IBOV

106.296,18 pts

-1,20%

SP500

4.537,99 pts

-0,02%

DJIA

35.618,29 pts

+0,11%

NASDAQ

15.336,93 pts

-0,45%

IFIX

2.712,38 pts

-0,46%

BRENT

US$ 85,68

+1,37%

IO62

¥ 708,00

+5,27%

TRAD3

R$ 6,30

-8,56%

ABEV3

R$ 15,00

-0,72%

AMER3

R$ 33,72

-4,36%

ASAI3

R$ 16,11

-1,52%

AZUL4

R$ 29,19

-2,27%

B3SA3

R$ 12,62

-2,69%

BIDI11

R$ 40,14

-6,10%

BBSE3

R$ 21,67

+0,97%

BRML3

R$ 7,18

-5,65%

BBDC3

R$ 17,41

-3,75%

BBDC4

R$ 20,45

-3,80%

BRAP4

R$ 51,50

+1,61%

BBAS3

R$ 28,91

-3,14%

BRKM5

R$ 54,87

-3,65%

BRFS3

R$ 22,01

-2,99%

BPAC11

R$ 22,82

-1,76%

CRFB3

R$ 16,83

-0,53%

CCRO3

R$ 11,53

-3,43%

CMIG4

R$ 13,37

-2,62%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,36

+0,42%

COGN3

R$ 2,62

-4,37%

CPLE6

R$ 6,18

-2,83%

CSAN3

R$ 20,92

-1,04%

CPFE3

R$ 25,15

-1,10%

CVCB3

R$ 17,10

-2,95%

CYRE3

R$ 15,18

-2,31%

ECOR3

R$ 8,29

-6,64%

ELET3

R$ 35,47

-1,90%

ELET6

R$ 35,06

-2,47%

EMBR3

R$ 24,25

+0,83%

ENBR3

R$ 19,03

-0,78%

ENGI11

R$ 41,55

-2,55%

ENEV3

R$ 14,00

-3,44%

EGIE3

R$ 37,87

-1,63%

EQTL3

R$ 23,14

-3,26%

EZTC3

R$ 19,78

-4,39%

FLRY3

R$ 19,50

-2,20%

GGBR4

R$ 26,73

+0,48%

GOAU4

R$ 12,27

+1,65%

GOLL4

R$ 17,08

-3,28%

NTCO3

R$ 39,88

+1,03%

HAPV3

R$ 11,67

+0,25%

HYPE3

R$ 27,96

-1,72%

IGTA3

R$ 28,62

-3,37%

GNDI3

R$ 65,74

+0,61%

IRBR3

R$ 5,01

-0,39%

ITSA4

R$ 10,53

-2,59%

ITUB4

R$ 23,54

-4,23%

JBSS3

R$ 37,32

-0,13%

JHSF3

R$ 5,38

-3,41%

KLBN11

R$ 24,20

+7,65%

RENT3

R$ 47,85

-2,88%

LCAM3

R$ 21,00

-2,86%

LWSA3

R$ 20,18

-7,64%

LAME4

R$ 5,41

-3,90%

LREN3

R$ 32,05

-3,63%

MGLU3

R$ 12,42

+0,56%

MRFG3

R$ 25,12

+0,19%

BEEF3

R$ 9,30

-0,10%

MRVE3

R$ 10,54

-1,49%

MULT3

R$ 17,57

-3,24%

PCAR3

R$ 26,31

-4,98%

PETR3

R$ 27,90

-1,37%

PETR4

R$ 27,18

-0,54%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 26,48

+1,10%

QUAL3

R$ 18,30

+2,63%

RADL3

R$ 21,57

+1,45%

RAIL3

R$ 16,58

+1,71%

SBSP3

R$ 35,68

-2,21%

SANB11

R$ 35,29

-1,03%

CSNA3

R$ 25,09

+0,44%

SULA11

R$ 25,58

+0,15%

SUZB3

R$ 52,80

+7,60%

TAEE11

R$ 36,82

-1,41%

VIVT3

R$ 44,56

-1,28%

TIMS3

R$ 11,87

-0,50%

TOTS3

R$ 31,88

-1,75%

UGPA3

R$ 13,50

-3,43%

USIM5

R$ 14,35

+1,48%

VALE3

R$ 76,08

+1,43%

VIIA3

R$ 7,01

+0,56%

WEGE3

R$ 38,89

-0,91%

YDUQ3

R$ 22,65

-5,74%

IBOV

106.296,18 pts

-1,20%

SP500

4.537,99 pts

-0,02%

DJIA

35.618,29 pts

+0,11%

NASDAQ

15.336,93 pts

-0,45%

IFIX

2.712,38 pts

-0,46%

BRENT

US$ 85,68

+1,37%

IO62

¥ 708,00

+5,27%

TRAD3

R$ 6,30

-8,56%

ABEV3

R$ 15,00

-0,72%

AMER3

R$ 33,72

-4,36%

ASAI3

R$ 16,11

-1,52%

AZUL4

R$ 29,19

-2,27%

B3SA3

R$ 12,62

-2,69%

BIDI11

R$ 40,14

-6,10%

BBSE3

R$ 21,67

+0,97%

BRML3

R$ 7,18

-5,65%

BBDC3

R$ 17,41

-3,75%

BBDC4

R$ 20,45

-3,80%

BRAP4

R$ 51,50

+1,61%

BBAS3

R$ 28,91

-3,14%

BRKM5

R$ 54,87

-3,65%

BRFS3

R$ 22,01

-2,99%

BPAC11

R$ 22,82

-1,76%

CRFB3

R$ 16,83

-0,53%

CCRO3

R$ 11,53

-3,43%

CMIG4

R$ 13,37

-2,62%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,36

+0,42%

COGN3

R$ 2,62

-4,37%

CPLE6

R$ 6,18

-2,83%

CSAN3

R$ 20,92

-1,04%

CPFE3

R$ 25,15

-1,10%

CVCB3

R$ 17,10

-2,95%

CYRE3

R$ 15,18

-2,31%

ECOR3

R$ 8,29

-6,64%

ELET3

R$ 35,47

-1,90%

ELET6

R$ 35,06

-2,47%

EMBR3

R$ 24,25

+0,83%

ENBR3

R$ 19,03

-0,78%

ENGI11

R$ 41,55

-2,55%

ENEV3

R$ 14,00

-3,44%

EGIE3

R$ 37,87

-1,63%

EQTL3

R$ 23,14

-3,26%

EZTC3

R$ 19,78

-4,39%

FLRY3

R$ 19,50

-2,20%

GGBR4

R$ 26,73

+0,48%

GOAU4

R$ 12,27

+1,65%

GOLL4

R$ 17,08

-3,28%

NTCO3

R$ 39,88

+1,03%

HAPV3

R$ 11,67

+0,25%

HYPE3

R$ 27,96

-1,72%

IGTA3

R$ 28,62

-3,37%

GNDI3

R$ 65,74

+0,61%

IRBR3

R$ 5,01

-0,39%

ITSA4

R$ 10,53

-2,59%

ITUB4

R$ 23,54

-4,23%

JBSS3

