IBOV

114.549,89 pts

-0,08%

SP500

4.482,90 pts

+0,26%

DJIA

35.230,73 pts

-0,18%

NASDAQ

15.284,63 pts

+0,91%

IFIX

2.745,31 pts

+0,05%

BRENT

US$ 84,26

-0,71%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,30

+1,46%

ABEV3

R$ 15,62

+0,57%

AMER3

R$ 39,07

+4,32%

ASAI3

R$ 17,01

-3,02%

AZUL4

R$ 34,37

-3,50%

B3SA3

R$ 12,99

-1,21%

BIDI11

R$ 48,30

-3,93%

BBSE3

R$ 21,77

+0,41%

BRML3

R$ 8,62

+2,01%

BBDC3

R$ 18,51

+1,25%

BBDC4

R$ 21,66

+1,78%

BRAP4

R$ 54,37

-1,32%

BBAS3

R$ 32,25

+2,12%

BRKM5

R$ 58,87

-0,10%

BRFS3

R$ 25,07

-2,79%

BPAC11

R$ 25,52

-1,84%

CRFB3

R$ 18,77

+0,64%

CCRO3

R$ 12,77

+0,31%

CMIG4

R$ 15,14

+0,93%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,62

+5,22%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,77

+2,26%

CSAN3

R$ 23,30

+0,21%

CPFE3

R$ 26,51

+1,64%

CVCB3

R$ 19,93

-1,67%

CYRE3

R$ 18,24

+0,33%

ECOR3

R$ 10,03

+0,80%

ELET3

R$ 40,59

+3,38%

ELET6

R$ 40,58

+2,39%

EMBR3

R$ 25,66

-0,07%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,03

+0,28%

ENEV3

R$ 15,29

-0,77%

EGIE3

R$ 38,64

+0,23%

EQTL3

R$ 24,84

+0,68%

EZTC3

R$ 23,57

-2,92%

FLRY3

R$ 21,63

+1,21%

GGBR4

R$ 28,22

+0,17%

GOAU4

R$ 12,82

-0,07%

GOLL4

R$ 20,26

-1,65%

NTCO3

R$ 43,29

-1,92%

HAPV3

R$ 12,57

-3,38%

HYPE3

R$ 30,43

+1,50%

IGTA3

R$ 33,91

+1,64%

GNDI3

R$ 70,99

-2,68%

IRBR3

R$ 5,25

+1,35%

ITSA4

R$ 11,33

+0,71%

ITUB4

R$ 24,99

+0,92%

JBSS3

R$ 38,62

+1,65%

JHSF3

R$ 6,13

+3,02%

KLBN11

R$ 23,14

-0,17%

RENT3

R$ 56,39

-0,42%

LCAM3

R$ 25,14

+0,23%

LWSA3

R$ 22,03

-0,09%

LAME4

R$ 6,40

+20,52%

LREN3

R$ 36,19

+1,23%

MGLU3

R$ 14,35

-1,44%

MRFG3

R$ 26,47

-2,50%

BEEF3

R$ 10,39

-2,89%

MRVE3

R$ 12,55

+1,29%

MULT3

R$ 20,40

+0,79%

PCAR3

R$ 28,98

-6,39%

PETR3

R$ 30,26

+0,33%

PETR4

R$ 29,47

-0,43%

BRDT3

R$ 24,79

+0,97%

PRIO3

R$ 27,09

-2,34%

QUAL3

R$ 19,27

-0,82%

RADL3

R$ 22,82

-0,86%

RAIL3

R$ 18,27

-0,43%

SBSP3

R$ 38,89

-0,38%

SANB11

R$ 36,50

+0,35%

CSNA3

R$ 26,52

-3,87%

SULA11

R$ 26,27

-1,09%

SUZB3

R$ 49,90

-1,98%

TAEE11

R$ 37,89

+0,53%

VIVT3

R$ 46,50

+0,71%

TIMS3

R$ 12,46

-0,87%

TOTS3

R$ 35,75

+1,30%

UGPA3

R$ 15,48

+2,65%

USIM5

R$ 16,07

-3,07%

VALE3

R$ 80,14

-0,66%

VIIA3

R$ 8,16

+0,24%

WEGE3

R$ 40,43

+0,77%

YDUQ3

R$ 27,17

+0,70%

IBOV

114.549,89 pts

-0,08%

SP500

4.482,90 pts

+0,26%

DJIA

35.230,73 pts

-0,18%

NASDAQ

15.284,63 pts

+0,91%

IFIX

2.745,31 pts

+0,05%

BRENT

US$ 84,26

-0,71%

IO62

¥ 696,50

-1,42%

TRAD3

R$ 8,30

+1,46%

ABEV3

