IBOV

106.363,10 pts

-0,05%

SP500

4.562,36 pts

+0,23%

DJIA

35.546,39 pts

+0,16%

NASDAQ

15.669,21 pts

+0,45%

IFIX

2.680,78 pts

-0,47%

BRENT

US$ 84,10

-0,56%

IO62

¥ 683,50

-2,36%

TRAD3

R$ 5,54

+3,35%

ABEV3

R$ 15,22

+0,39%

AMER3

R$ 32,91

+1,88%

ASAI3

R$ 15,64

-1,51%

AZUL4

R$ 26,36

-2,33%

B3SA3

R$ 12,12

-0,41%

BIDI11

R$ 40,10

+0,70%

BBSE3

R$ 22,50

+1,44%

BRML3

R$ 7,15

+3,17%

BBDC3

R$ 17,57

+1,32%

BBDC4

R$ 20,56

+1,23%

BRAP4

R$ 50,76

-1,85%

BBAS3

R$ 29,17

-0,06%

BRKM5

R$ 56,96

-0,41%

BRFS3

R$ 21,35

+2,10%

BPAC11

R$ 22,80

+1,42%

CRFB3

R$ 17,24

+0,99%

CCRO3

R$ 11,65

+2,28%

CMIG4

R$ 13,44

+0,90%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,36

+2,16%

COGN3

R$ 2,65

+4,74%

CPLE6

R$ 6,12

+0,99%

CSAN3

R$ 20,55

-0,77%

CPFE3

R$ 26,32

+1,73%

CVCB3

R$ 16,59

-1,83%

CYRE3

R$ 15,20

+4,10%

ECOR3

R$ 8,67

+1,76%

ELET3

R$ 36,37

+0,33%

ELET6

R$ 36,22

+0,72%

EMBR3

R$ 22,49

-2,80%

ENBR3

R$ 20,00

+1,52%

ENGI11

R$ 41,02

+1,76%

ENEV3

R$ 14,52

+2,47%

EGIE3

R$ 39,47

+2,30%

EQTL3

R$ 24,39

+1,66%

EZTC3

R$ 19,56

+4,76%

FLRY3

R$ 19,02

-3,45%

GGBR4

R$ 27,35

-2,39%

GOAU4

R$ 12,84

-1,30%

GOLL4

R$ 15,89

-2,03%

NTCO3

R$ 39,57

-2,00%

HAPV3

R$ 11,85

+3,04%

HYPE3

R$ 28,52

+1,71%

IGTA3

R$ 30,29

+4,08%

GNDI3

R$ 66,28

+1,43%

IRBR3

R$ 4,85

-0,41%

ITSA4

R$ 10,52

+0,38%

ITUB4

R$ 23,92

+0,92%

JBSS3

R$ 37,52

+2,03%

JHSF3

R$ 5,36

+1,90%

KLBN11

R$ 23,28

-2,43%

RENT3

R$ 46,36

+2,22%

LCAM3

R$ 20,79

+3,22%

LWSA3

R$ 20,40

+3,81%

LAME4

R$ 5,26

+2,53%

LREN3

R$ 32,37

+3,45%

MGLU3

R$ 11,60

-3,09%

MRFG3

R$ 25,27

+2,51%

BEEF3

R$ 9,07

+1,34%

MRVE3

R$ 10,70

+2,88%

MULT3

R$ 18,09

+4,50%

PCAR3

R$ 25,83

-0,53%

PETR3

R$ 29,31

+0,37%

PETR4

R$ 28,69

-0,06%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 25,35

-6,80%

QUAL3

R$ 18,30

+1,83%

RADL3

R$ 22,98

+4,45%

RAIL3

R$ 16,20

-0,06%

SBSP3

R$ 36,28

+2,71%

SANB11

R$ 35,06

-0,08%

CSNA3

R$ 24,50

+0,28%

SULA11

R$ 26,46

+4,33%

SUZB3

R$ 48,42

-3,90%

TAEE11

R$ 37,03

+0,65%

VIVT3

R$ 44,59

-0,42%

TIMS3

R$ 11,38

-1,30%

TOTS3

R$ 33,20

-0,27%

UGPA3

R$ 13,74

+4,09%

USIM5

R$ 14,19

-0,14%

VALE3

R$ 74,45

-2,43%

VIIA3

R$ 6,62

-0,74%

WEGE3

R$ 39,20

-1,35%

YDUQ3

R$ 21,90

+3,84%

IBOV

106.363,10 pts

-0,05%

SP500

4.562,36 pts

+0,23%

DJIA

35.546,39 pts

+0,16%

NASDAQ

15.669,21 pts

+0,45%

IFIX

2.680,78 pts

-0,47%

BRENT

US$ 84,10

-0,56%

IO62

¥ 683,50

-2,36%

TRAD3

R$ 5,54

+3,35%

ABEV3

R$ 15,22

+0,39%

AMER3

R$ 32,91

+1,88%

ASAI3

R$ 15,64

-1,51%

AZUL4

R$ 26,36

-2,33%

B3SA3

R$ 12,12

-0,41%

BIDI11

