IBOV

110.786,43 pts

+0,05%

SP500

4.523,73 pts

-0,27%

DJIA

35.499,57 pts

-0,31%

NASDAQ

15.347,49 pts

-0,27%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,04

-0,91%

IO62

¥ 650,00

-8,77%

TRAD3

R$ 7,95

-0,87%

ABEV3

R$ 15,35

+1,18%

AMER3

R$ 39,69

+1,17%

ASAI3

R$ 16,77

+1,02%

AZUL4

R$ 30,56

-1,29%

B3SA3

R$ 13,11

+5,04%

BIDI11

R$ 48,15

+6,52%

BBSE3

R$ 21,33

+0,28%

BRML3

R$ 8,08

-0,85%

BBDC3

R$ 18,46

+3,18%

BBDC4

R$ 21,61

+2,80%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,36%

BRKM5

R$ 59,09

+3,43%

BRFS3

R$ 23,65

-1,29%

BPAC11

R$ 24,79

+2,69%

CRFB3

R$ 17,61

-2,05%

CCRO3

R$ 12,41

+1,47%

CMIG4

R$ 14,81

+0,40%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+0,41%

COGN3

R$ 2,89

-0,68%

CPLE6

R$ 6,62

-0,60%

CSAN3

R$ 22,20

-2,07%

CPFE3

R$ 26,22

+0,45%

CVCB3

R$ 18,63

-1,00%

CYRE3

R$ 16,62

-2,00%

ECOR3

R$ 9,50

-0,31%

ELET3

R$ 37,84

-3,54%

ELET6

R$ 37,98

-3,40%

EMBR3

R$ 24,65

-1,00%

ENBR3

R$ 19,44

+2,04%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

+0,61%

EGIE3

R$ 38,99

+2,09%

EQTL3

R$ 24,00

-0,94%

EZTC3

R$ 21,80

-1,31%

FLRY3

R$ 20,30

-1,45%

GGBR4

R$ 27,34

-1,79%

GOAU4

R$ 12,43

-1,27%

GOLL4

R$ 18,12

-3,77%

NTCO3

R$ 39,59

-1,98%

HAPV3

R$ 11,71

-2,90%

HYPE3

R$ 29,28

+0,27%

IGTA3

R$ 31,24

-1,97%

GNDI3

R$ 66,06

-2,42%

IRBR3

R$ 5,22

+1,95%

ITSA4

R$ 11,13

+1,82%

ITUB4

R$ 24,90

+2,46%

JBSS3

R$ 38,16

+0,47%

JHSF3

R$ 5,75

-0,17%

KLBN11

R$ 22,50

+0,67%

RENT3

R$ 51,78

-2,85%

LCAM3

R$ 22,78

-4,08%

LWSA3

R$ 22,48

+5,98%

LAME4

R$ 6,30

+0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,33%

MGLU3

R$ 13,25

-3,56%

MRFG3

R$ 25,68

-1,11%

BEEF3

R$ 9,69

-3,29%

MRVE3

R$ 11,51

-1,28%

MULT3

R$ 19,36

-0,56%

PCAR3

R$ 28,87

+0,24%

PETR3

R$ 29,37

+1,52%

PETR4

R$ 28,41

+1,10%

BRDT3

R$ 23,23

-0,08%

PRIO3

R$ 26,90

+1,08%

QUAL3

R$ 18,51

+0,92%

RADL3

R$ 21,67

-2,86%

RAIL3

R$ 17,09

-3,17%

SBSP3

R$ 37,78

-0,29%

SANB11

R$ 36,07

+3,44%

CSNA3

R$ 25,54

-0,85%

SULA11

R$ 26,22

+3,30%

SUZB3

R$ 48,40

-0,81%

TAEE11

R$ 37,69

+0,18%

VIVT3

R$ 46,00

+0,04%

TIMS3

R$ 12,37

+0,97%

TOTS3

R$ 33,42

-2,96%

UGPA3

R$ 14,76

+0,47%

USIM5

R$ 14,97

-3,85%

VALE3

R$ 76,41

-3,68%

VIIA3

R$ 7,49

-4,46%

WEGE3

R$ 40,11

+2,19%

YDUQ3

R$ 24,90

-0,63%

IBOV

110.786,43 pts

+0,05%

SP500

4.523,73 pts

-0,27%

DJIA

35.499,57 pts

-0,31%

NASDAQ

15.347,49 pts

-0,27%

IFIX

2.738,39 pts

-0,06%

BRENT

US$ 85,04

-0,91%

IO62

¥ 650,00

-8,77%

TRAD3

R$ 7,95

-0,87%

ABEV3

R$ 15,35

+1,18%

AMER3

R$ 39,69

+1,17%

ASAI3

R$ 16,77

+1,02%

AZUL4

