IBOV

106.096,76 pts

-0,77%

SP500

4.664,77 pts

+0,04%

DJIA

35.923,80 pts

+0,03%

NASDAQ

15.613,80 pts

+0,01%

IFIX

2.789,27 pts

+0,22%

BRENT

US$ 85,89

-0,20%

IO62

¥ 707,00

-0,07%

TRAD3

R$ 4,48

-2,60%

ABEV3

R$ 15,00

-0,66%

AMER3

R$ 30,06

-0,82%

ASAI3

R$ 12,06

-0,57%

AZUL4

R$ 25,82

-1,93%

B3SA3

R$ 12,20

-0,16%

BIDI11

R$ 23,11

-3,10%

BBSE3

R$ 19,33

-0,61%

BRML3

R$ 8,24

-1,90%

BBDC3

R$ 17,29

-0,86%

BBDC4

R$ 20,69

-0,86%

BRAP4

R$ 27,55

+0,10%

BBAS3

R$ 30,05

-1,18%

BRKM5

R$ 50,75

-2,70%

BRFS3

R$ 23,30

-4,11%

BPAC11

R$ 19,50

-1,66%

CRFB3

R$ 14,46

+0,41%

CCRO3

R$ 11,31

-0,70%

CMIG4

R$ 12,75

+0,39%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,11

+4,45%

COGN3

R$ 2,15

-0,46%

CPLE6

R$ 6,43

+1,42%

CSAN3

R$ 21,04

-0,84%

CPFE3

R$ 25,90

-0,19%

CVCB3

R$ 11,38

-2,81%

CYRE3

R$ 13,83

-2,53%

ECOR3

R$ 7,27

+0,97%

ELET3

R$ 31,15

-1,45%

ELET6

R$ 30,64

-1,44%

EMBR3

R$ 21,63

-1,72%

ENBR3

R$ 20,94

+0,67%

ENGI11

R$ 40,84

-0,31%

ENEV3

R$ 12,67

+0,23%

EGIE3

R$ 38,49

+0,26%

EQTL3

R$ 22,28

-1,50%

EZTC3

R$ 18,10

-2,74%

FLRY3

R$ 17,99

+0,33%

GGBR4

R$ 28,00

-0,99%

GOAU4

R$ 11,66

-0,68%

GOLL4

R$ 16,67

-1,53%

NTCO3

R$ 21,51

-1,33%

HAPV3

R$ 10,56

+2,42%

HYPE3

R$ 28,06

+0,21%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 61,57

+1,81%

IRBR3

R$ 3,49

-1,41%

ITSA4

R$ 9,44

-1,22%

ITUB4

R$ 23,26

-1,02%

JBSS3

R$ 36,80

-1,57%

JHSF3

R$ 4,80

-1,03%

KLBN11

R$ 24,82

-1,97%

RENT3

R$ 50,35

-1,79%

LCAM3

R$ 22,50

-1,66%

LWSA3

R$ 8,33

-0,71%

LAME4

R$ 5,65

-0,52%

LREN3

R$ 23,68

-1,21%

MGLU3

R$ 6,18

-2,37%

MRFG3

R$ 23,26

-1,06%

BEEF3

R$ 10,02

-2,43%

MRVE3

R$ 10,78

-2,79%

MULT3

R$ 18,24

-1,35%

PCAR3

R$ 19,37

-2,71%

PETR3

R$ 34,52

-0,11%

PETR4

R$ 31,44

-0,03%

VBBR3

19,68

-0,75%

PRIO3

R$ 22,69

-0,91%

QUAL3

R$ 15,80

-0,81%

RADL3

R$ 20,80

-0,95%

RAIL3

R$ 16,36

+0,30%

SBSP3

R$ 35,22

+0,31%

SANB11

R$ 31,18

-2,13%

CSNA3

R$ 25,25

-1,82%

SULA11

R$ 23,06

-0,91%

SUZB3

R$ 61,90

-1,38%

TAEE11

R$ 36,01

-0,13%

VIVT3

R$ 47,27

+0,83%

TIMS3

R$ 12,72

+0,71%

TOTS3

R$ 25,47

+1,07%

UGPA3

R$ 12,86

-2,27%

USIM5

R$ 16,09

-2,18%

VALE3

R$ 84,27

-0,49%

VIIA3

R$ 3,88

-2,26%

WEGE3

R$ 30,09

-1,98%

YDUQ3

R$ 18,99

+0,47%

IBOV

106.096,76 pts

-0,77%

SP500

4.664,77 pts

+0,04%

DJIA

35.923,80 pts

+0,03%

NASDAQ

15.613,80 pts

+0,01%

IFIX

2.789,27 pts

+0,22%

BRENT

US$ 85,89

-0,20%

IO62

¥ 707,00

-0,07%

TRAD3

R$ 4,48

-2,60%

ABEV3

R$ 15,00

-0,66%

AMER3

