0

Número de investidores no Tesouro Direto salta 77,2% em 2021 

financas-pessoais

Número de investidores no Tesouro Direto salta 77,2% em 2021 

Em relação a 2020, as vendas dos títulos do Tesouro Direto subiram 32,4% em 2021, chegando a R$32,583 bilhões, maior valor da série

Número de investidores no Tesouro Direto salta 77,2% em 2021 
fernanda-almeida

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 25 de janeiro – O número de investidores cadastrados no Tesouro Direto avançou 77,2% em 2021, com 881 mil novos participantes, chegando a 16,3 milhões de cadastrados no total, segundo balanço divulgado pelo Tesouro Nacional nesta terça-feira.

Já o número de investidores ativos chegou a 1,814 milhão, uma alta de 25,7% em relação a dezembro de 2020.

Criado há 20 anos, o Tesouro Direto permite que pessoas físicas comprem títulos públicos via internet.

Vendas do Tesouro Direto

Em comparação com 2020, as vendas dos títulos subiram 32,4% em 2021, chegando a R$32,583 bilhões, o maior valor da série histórica.

Em dezembro de 2021, elas atingiram R$3293,90 milhões, e os resgates totalizaram R$1502,60 milhões, relativos a recompras.

Segundo o Tesouro Nacional, “o grupo mais demandado pelos investidores foi o indexado à Selic, Tesouro Selic, cuja participação nas vendas atingiu 57,6%. Os títulos indexados à inflação, Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais, corresponderam a 32,2% do total e os prefixados, 10,3%”.

Em relação ao prazo de emissão, a maior parcela das vendas no mês, 61,10% do total, corresponde a títulos com vencimento entre um e cinco anos. Já os títulos com prazo entre cinco e dez anos representaram 29,30% e os com vencimento acima de dez anos, 9,6%.

No mês, foram feitas 588.989 operações de venda de títulos a investidores, com valor médio de R$5,592,39. “A utilização do programa por pequenos investidores pode ser observada pelo considerável número de vendas até R$5 mil, que correspondeu a 85% das vendas ocorridas no mês”, analisa o balanço.

Estoque

O estoque do Tesouro Direto alcançou um montante de R$79,19 bilhões em 2021 – um aumento de 26,3% sobre dezembro de 2020, quando era de R$62,70 bilhões.

Segundo o Tesouro Nacional, “os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 55,2%. Na sequência, aparecem os títulos indexados à taxa Selic, com participação de 26,4%, e, por fim, os títulos prefixados, com 18,4%”.

A maior parte do estoque, 64,8%, é composta por títulos com vencimento entre um e cinco anos, 1% dos títulos vencem em até um ano, os que têm prazo entre cinco e dez anos correspondem a 11,2% e aqueles com vencimento acima de dez anos, a 23%.

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.