IBOV

114.647,99 pts

+1,27%

SP500

4.473,90 pts

+0,63%

DJIA

35.318,55 pts

+0,97%

NASDAQ

15.156,37 pts

+0,49%

IFIX

2.743,93 pts

+0,41%

BRENT

US$ 84,84

+0,62%

IO62

¥ 702,00

-2,83%

TRAD3

R$ 8,18

+12,20%

ABEV3

R$ 15,53

+0,12%

AMER3

R$ 37,45

+9,27%

ASAI3

R$ 17,54

-1,46%

AZUL4

R$ 35,62

+1,19%

B3SA3

R$ 13,15

+2,73%

BIDI11

R$ 50,28

-1,56%

BBSE3

R$ 21,68

+1,78%

BRML3

R$ 8,45

+0,11%

BBDC3

R$ 18,28

+4,21%

BBDC4

R$ 21,28

+5,08%

BRAP4

R$ 55,10

+2,01%

BBAS3

R$ 31,58

+3,00%

BRKM5

R$ 58,93

+2,55%

BRFS3

R$ 25,79

+1,13%

BPAC11

R$ 26,00

+4,75%

CRFB3

R$ 18,65

+3,49%

CCRO3

R$ 12,73

+1,59%

CMIG4

R$ 15,00

-0,99%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,62

+5,22%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,62

+1,06%

CSAN3

R$ 23,25

-1,02%

CPFE3

R$ 26,08

-0,42%

CVCB3

R$ 20,27

+1,35%

CYRE3

R$ 18,18

+2,82%

ECOR3

R$ 9,95

+0,30%

ELET3

R$ 39,26

-1,85%

ELET6

R$ 39,63

-1,66%

EMBR3

R$ 25,68

-1,11%

ENBR3

R$ 19,15

+1,10%

ENGI11

R$ 45,90

-0,45%

ENEV3

R$ 15,48

+0,45%

EGIE3

R$ 38,55

+0,07%

EQTL3

R$ 24,67

-0,88%

EZTC3

R$ 24,28

+0,74%

FLRY3

R$ 21,37

-0,04%

GGBR4

R$ 28,17

-0,31%

GOAU4

R$ 12,83

-0,31%

GOLL4

R$ 20,60

+2,84%

NTCO3

R$ 44,14

-0,83%

HAPV3

R$ 13,01

+2,27%

HYPE3

R$ 29,98

+2,35%

IGTA3

R$ 33,36

+0,57%

GNDI3

R$ 72,95

+3,34%

IRBR3

R$ 5,18

+1,17%

ITSA4

R$ 11,25

+2,08%

ITUB4

R$ 24,76

+2,61%

JBSS3

R$ 38,00

+0,21%

JHSF3

R$ 5,95

-2,77%

KLBN11

R$ 23,18

+1,26%

RENT3

R$ 56,63

+1,98%

LCAM3

R$ 25,08

+2,11%

LWSA3

R$ 22,05

-0,76%

LAME4

R$ 5,31

+6,62%

LREN3

R$ 35,75

+3,53%

MGLU3

R$ 14,56

+2,31%

MRFG3

R$ 27,15

-2,65%

BEEF3

R$ 10,70

-1,20%

MRVE3

R$ 12,39

+0,81%

MULT3

R$ 20,24

+0,59%

PCAR3

R$ 30,96

+11,93%

PETR3

R$ 30,16

-0,13%

PETR4

R$ 29,60

-0,13%

BRDT3

R$ 24,55

-1,28%

PRIO3

R$ 27,74

-1,28%

QUAL3

R$ 19,49

+0,30%

RADL3

R$ 23,02

+0,65%

RAIL3

R$ 18,35

-1,66%

SBSP3

R$ 39,04

-0,15%

SANB11

R$ 37,55

+4,21%

CSNA3

R$ 27,59

+1,77%

SULA11

R$ 26,56

+2,31%

SUZB3

R$ 50,91

+2,51%

TAEE11

R$ 37,69

+0,23%

VIVT3

R$ 46,17

+0,61%

TIMS3

R$ 12,57

+0,88%

TOTS3

R$ 35,29

-3,26%

UGPA3

R$ 15,08

+0,73%

USIM5

R$ 16,58

+1,59%

VALE3

R$ 80,68

+1,66%

VIIA3

R$ 8,14

+1,49%

WEGE3

R$ 40,12

-1,40%

YDUQ3

R$ 26,98

+0,29%

IBOV

114.647,99 pts

+1,27%

SP500

4.473,90 pts

+0,63%

DJIA

35.318,55 pts

+0,97%

NASDAQ

15.156,37 pts

+0,49%

IFIX

2.743,93 pts

+0,41%

BRENT

US$ 84,84

+0,62%

IO62

¥ 702,00

-2,83%

TRAD3

R$ 8,18

+12,20%

ABEV3

R$ 15,53

+0,12%

AMER3

R$ 37,45

+9,27%

ASAI3

R$ 17,54

-1,46%

AZUL4

R$ 35,62

+1,19%

B3SA3

R$ 13,15

+2,73%

BIDI11