R$ 15,62

+0,57%

AMER3

R$ 39,07

+4,32%

ASAI3

R$ 17,01

-3,02%

AZUL4

R$ 34,37

-3,50%

B3SA3

R$ 12,99

-1,21%

BIDI11

R$ 48,30

-3,93%

BBSE3

R$ 21,77

+0,41%

BRML3

R$ 8,62

+2,01%

BBDC3

R$ 18,51

+1,25%

BBDC4

R$ 21,66

+1,78%

BRAP4

R$ 54,37

-1,32%

BBAS3

R$ 32,25

+2,12%

BRKM5

R$ 58,87

-0,10%

BRFS3

R$ 25,07

-2,79%

BPAC11

R$ 25,52

-1,84%

CRFB3

R$ 18,77

+0,64%

CCRO3

R$ 12,77

+0,31%

CMIG4

R$ 15,14

+0,93%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,62

+5,22%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,77

+2,26%

CSAN3

R$ 23,30

+0,21%

CPFE3

R$ 26,51

+1,64%

CVCB3

R$ 19,93

-1,67%

CYRE3

R$ 18,24

+0,33%

ECOR3

R$ 10,03

+0,80%

ELET3

R$ 40,59

+3,38%

ELET6

R$ 40,58

+2,39%

EMBR3

R$ 25,66

-0,07%

ENBR3

R$ 19,27

+0,62%

ENGI11

R$ 46,03

+0,28%

ENEV3

R$ 15,29

-0,77%

EGIE3

R$ 38,64

+0,23%

EQTL3

R$ 24,84

+0,68%

EZTC3

R$ 23,57

-2,92%

FLRY3

R$ 21,63

+1,21%

GGBR4

R$ 28,22

+0,17%

GOAU4

R$ 12,82

-0,07%

GOLL4

R$ 20,26

-1,65%

NTCO3

R$ 43,29

-1,92%

HAPV3

R$ 12,57

-3,38%

HYPE3

R$ 30,43

+1,50%

IGTA3

R$ 33,91

+1,64%

GNDI3

R$ 70,99

-2,68%

IRBR3

R$ 5,25

+1,35%

ITSA4

R$ 11,33

+0,71%

ITUB4

R$ 24,99

+0,92%

JBSS3

R$ 38,62

+1,65%

JHSF3

R$ 6,13

+3,02%

KLBN11

R$ 23,14

-0,17%

RENT3

R$ 56,39

-0,42%

LCAM3

R$ 25,14

+0,23%

LWSA3

R$ 22,03

-0,09%

LAME4

R$ 6,40

+20,52%

LREN3

R$ 36,19

+1,23%

MGLU3

R$ 14,35

-1,44%

MRFG3

R$ 26,47

-2,50%

BEEF3

R$ 10,39

-2,89%

MRVE3

R$ 12,55

+1,29%

MULT3

R$ 20,40

+0,79%

PCAR3

R$ 28,98

-6,39%

PETR3

R$ 30,26

+0,33%

PETR4

R$ 29,47

-0,43%

BRDT3

R$ 24,79

+0,97%

PRIO3

R$ 27,09

-2,34%

QUAL3

R$ 19,27

-0,82%

RADL3

R$ 22,82

-0,86%

RAIL3

R$ 18,27

-0,43%

SBSP3

R$ 38,89

-0,38%

SANB11

R$ 36,50

+0,35%

CSNA3

R$ 26,52

-3,87%

SULA11

R$ 26,27

-1,09%

SUZB3

R$ 49,90

-1,98%

TAEE11

R$ 37,89

+0,53%

VIVT3

R$ 46,50

+0,71%

TIMS3

R$ 12,46

-0,87%

TOTS3

R$ 35,75

+1,30%

UGPA3

R$ 15,48

+2,65%

USIM5

R$ 16,07

-3,07%

VALE3

R$ 80,14

-0,66%

VIIA3

R$ 8,16

+0,24%

WEGE3

R$ 40,43

+0,77%

YDUQ3

R$ 27,17

+0,70%

Atualizado há mais de 2 anos

Ícone de compartilhamento

Vale ainda avalia a magnitude dos passivos contingentes decorrentes da ruptura da barragem em Brumadinho e deverá fazer provisões para o balanço deste trimestre, o que pode marcar o desempenho das ações da maior produtora de minério de ferro do mundo no pregão desta quinta-feira, de acordo com gestores e contribuidores TC.

 

