0

Mundo bate recorde com mais de 3 milhões de casos de covid-19 em um dia

internacional

Mundo bate recorde com mais de 3 milhões de casos de covid-19 em um dia

O avanço no número de infecções pela covid-19 é atribuído à variante ômicron e impulsionado mais uma vez pelos Estados Unidos

Mundo bate recorde com mais de 3 milhões de casos de covid-19 em um dia
fernanda-almeida

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 11 de janeiro – O mundo registrou mais de 3 milhões de casos de covid-19 em um único dia pela primeira vez desde o início da pandemia. Segundo a plataforma Our World in Data, foram 3,28 milhões de infecções na segunda-feira, impulsionadas mais uma vez pelos Estados Unidos, que lideram o ranking de novos casos da doença.

O avanço no número de infecções pela covid-19 é atribuído à variante ômicron, mais transmissível do que outras cepas do vírus, de acordo com especialistas. No entanto, o gerente de incidentes da Organização Mundial da Saúde, OMS, Abdi Mahamud, afirmou que estudos indicam que a nova variante causa sintomas mais leves.

A OMS prevê que a ômicron deve se tornar dominante em diversos lugares do mundo nas próximas semanas. Ela já representa cerca de 60% das infecções nos EUA, de acordo com o Centro de Controle de Doenças do país.

Outros recordes

Em 27 de dezembro, a plataforma Our World in Data, ligada à Universidade de Oxford, na Inglaterra, divulgou o recorde de mais de 1 milhão de novos casos diários da covid-19 no mundo. Em 4 de janeiro, a marca dobrou para 2 milhões de infectados em 24 horas.

O recorde divulgado ontem é o quarto nos últimos oito dias, acompanhando o avanço da doença nos EUA, que registrou 1,48 milhão de novas infecções em um dia — mais do que a Europa e a Ásia juntas.

No continente europeu, foram computados 991 mil novos casos, e, na Ásia, 400 mil. A Europa tem 748 milhões de habitantes e a Ásia reúne 4,6 bilhões, frente aos 332 milhões dos EUA.

Covid-19 no Brasil

Na segunda-feira, o Brasil registrou 34.215 novos casos de coronavírus. A média móvel de infecções nos últimos sete dias atingiu 36.227 casos, alta de 617% em relação a duas semanas e a maior desde 29 de julho de 2021.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ontem que a ômicron já é dominante no Brasil. No entanto, devido ao avanço da vacinação no país, o governo espera que o número de mortes se mantenha baixo.

A alta de casos da covid-19 no país vem acompanhada de um surto de Influenza, vírus da gripe. Na primeira semana do ano, a capital paulista teve recorde de atendimentos de pessoas com sintomas gripais.

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Vinícius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.