R$ 30,56

-1,29%

B3SA3

R$ 13,11

+5,04%

BIDI11

R$ 48,15

+6,52%

BBSE3

R$ 21,33

+0,28%

BRML3

R$ 8,08

-0,85%

BBDC3

R$ 18,46

+3,18%

BBDC4

R$ 21,61

+2,80%

BRAP4

R$ 52,05

-2,14%

BBAS3

R$ 31,14

+1,36%

BRKM5

R$ 59,09

+3,43%

BRFS3

R$ 23,65

-1,29%

BPAC11

R$ 24,79

+2,69%

CRFB3

R$ 17,61

-2,05%

CCRO3

R$ 12,41

+1,47%

CMIG4

R$ 14,81

+0,40%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,41

+0,41%

COGN3

R$ 2,89

-0,68%

CPLE6

R$ 6,62

-0,60%

CSAN3

R$ 22,20

-2,07%

CPFE3

R$ 26,22

+0,45%

CVCB3

R$ 18,63

-1,00%

CYRE3

R$ 16,62

-2,00%

ECOR3

R$ 9,50

-0,31%

ELET3

R$ 37,84

-3,54%

ELET6

R$ 37,98

-3,40%

EMBR3

R$ 24,65

-1,00%

ENBR3

R$ 19,44

+2,04%

ENGI11

R$ 44,26

+0,34%

ENEV3

R$ 14,69

+0,61%

EGIE3

R$ 38,99

+2,09%

EQTL3

R$ 24,00

-0,94%

EZTC3

R$ 21,80

-1,31%

FLRY3

R$ 20,30

-1,45%

GGBR4

R$ 27,34

-1,79%

GOAU4

R$ 12,43

-1,27%

GOLL4

R$ 18,12

-3,77%

NTCO3

R$ 39,59

-1,98%

HAPV3

R$ 11,71

-2,90%

HYPE3

R$ 29,28

+0,27%

IGTA3

R$ 31,24

-1,97%

GNDI3

R$ 66,06

-2,42%

IRBR3

R$ 5,22

+1,95%

ITSA4

R$ 11,13

+1,82%

ITUB4

R$ 24,90

+2,46%

JBSS3

R$ 38,16

+0,47%

JHSF3

R$ 5,75

-0,17%

KLBN11

R$ 22,50

+0,67%

RENT3

R$ 51,78

-2,85%

LCAM3

R$ 22,78

-4,08%

LWSA3

R$ 22,48

+5,98%

LAME4

R$ 6,30

+0,15%

LREN3

R$ 34,94

+1,33%

MGLU3

R$ 13,25

-3,56%

MRFG3

R$ 25,68

-1,11%

BEEF3

R$ 9,69

-3,29%

MRVE3

R$ 11,51

-1,28%

MULT3

R$ 19,36

-0,56%

PCAR3

R$ 28,87

+0,24%

PETR3

R$ 29,37

+1,52%

PETR4

R$ 28,41

+1,10%

BRDT3

R$ 23,23

-0,08%

PRIO3

R$ 26,90

+1,08%

QUAL3

R$ 18,51

+0,92%

RADL3

R$ 21,67

-2,86%

RAIL3

R$ 17,09

-3,17%

SBSP3

R$ 37,78

-0,29%

SANB11

R$ 36,07

+3,44%

CSNA3

R$ 25,54

-0,85%

SULA11

R$ 26,22

+3,30%

SUZB3

R$ 48,40

-0,81%

TAEE11

R$ 37,69

+0,18%

VIVT3

R$ 46,00

+0,04%

TIMS3

R$ 12,37

+0,97%

TOTS3

R$ 33,42

-2,96%

UGPA3

R$ 14,76

+0,47%

USIM5

R$ 14,97

-3,85%

VALE3

R$ 76,41

-3,68%

VIIA3

R$ 7,49

-4,46%

WEGE3

R$ 40,11

+2,19%

YDUQ3

R$ 24,90

-0,63%

Atualizado há 12 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 8 de outubro –  A Raízen vai acelerar investimentos em geração distribuída de energia com fontes renováveis, após anunciar nesta semana associação com o Grupo Gera, e tem a meta de mais do que dobrar a capacidade nessas instalações em 18 meses, disseram executivos da companhia ao Scoop by Mover.

Também conhecida como GD, a geração distribuída envolve sistemas menores cuja produção pode ser direcionada a residências ou empresas.