R$ 37,32

-0,13%

JHSF3

R$ 5,38

-3,41%

KLBN11

R$ 24,20

+7,65%

RENT3

R$ 47,85

-2,88%

LCAM3

R$ 21,00

-2,86%

LWSA3

R$ 20,18

-7,64%

LAME4

R$ 5,41

-3,90%

LREN3

R$ 32,05

-3,63%

MGLU3

R$ 12,42

+0,56%

MRFG3

R$ 25,12

+0,19%

BEEF3

R$ 9,30

-0,10%

MRVE3

R$ 10,54

-1,49%

MULT3

R$ 17,57

-3,24%

PCAR3

R$ 26,31

-4,98%

PETR3

R$ 27,90

-1,37%

PETR4

R$ 27,18

-0,54%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 26,48

+1,10%

QUAL3

R$ 18,30

+2,63%

RADL3

R$ 21,57

+1,45%

RAIL3

R$ 16,58

+1,71%

SBSP3

R$ 35,68

-2,21%

SANB11

R$ 35,29

-1,03%

CSNA3

R$ 25,09

+0,44%

SULA11

R$ 25,58

+0,15%

SUZB3

R$ 52,80

+7,60%

TAEE11

R$ 36,82

-1,41%

VIVT3

R$ 44,56

-1,28%

TIMS3

R$ 11,87

-0,50%

TOTS3

R$ 31,88

-1,75%

UGPA3

R$ 13,50

-3,43%

USIM5

R$ 14,35

+1,48%

VALE3

R$ 76,08

+1,43%

VIIA3

R$ 7,01

+0,56%

WEGE3

R$ 38,89

-0,91%

YDUQ3

R$ 22,65

-5,74%

Atualizado há 30 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 24 de setembro – O Banco Central do Povo da China disse hoje que todas as transações relacionadas às criptomoedas são ilegais e devem ser proibidas. A decisão não foi inesperada, mas indica forte repressão ao setor da forma mais ampla possível.

A notícia foi transmitida em primeira mão pela rede americana de notícias CNBC. Em comunicado no seu website, a autoridade monetária chinesa conhecida como POBC disse que todas e cada uma das moedas que usam como base a criptografia, como o Bitcoin, não são moedas fiduciárias de curso e não podem circular no país.

Quaisquer transações ou serviços prestados por entidades não residentes na China para residentes domésticos são atividades financeiras ilícitas, disse o PBOC. Pouco após da divulgação do comunicado, por volta das 7h00, o Bitcoin recuava 5,5%. Ethereum e Litecoin também derretiam 9,10% e 9,30%, respectivamente, segundo a Coinbase.

Apesar de não ser a primeira vez que a China ameaça o funcionamento e desenvolvimento do mercado das criptomoedas, esta é a primeira vez que o país define a ilegalidade total das atividades do setor.

No início deste ano, o governo tinha anunciado que limitaria a mineração de criptos, que envolve o uso intensivo de energia para verificar as transações e cunhar novas unidades.

De acordo com agências de notícias, o principal conselho de planejamento econômico do país, conhecido como NDRC, reiterou a necessidade de erradicar a mineração de criptomoedas no país para cumprir metas ambientais.

Outros episódios

As medidas do governo chinês contra os criptoativos endureceram a partir de maio deste ano, proibindo instituições financeiras e empresas de pagamentos de oferecer serviços relacionados às criptomoedas. A ação foi uma tentativa de aumentar o controle das transações antes do lançamento oficial do yuan digital, ou e-CNY, moeda digital chinesa. 

A Mongólia Interior, região da China que costumava ser um hub de mineração de criptomoedas, também propôs medidas duras contra pessoas ligadas ao setor no final de maio.

Já em junho, a gigante da informática e do comércio virtual Alibaba avisou que pode cancelar os domínios das empresas ligadas às criptomoedas na China, além de suspender o armazenamento dos dados na nuvem dessas companhias, em novo desenrolar das políticas de repressão chinesas.

No final do mês, a corretora Huobi, que atua no setor de criptomoedas, proibiu os chineses de negociar derivativos.

Texto: Guillermo Parra-Bernal
Edição: Guilherme Dogo e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

5G gera onda de consolidação em telecomunicações; benefícios devem demorar

Terracap lança fundo imobiliário ESG para implementar distrito tecnológico no DF

Empresas expandem presença das criptomoedas no setor cultural

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.