Nas notas explicativas do balanço do ano passado, divulgadas na noite de quarta-feira, a mineradora disse que vai fazer a baixa dos ativos da mina e das barragens a montante Brasil afora, o que irá resultar em um prejuízo de R$480 milhões, com impacto negativo no balanço patrimonial e na demonstração dos resultados. Esse número se soma aos R$850 milhões acertados previamente com o Ministério Público do Trabalho quanto a indenizações e outros encargos trabalhistas.

 

Em uma apresentação divulgada na manhã de hoje, a companhia disse que as multas aplicadas pela Justiça e o governo relacionadas ao desastre em Brumadinho totalizam R$349 milhões, e que elevou sua dívida líquida em R$7,2 bilhões para fazer frente a R$16,55 bilhões de bloqueios de recursos ordenados pela Justiça por conta do acidente.

 

A Vale mostrou lucro acima do consenso no quarto trimestre, refletindo uma alta na produção, na venda e nos preços realizados do minério, além de ganhos com derivativos cambiais. A companhia reiterou que o pagamento de proventos continua suspenso por conta da tragédia na mina, que aconteceu quase um mês após o final do período. O lucro líquido da maior produtora de minério de ferro do mundo atingiu R$14,485 bilhões, quase cinco vezes os ganhos no mesmo trimestre de 2017 e acima do consenso de R$9,98 bilhões.

 

O foco do investidor deverá estar nos anúncios que a companhia possa fazer em relação ao desastre de Brumadinho – quaisquer comentários da gestão sobre a situação legal, operacional e reputacional da Vale após o pior acidente na história da companhia, que deixou mais de 300 mortos, devem levar o investidor a ter uma maior visibilidade sobre a produção e os embarques de minério de ferro, assim como as tendências de preço do mineral para este ano.

 

“Foi um bom resultado, exatamente em linha com nossas expectativas, mas a empresa não divulgou mais detalhes relacionados ao acidente em termos de custos e provisões”, afirma o analista do Santander, Gustavo Allevato.

 

A receita líquida passou de R$29,8 bilhões um ano atrás para R$37,445 bilhões, abaixo do consenso de R$38,6 bilhões. Já o EBITDA ajustado da mineradora chegou em R$17,059 bilhões no trimestre, alta anual de 27%, mas também abaixo do consenso de R$17,9 bilhões. A diretoria deve explicar os números e os detalhes sobre o provisionamento de eventuais passivos contingentes em teleconferência na manhã de quinta-feira.

 

Desde o acidente, em 25 de janeiro, o papel da Vale perdeu quase 12% – ele se recuperou após uma queda de mais de 27% nas duas semanas após o desastre. Ontem a ação ON recuou 1,35% a R$49,60.

 

(Foto: Vale/Divulgação)
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.