R$ 40,10

+0,70%

BBSE3

R$ 22,50

+1,44%

BRML3

R$ 7,15

+3,17%

BBDC3

R$ 17,57

+1,32%

BBDC4

R$ 20,56

+1,23%

BRAP4

R$ 50,76

-1,85%

BBAS3

R$ 29,17

-0,06%

BRKM5

R$ 56,96

-0,41%

BRFS3

R$ 21,35

+2,10%

BPAC11

R$ 22,80

+1,42%

CRFB3

R$ 17,24

+0,99%

CCRO3

R$ 11,65

+2,28%

CMIG4

R$ 13,44

+0,90%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,36

+2,16%

COGN3

R$ 2,65

+4,74%

CPLE6

R$ 6,12

+0,99%

CSAN3

R$ 20,55

-0,77%

CPFE3

R$ 26,32

+1,73%

CVCB3

R$ 16,59

-1,83%

CYRE3

R$ 15,20

+4,10%

ECOR3

R$ 8,67

+1,76%

ELET3

R$ 36,37

+0,33%

ELET6

R$ 36,22

+0,72%

EMBR3

R$ 22,49

-2,80%

ENBR3

R$ 20,00

+1,52%

ENGI11

R$ 41,02

+1,76%

ENEV3

R$ 14,52

+2,47%

EGIE3

R$ 39,47

+2,30%

EQTL3

R$ 24,39

+1,66%

EZTC3

R$ 19,56

+4,76%

FLRY3

R$ 19,02

-3,45%

GGBR4

R$ 27,35

-2,39%

GOAU4

R$ 12,84

-1,30%

GOLL4

R$ 15,89

-2,03%

NTCO3

R$ 39,57

-2,00%

HAPV3

R$ 11,85

+3,04%

HYPE3

R$ 28,52

+1,71%

IGTA3

R$ 30,29

+4,08%

GNDI3

R$ 66,28

+1,43%

IRBR3

R$ 4,85

-0,41%

ITSA4

R$ 10,52

+0,38%

ITUB4

R$ 23,92

+0,92%

JBSS3

R$ 37,52

+2,03%

JHSF3

R$ 5,36

+1,90%

KLBN11

R$ 23,28

-2,43%

RENT3

R$ 46,36

+2,22%

LCAM3

R$ 20,79

+3,22%

LWSA3

R$ 20,40

+3,81%

LAME4

R$ 5,26

+2,53%

LREN3

R$ 32,37

+3,45%

MGLU3

R$ 11,60

-3,09%

MRFG3

R$ 25,27

+2,51%

BEEF3

R$ 9,07

+1,34%

MRVE3

R$ 10,70

+2,88%

MULT3

R$ 18,09

+4,50%

PCAR3

R$ 25,83

-0,53%

PETR3

R$ 29,31

+0,37%

PETR4

R$ 28,69

-0,06%

BRDT3

R$ 22,03

+0,59%

PRIO3

R$ 25,35

-6,80%

QUAL3

R$ 18,30

+1,83%

RADL3

R$ 22,98

+4,45%

RAIL3

R$ 16,20

-0,06%

SBSP3

R$ 36,28

+2,71%

SANB11

R$ 35,06

-0,08%

CSNA3

R$ 24,50

+0,28%

SULA11

R$ 26,46

+4,33%

SUZB3

R$ 48,42

-3,90%

TAEE11

R$ 37,03

+0,65%

VIVT3

R$ 44,59

-0,42%

TIMS3

R$ 11,38

-1,30%

TOTS3

R$ 33,20

-0,27%

UGPA3

R$ 13,74

+4,09%

USIM5

R$ 14,19

-0,14%

VALE3

R$ 74,45

-2,43%

VIIA3

R$ 6,62

-0,74%

WEGE3

R$ 39,20

-1,35%

YDUQ3

R$ 21,90

+3,84%

Atualizado há 7 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 23 de março – Vários membros do comitê decisório de juros do Banco Central do Brasil ressaltaram que as pressões no custo de vida observadas até agora, assim como uma recuperação econômica mais rápida, podem contaminar a inflação esperada para 2022. Conforme a ata do Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central, isto gera risco de uma desancoragem das expectativas no horizonte relevante de política monetária.

 

Ata do Copom aponta para continuação da alta da taxa Selic

O comitê do BC prevê a continuação da alta na taxa básica de juros, denominada Selic, com um ajuste de 75 pontos-base, o mesmo implementado na reunião da semana passada. Atualmente a taxa Selic corresponde a 2,75% ao ano. O aumento no juro básico foi o primeiro no Brasil em quase seis anos.

