0

Arrecadação federal soma R$157,3 bilhões em novembro

mercados

Arrecadação federal soma R$157,3 bilhões em novembro

A arrecadação federal voltou a registrar resultado robusto em novembro, crescendo quase 1,50% na comparação anual, em linha com o consenso

Arrecadação federal soma R$157,3 bilhões em novembro
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 21 de dezembro – A arrecadação federal voltou a registrar resultado robusto em novembro, crescendo quase 1,50% na comparação com o mesmo mês do ano passado e quase 20% na comparação com o acumulado de janeiro a novembro de 2020.

Segundo dados da Receita Federal, a arrecadação de novembro somou R$157,3 bilhões, em linha com o consenso do mercado e um acréscimo real de 1,41% na comparação com novembro do ano passado.

Já no acumulado de 2021, a arrecadação alcançou R$1,68 trilhão, aumento real de 18,13% frente ao período homólogo, sendo esse o melhor resultado arrecadatório desde 2000, segundo a Receita.

Crescimento do IOF

O destaque da arrecadação federal de novembro, como em outubro, foi a arrecadação do Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF, que arrecadou R$4,17 bilhões, acréscimo real de 322,65% frente a novembro de 2020. O crescimento é explicado pelo aumento desse imposto a partir do fim de setembro.

À época, o governo federal elevou a porcentagem do IOF para pessoas físicas e jurídicas até 31 de dezembro para custear o Auxílio Brasil. Pela nova regra, a taxa anual para pessoas físicas saiu de 3,00% para 4,08% e para jurídicas de 1,50% para 2,04%.

A Receita registrou que o IRPJ/CSLL somaram R$25,25 bilhões no mês passado, acréscimo real de 12,12%. O órgão também informou que houve “recolhimentos atípicos” de aproximadamente R$3,0 bilhões por algumas empresas de diversos setores econômicos.

Já o Cofins e o PIS/Pasep somaram R$32,97 bilhões no mês, uma diminuição de 11,10% ao período de 2020. Segundo o Fisco, a base de comparação não é a ideal, visto que em 2020, o pagamento desses impostos foi adiado de junho para novembro, devido à pandemia.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Artur Horta
Imagem: Vinícius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.