R$ 30,06

-0,82%

ASAI3

R$ 12,06

-0,57%

AZUL4

R$ 25,82

-1,93%

B3SA3

R$ 12,20

-0,16%

BIDI11

R$ 23,11

-3,10%

BBSE3

R$ 19,33

-0,61%

BRML3

R$ 8,24

-1,90%

BBDC3

R$ 17,29

-0,86%

BBDC4

R$ 20,69

-0,86%

BRAP4

R$ 27,55

+0,10%

BBAS3

R$ 30,05

-1,18%

BRKM5

R$ 50,75

-2,70%

BRFS3

R$ 23,30

-4,11%

BPAC11

R$ 19,50

-1,66%

CRFB3

R$ 14,46

+0,41%

CCRO3

R$ 11,31

-0,70%

CMIG4

R$ 12,75

+0,39%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,11

+4,45%

COGN3

R$ 2,15

-0,46%

CPLE6

R$ 6,43

+1,42%

CSAN3

R$ 21,04

-0,84%

CPFE3

R$ 25,90

-0,19%

CVCB3

R$ 11,38

-2,81%

CYRE3

R$ 13,83

-2,53%

ECOR3

R$ 7,27

+0,97%

ELET3

R$ 31,15

-1,45%

ELET6

R$ 30,64

-1,44%

EMBR3

R$ 21,63

-1,72%

ENBR3

R$ 20,94

+0,67%

ENGI11

R$ 40,84

-0,31%

ENEV3

R$ 12,67

+0,23%

EGIE3

R$ 38,49

+0,26%

EQTL3

R$ 22,28

-1,50%

EZTC3

R$ 18,10

-2,74%

FLRY3

R$ 17,99

+0,33%

GGBR4

R$ 28,00

-0,99%

GOAU4

R$ 11,66

-0,68%

GOLL4

R$ 16,67

-1,53%

NTCO3

R$ 21,51

-1,33%

HAPV3

R$ 10,56

+2,42%

HYPE3

R$ 28,06

+0,21%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 61,57

+1,81%

IRBR3

R$ 3,49

-1,41%

ITSA4

R$ 9,44

-1,22%

ITUB4

R$ 23,26

-1,02%

JBSS3

R$ 36,80

-1,57%

JHSF3

R$ 4,80

-1,03%

KLBN11

R$ 24,82

-1,97%

RENT3

R$ 50,35

-1,79%

LCAM3

R$ 22,50

-1,66%

LWSA3

R$ 8,33

-0,71%

LAME4

R$ 5,65

-0,52%

LREN3

R$ 23,68

-1,21%

MGLU3

R$ 6,18

-2,37%

MRFG3

R$ 23,26

-1,06%

BEEF3

R$ 10,02

-2,43%

MRVE3

R$ 10,78

-2,79%

MULT3

R$ 18,24

-1,35%

PCAR3

R$ 19,37

-2,71%

PETR3

R$ 34,52

-0,11%

PETR4

R$ 31,44

-0,03%

VBBR3

19,68

-0,75%

PRIO3

R$ 22,69

-0,91%

QUAL3

R$ 15,80

-0,81%

RADL3

R$ 20,80

-0,95%

RAIL3

R$ 16,36

+0,30%

SBSP3

R$ 35,22

+0,31%

SANB11

R$ 31,18

-2,13%

CSNA3

R$ 25,25

-1,82%

SULA11

R$ 23,06

-0,91%

SUZB3

R$ 61,90

-1,38%

TAEE11

R$ 36,01

-0,13%

VIVT3

R$ 47,27

+0,83%

TIMS3

R$ 12,72

+0,71%

TOTS3

R$ 25,47

+1,07%

UGPA3

R$ 12,86

-2,27%

USIM5

R$ 16,09

-2,18%

VALE3

R$ 84,27

-0,49%

VIIA3

R$ 3,88

-2,26%

WEGE3

R$ 30,09

-1,98%

YDUQ3

R$ 18,99

+0,47%

stefanie-rigamonti

Atualizado há 13 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 4 de janeiro – Uma jovem prodígio que larga os estudos em uma grande universidade para investir em uma inovação tecnológica que vai lhe render bilhões no futuro. Essa poderia ser a história de um dos grandes nomes do Vale do Silício, se não fosse um detalhe: uma condenação por fraude tecnológica. Na última segunda-feira, Elizabeth Holmes, fundadora da startup de saúde Theranos, foi condenada por enganar investidores.