No documento, o BC reiterou que “o ajuste mais célere do grau de estímulo é compatível com o cumprimento da meta no horizonte relevante mesmo em um cenário de aumento temporário do isolamento social”. Os juros futuros, DIs, e dólar reagem à chamada ata do Copom. Por volta das 14h50, os contratos de juros com vencimentos em 2027 e 2029 lideravam alta de 19 pontos-base. Enquanto isso, o dólar futuro caía 0,36%.

Projeções da inflação se aproximam do limite de intervalo da meta

Ainda na ata do Copom, o Banco Central citou que as projeções de inflação estão próximas do limite superior do intervalo de tolerância da meta, que é de 5,25%, já que o centro da meta para este ano é de 3,75%. De acordo com o BC, há viés de alta pelos elevados gastos fiscais emergenciais criados pela pandemia.

O comitê “entende que essa decisão reflete seu cenário básico e um balanço de riscos de variância maior do que a usual para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante, que inclui o ano-calendário de 2021 e, principalmente, o de 2022”, disse a ata do Copom.

Gastos públicos e aumento de infecções por Covid-19 também preocupam Copom

O Copom vinha demonstrando confiança nos juros baixos e no controle da inflação. Contudo, na reunião imediatamente anterior a esta última, retirou a orientação futura, que garantia a manutenção de 2,00% da taxa Selic, com ata do Copom já indicando quebra de sequência de seis anos sem alta.

O texto atual mostra que o comitê de súbito começou a ficar incomodado com o rumo dos preços ao consumidor e os sinais de elevação de gastos públicos no início do ano, com a eleição de uma nova mesa diretiva do Congresso. A ata do Copom também considerou os sinais de uma nova onda de infecções de coronavírus no país.

Segundo a ata do Copom, a retomada da economia brasileira surpreendeu positivamente no início do ano, mas acrescentou que os dados ainda não contemplam os possíveis “efeitos do recente e agudo aumento no número de casos de Covid-19”. Mesmo assim, uma reversão econômica devido ao agravamento da pandemia “seria bem menos profunda do que a observada no ano passado” e seria seguida por uma recuperação rápida.

Texto: Guillermo Parra-Bernal
Edição: Lucia Boldrini e Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / TC Mover


Leia também

Mercados operam cautelosos à espera de Jerome Powell; no radar, ata do Copom: Espresso

Calendário Econômico: Ata do Copom, balanço, Powell

Turquia e vírus derrubam mercados; no radar, ata do Copom, Powell: Espresso

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.