0

Startup de implantes cerebrais de Elon Musk se prepara para testes em humanos

internacional

Startup de implantes cerebrais de Elon Musk se prepara para testes em humanos

Cofundador da Neuralink, Elon Musk disse que a tecnologia vai permitir que pessoas com paralisia usem smartphones com suas mentes

Startup de implantes cerebrais de Elon Musk se prepara para testes em humanos
fernanda-almeida

Atualizado há 4 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 20 de janeiro – A startup de implantes cerebrais Neuralink, do emblemático bilionário americano Elon Musk, está avançando rumo aos testes em humanos. A empresa anunciou a busca por um diretor para os ensaios clínicos, entre outros profissionais, para diversos cargos.

O diretor “trabalhará em colaboração com alguns dos médicos e engenheiros mais inovadores e com os primeiros participantes de ensaios clínicos da Neuralink”, segundo a descrição da vaga.

Dono da Tesla e cofundador da Neuralink, Musk disse que a tecnologia vai permitir que pessoas com paralisia usem smartphones através da mente mais rápido do que se usassem os dedos.

No último mês, ele revelou ao The Wall Street Journal que os chips devem ser implantados nos cérebros humanos ainda neste ano. No entanto, até o momento, o nível de desenvolvimento do aparelho é incerto.

Além disso, Elon Musk já havia previsto em 2019 que os implantes seriam colocados no cérebro humano em 2020, o que não aconteceu.

O empresário e homem mais rico do mundo também afirmou ao jornal britânico que é otimista quanto à possibilidade de os implantes permitirem que pessoas tetraplégicas andem.

A startup já testou os microchips de inteligência artificial nos cérebros do macaco Pager e do porco Gertrude. Em um vídeo divulgado pela Neuralink, o macaco aparecia jogando videogames com a mente.

Agora, a Neuralink está recrutando profissionais para o ensaio clínico com testes da tecnologia em seres humanos. Os candidatos terão a “oportunidade de mudar o mundo e trabalhar com alguns dos especialistas mais inteligentes e talentosos de diferentes campos”.

Elon Musk fora do metaverso

Em entrevista ao programa The Babilon Bee, Elon Musk chegou a dizer que não vai entrar no metaverso, mundo virtual 3D onde avatares digitais poderão trabalhar e socializar.

Além de não enxergar um futuro em que se deixe de viver no mundo físico para viver no virtual, ele considera desconfortável em “amarrar uma tela no rosto”. Segundo o empresário, no futuro, será possível acessar a realidade virtual de forma mais confortável com um chip da Neurolink.
bem legal essa!

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Nicolas Nogueira
Imagem: Divulgação / Neuralink

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.