A Raízen, associação entre Cosan e Shell, tem hoje 24 megawatts em GD com foco em solar, e projetos em andamento para chegar a 350 MW após o acordo com a Gera, que também atua no setor de energia. O plano, no entanto, é atingir 1 gigawatt em um ano e meio, o que pode envolver até a compra de projetos, segundo os executivos.

Os negócios em GD têm crescido em ritmo acelerado no Brasil e somam hoje 7 GW em capacidade, mais que o dobro dos 3 GW em usinas a carvão. Em 2020, essas instalações responderam pela maior parte da geração adicionada ao sistema elétrico, ultrapassando usinas termelétricas e eólicas.

“A ambição é grande, de liderança. Queremos ser líderes na transformação energética do Brasil. Trazendo a Gera para a família Raízen, passamos a ser um ecossistema completo de propostas de valor para o consumidor de energia. Queremos levar a ele uma energia melhor, completamente descarbonizada, digitalizada e próxima”, disse o vice-presidente de Energia e Renováveis, Frederico Saliba.

A Raízen investirá R$212 milhões por participações em empresas do Grupo Gera, e ainda fará um aporte primário de R$106 milhões para desenvolvimento de novos negócios com a parceira. O grupo atua em 14 Estados, com GD solar, hídrica e a biogás gerado a partir do lixo. Com isso, a Raízen passará a ter ativos em 19 Estados.

Pelo negócio, a Raízen ficará com 100% da área de ativos de geração do Grupo Gera e 51% no braço de desenvolvimento de projetos da empresa. No braço de tecnologia e desenvolvimento de produtos e serviços, a Raízen terá 30%.

Clientes

Um dos trunfos da Raízen para alcançar a meta de 1 GW em GD é a ampla base de clientes da empresa, que poderiam comprar a energia dessas instalações, disse o diretor de Energia da companhia de bioenergia e combustíveis, Rafael Rebello.

“São mais de 10 mil clientes ativos de B2B e varejo que se relacionam conosco. E 20 milhões de clientes B2C que de alguma forma usam nossos postos e conveniências”, afirmou. “Por isso tomamos como meta ocupar o espaço de ser um grande player nacional de GD. Hoje isso é muito concentrado em Minas Gerais e em alguns estados do Nordeste”.

A Raízen também aposta no potencial da parceria com a área de soluções da Gera, que atua em serviços visando redução de custos e eficiência energética para clientes corporativos e consumidores finais. “Agora, com a força da Raízen, expandem-se essas soluções para atender uma rede muito maior”, disse o diretor do Grupo Gera, Ramon Oliveira.

Texto: Luciano Costa
Edição: Gabriela Guedes
Arte: Vinicius Martins / Mover


Leia também

Petrobras dispara com anúncio de reajuste no gás de cozinha e gasolina

Sanita: brMalls (BRML3) pode surfar na recuperação dos shoppings

Taxa para manter dinheiro aplicado no Tesouro Direto será reduzida

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.