R$ 50,28

-1,56%

BBSE3

R$ 21,68

+1,78%

BRML3

R$ 8,45

+0,11%

BBDC3

R$ 18,28

+4,21%

BBDC4

R$ 21,28

+5,08%

BRAP4

R$ 55,10

+2,01%

BBAS3

R$ 31,58

+3,00%

BRKM5

R$ 58,93

+2,55%

BRFS3

R$ 25,79

+1,13%

BPAC11

R$ 26,00

+4,75%

CRFB3

R$ 18,65

+3,49%

CCRO3

R$ 12,73

+1,59%

CMIG4

R$ 15,00

-0,99%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,62

+5,22%

COGN3

R$ 3,11

+0,97%

CPLE6

R$ 6,62

+1,06%

CSAN3

R$ 23,25

-1,02%

CPFE3

R$ 26,08

-0,42%

CVCB3

R$ 20,27

+1,35%

CYRE3

R$ 18,18

+2,82%

ECOR3

R$ 9,95

+0,30%

ELET3

R$ 39,26

-1,85%

ELET6

R$ 39,63

-1,66%

EMBR3

R$ 25,68

-1,11%

ENBR3

R$ 19,15

+1,10%

ENGI11

R$ 45,90

-0,45%

ENEV3

R$ 15,48

+0,45%

EGIE3

R$ 38,55

+0,07%

EQTL3

R$ 24,67

-0,88%

EZTC3

R$ 24,28

+0,74%

FLRY3

R$ 21,37

-0,04%

GGBR4

R$ 28,17

-0,31%

GOAU4

R$ 12,83

-0,31%

GOLL4

R$ 20,60

+2,84%

NTCO3

R$ 44,14

-0,83%

HAPV3

R$ 13,01

+2,27%

HYPE3

R$ 29,98

+2,35%

IGTA3

R$ 33,36

+0,57%

GNDI3

R$ 72,95

+3,34%

IRBR3

R$ 5,18

+1,17%

ITSA4

R$ 11,25

+2,08%

ITUB4

R$ 24,76

+2,61%

JBSS3

R$ 38,00

+0,21%

JHSF3

R$ 5,95

-2,77%

KLBN11

R$ 23,18

+1,26%

RENT3

R$ 56,63

+1,98%

LCAM3

R$ 25,08

+2,11%

LWSA3

R$ 22,05

-0,76%

LAME4

R$ 5,31

+6,62%

LREN3

R$ 35,75

+3,53%

MGLU3

R$ 14,56

+2,31%

MRFG3

R$ 27,15

-2,65%

BEEF3

R$ 10,70

-1,20%

MRVE3

R$ 12,39

+0,81%

MULT3

R$ 20,24

+0,59%

PCAR3

R$ 30,96

+11,93%

PETR3

R$ 30,16

-0,13%

PETR4

R$ 29,60

-0,13%

BRDT3

R$ 24,55

-1,28%

PRIO3

R$ 27,74

-1,28%

QUAL3

R$ 19,49

+0,30%

RADL3

R$ 23,02

+0,65%

RAIL3

R$ 18,35

-1,66%

SBSP3

R$ 39,04

-0,15%

SANB11

R$ 37,55

+4,21%

CSNA3

R$ 27,59

+1,77%

SULA11

R$ 26,56

+2,31%

SUZB3

R$ 50,91

+2,51%

TAEE11

R$ 37,69

+0,23%

VIVT3

R$ 46,17

+0,61%

TIMS3

R$ 12,57

+0,88%

TOTS3

R$ 35,29

-3,26%

UGPA3

R$ 15,08

+0,73%

USIM5

R$ 16,58

+1,59%

VALE3

R$ 80,68

+1,66%

VIIA3

R$ 8,14

+1,49%

WEGE3

R$ 40,12

-1,40%

YDUQ3

R$ 26,98

+0,29%

Atualizado há 25 dias

Ícone de compartilhamento

Rio de Janeiro, 22 de setembro –  A provável decisão de hoje do Comitê de Política Monetária, Copom, de elevar a taxa básica de juros, Selic, em 100 pontos-base, a 6,25%, não vai impactar os fundos imobiliários. É o que afirmou hoje o diretor financeiro e de relacionamento com o investidor da Sequoia Properties, Fábio Idoeta, durante entrevista na TC Rádio.

“Enquanto as taxas de juros estiverem em patamares saudáveis, os fundos imobiliários vão continuar crescendo e prosperando, pois o setor não necessita de taxas muito baixas para prosperar”, avaliou Idoeta. Ainda assim, o diretor da Sequoia pontuou que é inegável que qualquer aumento da taxa Selic tem impactos no setor, com os investidores buscando melhores alternativas.

