0

B3 oferece empréstimo de cotas de ETF de renda fixa para incentivar a negociação do produto

mercados

B3 oferece empréstimo de cotas de ETF de renda fixa para incentivar a negociação do produto

Com oferta de empréstimo de cotas de ETF, a B3 pretende facilitar as estratégias por parte dos investidores e melhorar a atuação no mercado

B3 oferece empréstimo de cotas de ETF de renda fixa para incentivar a negociação do produto
fernanda-almeida

Atualizado há 6 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 22 de novembro – A Bolsa de Valores brasileira, a B3, passa a oferecer o serviço de empréstimo de cotas de fundo de índice, ETF, de renda fixa, a partir desta segunda-feira. Segundo a empresa, o objetivo é incentivar a negociação do produto.

Além disso, o serviço visa facilitar a realização de estratégias por parte dos investidores e melhorar a atuação do formador de mercado, fomentando a liquidez para o mercado secundário – em que os investidores podem fazer transações de ativos com outros investidores.

Assim como acontece para qualquer produto disponível na B3, a dinâmica do empréstimo conta com o intermédio de uma corretora e dois investidores: o doador e o tomador do produto. A empresa atua como contraparte da operação, transferindo temporariamente os ativos do investidor doador para o tomador, que deverá pagar uma remuneração previamente acordada.

Iniciativas da B3

O primeiro ETF de Renda Fixa na B3 foi lançado em 2018, abrindo porta para outras iniciativas. “Dentre essas ações estão o lançamento do programa de incentivo à emissão de ETFs de Renda Fixa; a atuação de formador de mercado em todos os ETFs e, desde junho de 2020, a aceitação de cotas de ETF de Renda Fixa como garantia”, diz a B3, em nota.

De acordo com o superintendente de produtos de juros, moedas e equities da B3, Marcos Skistymas, o serviço de empréstimo de cotas de fundo de índice trabalha justamente para “desenvolver o mercado de ETF de renda fixa e ampliar o número de estratégias com o produto”.

Atualmente, a bolsa brasileira tem sete ETFs de renda fixa em seu portfólio. “No último ano, o patrimônio líquido sob gestão desses ETFs cresceu 10%, chegando a aproximadamente R$4,7 bilhões, com um volume médio diário de negócios de R$8 milhões”, aponta Skistymas.

Segundo a B3, o produto oferece aos investidores uma maior diversificação para suas carteiras devido à possibilidade de acessar diversos ativos do índice de referência por meio da compra de uma única cota.

Texto: Fernanda de Almeida
Edição: Letícia Matsuura
Imagem: Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.