0

PIB dos EUA em 2021 tem a maior alta desde 1984

internacional

PIB dos EUA em 2021 tem a maior alta desde 1984

No quatro trimestre de 2021, a primeira leitura do PIB dos EUA mostrou crescimento de 6,9% frente ao trimestre anterior, acima do consenso

PIB dos EUA em 2021 tem a maior alta desde 1984
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 27 de dezembro – O Produto Interno Bruto americano avançou bem acima do consenso de mercado no quarto trimestre, apontou o Departamento de Comércio dos Estados Unidos em sua primeira leitura do indicador; a segunda estimativa para o PIB dos EUA será divulgada em 24 de fevereiro. Em todo o ano passado, o país teve o maior crescimento desde 1984.

O PIB do quarto trimestre avançou 6,9% frente ao terceiro trimestre, quando o consenso do mercado era de alta de 5,5%. Em todo o ano de 2021, o crescimento foi de 5,70%.

Os ganhos refletem o aumento de investimento em estoque privado, especialmente pelas varejistas e atacadistas, e desempenhos fortes de consumo e de exportação. Porém, o Departamento de Comércio dos EUA ressalta que a disseminação da variante ômicron ainda não foi quantificada nessa leitura e pode ter impactado fortemente o setor de serviços, especialmente pela interrupção de operação de estabelecimentos.

Com os dados apresentados, o PIB dos EUA em dólares aumentou 10% na comparação com o acumulado de 2020, chegando a US$22,99 trilhões.

No mesmo horário de divulgação do PIB americano, saíram também os pedidos de seguro-desemprego, que somaram 260 mil, uma queda de 30 mil registros frente aos dados da semana passada, como esperava o mercado. Essa foi a primeira queda após três semanas de alta.

Reação do mercado

Logo após a divulgação do PIB dos EUA e dos dados preliminares da inflação PCE, que saíram em linha com os consensos, os futuros americanos firmaram viés de alta nesta quinta-feira e as bolsas abriram em forte elevação.

Perto das 11h45, S&P500 avançava 1,43%, o Dow Jones operava em alta de 1,25% e Nasdaq 100 ganhava 1,31%.

Os rendimentos dos títulos do Tesouro americano de dez anos operavam em queda de 3,9 pontos-base, a 1,807% ao ano, corrigindo a alta pronunciada que sucedeu as declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sobre decisão de juros do banco central americano, durante o pregão de ontem.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Lucia Boldrini e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.