Em meio a um cenário de inflação muito elevado em 2021, com uma sequência de choques na economia, Fabio Idoeta comentou que o fundos imobiliários foram fortemente afetados. Esse impacto foi puxado pelo custo acelerado de insumos, sobretudo, no setor de desenvolvimento, que contempla os imóveis a serem construídos. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o custo da construção subiu 0,56% em agosto, acumulando uma alta de 11,37% em 2021 e de 17,05% nos últimos doze meses.

Fundos imobiliários têm atraído os brasileiros

Fábio Idoeta acredita que o brasileiro tende a investir mais no setor imobiliário, visto que o país oferece um cardápio mais diversificado, se comparado ao mercado americano, em que mais de 90 milhões investem em um produto que é conhecido há décadas. De acordo com Idoeta, o mercado nos Estados Unidos é 50 vezes maior que o brasileiro, representando 2% do tamanho.

“Os fundos imobiliários são relativamente novos na carteiras dos brasileiros, próximo hoje a atingir a marca de 1 milhão de investidores, com a maioria esmagadora olhando para o setor nos últimos dois ou três anos. O investidor médio ainda não teve oportunidade, vivência, de entender como o produto se comporta”, explicou.

Como consequência, o diretor afirmou que, conforme o investidor brasileiro vai ficando mais experiente no setor, a Sequoia pode, inclusive, rever a sua estratégia de mercado. Idoera pontuou que o fundo quer tornar mais acessível a entrada nesse mercado.

Pandemia e o mercado imobiliário

Sobre o impacto da pandemia da Covid-19 no mercado imobiliário, Fábio Idoeta comentou que a logística foi o eixo que mais se beneficiou com a crise sanitária. Afinal, os brasileiros ficaram mais confortáveis de fazer compras por meio do mercado de e-commerce. Porém alertou que o setor precisa se adequar para que os preços do transporte não impactem muito nos custos para o consumidor.

Por outro lado, a pandemia prejudicou o eixo dos escritórios, reduzindo centros antes consolidados e, especialmente, lojas de ruas, que permaneceram fechadas durante meses. Mesmo assim, Idoeta disse que não houve aumento expressivo de preços e de vacâncias de imóveis considerados mais desejados.

Texto: Cintia Thomaz
Edição: Guilherme Dogo e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinicius Martins / Mover


Leia também

Entrevista exclusiva: Copom trará tom duro, diz economista-chefe do C6 Bank

Ibovespa tem alta firme e retoma os 112 mil pontos, puxado pela Vale

Anúncio inesperado de pagamento pela Evergrande aumenta apetite por risco nos mercados globais

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.