Holmes estampava capas de revistas de negócios e era chamada para programas de entrevistas antes do início de sua derrocada, em 2015, após uma ampla investigação jornalística do The Wall Street Journal expor a farsa de sua empresa.

Até então, sua história era a de uma jovem inteligente e ambiciosa, que em 2003, aos 19 anos, deixou a Universidade de Stanford, na Califórnia, e se empenhou na criação de uma tecnologia que seria a solução do seu problema e de tantas outras pessoas que têm medo de agulha: uma máquina do tamanho de um computador, capaz de realizar centenas de exames com apenas algumas gotas de sangue, batizada de Edison.

Em suas aparições públicas, Holmes adotava um estilo bastante parecido com o de outro grande nome do Vale do Silício: Steve Jobs, cuja empresa, Apple, é hoje a mais valiosa do mundo, sendo a primeira a atingir US$3 trilhões em valor de mercado. Com sua característica camiseta de gola alta preta, Elizabeth Holmes guardava por trás do estilo a ambição de repetir os feitos de Jobs.

Ascensão

Um ano depois da criação da Theranos, a empresa já valia US$30 milhões. Em 2010, a companhia passou a valer US$1 bilhão, o que a colocou em um grupo privilegiado de startups mais valiosas do mundo. Foi então que a Theranos começou a atrair grandes nomes do mundo empresarial e da política, que passaram a integrar o conselho administrativo da empresa.

Em 2015, ano em que toda a fraude da Theranos veio a público, a empresa valia US$9 bilhões, enquanto Holmes era dona de uma fortuna de US$4,5 bilhões e fazia parte da lista das pessoas mais ricas da Forbes naquele ano. Com Bill Gates no topo da lista antes de Jeff Bezos e Elon Musk brigarem pela posição, Holmes ocupava o 121º lugar.

Em um mundo de tantas inovações e grandes investidores apostando em tecnologias do futuro, quem duvidaria da Theranos? O The Wall Street Journal duvidou.

Declínio

Após uma investigação, em uma série de artigos o jornal expôs as fragilidades da tecnologia da jovem Holmes. A partir de denúncias de ex-funcionários, a publicação mostrou que, além de não conseguir cumprir, nem de perto, a promessa de entregar uma lista de mais de 200 testes com as amostras de sangue, ela ainda utilizou dispositivos comerciais adaptados para fazer as análises.

Em 2016, uma inspeção de um órgão de saúde dos Estados Unidos verificou que as práticas no laboratório da Theranos eram deficientes e colocavam em risco a saúde e segurança dos pacientes, segundo o The Wall Street Journal.

Enquanto a empresa ia desmoronando pouco a pouco, Elizabeth Holmes passou a ser alvo da Justiça em 2018, após a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos acusa-la de fraude em títulos públicos.

Quase quatro anos depois, Holmes, hoje com 37 anos, foi considerada culpada pela Justiça da Califórnia por ter feito promessas a investidores e pacientes, sabendo que não poderia cumpri-las.

Durante o julgamento do caso, que durou quase quatro meses, Holmes prestou depoimentos ao longo de sete dias, e seus advogados trabalharam sua defesa em cima da tese de que ela errou, mas não cometeu crime algum.

De acordo com os advogados, os erros eram vistos como processo em uma trajetória de sucesso na qual Holmes honestamente acreditava. Ela tentou também culpar outras pessoas da Theranos por seu fracasso. Mesmo assim, a Justiça americana entendeu que a empresária tentou enganar investidores, mascarando números e resultados. Elizabeth Holmes acabou condenada a uma pena de até 20 anos de reclusão.

Texto: Stéfanie Rigamonti
Edição: Gabriela Guedes
Imagens: Reprodução / Commons Wikimedia

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.