências da Comissão de Valores Mobiliários, CVM.

Após a venda em oferta pública, os papéis da empresa passam a ser negociados no pregão da bolsa pelos acionistas compradores. Os IPOs podem ser primários, quando a venda é de novas ações e capitalização da empresa, ou secundários, quando os sócios da companhia vendem ações já existentes.

 

Legislação exige auditoria externa, reuniões e registro para realização de IPOs

Quando a empresa abre o capital na B3, os donos precisam dividir as decisões e prestar contas aos demais acionistas, que passam a ter representantes no Conselho e participam das assembleias. É necessário também fornecer informações periódicas para o mercado, como desempenho e como será usado o dinheiro captado. Ela se compromete a divulgar todos os fatos relevantes que envolvem o negócio ou a gestão da empresa e que interessem aos acionistas e ao mercado em geral.

A legislação exige alguns passos antes das empresas realizarem os IPOs. Primeiro, devem se submeter a uma auditoria externa financeira. Depois, preparar os roadshows, reuniões com o objetivo de apresentar os negócios aos potenciais investidores. Então, o registro de companhia aberta classe A, que permite ações em bolsa, deve ser feito na CVM. É preciso providenciar também a listagem na B3.

Depois, a empresa faz um documento chamado de prospecto, que contém todas as informações sobre o negócio e a oferta, incluindo os objetivos dos recursos, perspectivas de mercado e os riscos do negócio. Com isso, chega o período de reserva, prazo de alguns dias para os investidores pedirem as ações junto aos bancos e corretoras que participam da oferta.

 

Processo é concluído após entrega de ações a investidores e estreia na B3

Em muitos casos, as empresas que realizam os IPOs definem prazos para os investidores venderem as ações após a oferta, para evitar os chamados flippers, investidores que compram as ações para vendê-las no primeiro dia de negociação apostando na alta dos papéis.

O processo de venda da oferta inicial é chamado de bookbuilding, que indica o volume de interesse pelos papéis e o preço que os investidores estão dispostos a pagar. Depois de todo esse processo, as ações são entregues aos investidores e chega o dia da estreia da empresa na B3. O desempenho dos papéis neste dia indica como o mercado recebeu a nova companhia. Saiba mais sobre o processo baixando o e-book que o TC School preparou.

Texto: Bruna Bins
Edição: Guilherme Dogo e João Pedro Malar
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Reforma Tributária prejudica bancos e favorece seguradoras, diz Credit Suisse

Payroll e ajuste de carteiras vêm em semana quente; no radar, CPI da Covid: Espresso

Calendário Econômico: Emprego, dívida pública, Relatório Focus

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.