IBOV

109.133,58 pts

+1,03%

SP500

4.498,33 pts

-0,76%

DJIA

34.839,82 pts

-0,54%

NASDAQ

14.899,65 pts

-0,98%

IFIX

2.802,14 pts

-0,17%

BRENT

US$ 87,42

-1,14%

IO62

¥ 752,50

+1,83%

TRAD3

R$ 4,38

+4,78%

ABEV3

R$ 14,45

-0,61%

AMER3

R$ 34,35

+3,46%

ASAI3

R$ 11,97

-0,49%

AZUL4

R$ 27,15

+7,44%

B3SA3

R$ 13,25

+8,07%

BIDI11

R$ 25,53

+13,46%

BBSE3

R$ 20,57

-0,53%

BRML3

R$ 8,96

+2,63%

BBDC3

R$ 17,50

-0,68%

BBDC4

R$ 21,06

-0,19%

BRAP4

R$ 28,20

-1,77%

BBAS3

R$ 31,26

+0,80%

BRKM5

R$ 49,23

+0,06%

BRFS3

R$ 23,22

-2,06%

BPAC11

R$ 21,46

+7,83%

CRFB3

R$ 14,61

-2,85%

CCRO3

R$ 11,94

+5,29%

CMIG4

R$ 12,99

+0,23%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,13

+2,40%

COGN3

R$ 2,35

+6,81%

CPLE6

R$ 6,67

+2,77%

CSAN3

R$ 22,41

+2,00%

CPFE3

R$ 26,84

+0,63%

CVCB3

R$ 12,96

+12,11%

CYRE3

R$ 15,26

+3,45%

ECOR3

R$ 7,62

+4,52%

ELET3

R$ 33,44

+1,21%

ELET6

R$ 32,68

+1,02%

EMBR3

R$ 21,02

+2,13%

ENBR3

R$ 21,45

-0,87%

ENGI11

R$ 40,88

-1,04%

ENEV3

R$ 12,93

+3,02%

EGIE3

R$ 39,42

+0,22%

EQTL3

R$ 22,27

+0,31%

EZTC3

R$ 19,93

+5,45%

FLRY3

R$ 18,46

+1,82%

GGBR4

R$ 28,58

-1,58%

GOAU4

R$ 11,94

-1,40%

GOLL4

R$ 17,01

+3,40%

NTCO3

R$ 22,22

+6,46%

HAPV3

R$ 11,27

+3,20%

HYPE3

R$ 28,93

+1,79%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,17

+2,24%

IRBR3

R$ 3,52

+4,45%

ITSA4

R$ 9,61

-0,10%

ITUB4

R$ 23,24

-1,02%

JBSS3

R$ 36,30

-0,84%

JHSF3

R$ 5,22

+5,45%

KLBN11

R$ 25,64

-0,19%

RENT3

R$ 54,27

+8,86%

LCAM3

R$ 24,18

+7,70%

LWSA3

R$ 8,56

-0,92%

LAME4

R$ 6,48

+3,18%

LREN3

R$ 26,15

+5,23%

MGLU3

R$ 6,64

+5,23%

MRFG3

R$ 22,33

-1,58%

BEEF3

R$ 9,75

-1,21%

MRVE3

R$ 11,82

+5,16%

MULT3

R$ 19,63

+4,69%

PCAR3

R$ 19,97

-0,05%

PETR3

R$ 34,43

+0,52%

PETR4

R$ 31,79

+0,95%

VBBR3

21,27

+3,65%

PRIO3

R$ 24,21

+0,91%

QUAL3

R$ 16,82

+1,08%

RADL3

R$ 20,40

-0,68%

RAIL3

R$ 17,54

+4,84%

SBSP3

R$ 36,11

+1,17%

SANB11

R$ 31,18

-1,07%

CSNA3

R$ 26,39

-0,30%

SULA11

R$ 24,29

+2,18%

SUZB3

R$ 60,05

-2,91%

TAEE11

R$ 37,66

+2,30%

VIVT3

R$ 48,57

-0,24%

TIMS3

R$ 12,84

-1,15%

TOTS3

R$ 26,49

+4,70%

UGPA3

R$ 13,66

+3,25%

USIM5

R$ 16,55

-1,19%

VALE3

R$ 86,73

-1,67%

VIIA3

R$ 4,24

+6,00%

WEGE3

R$ 30,69

+0,62%

YDUQ3

R$ 19,88

+2,63%

IBOV

109.133,58 pts

+1,03%

SP500

4.498,33 pts

-0,76%

DJIA

34.839,82 pts

-0,54%

NASDAQ

14.899,65 pts

-0,98%

IFIX

2.802,14 pts

-0,17%

BRENT

US$ 87,42

-1,14%

IO62

¥ 752,50

+1,83%

TRAD3

R$ 4,38

+4,78%

ABEV3

R$ 14,45

-0,61%

AMER3

R$ 34,35

+3,46%

ASAI3

R$ 11,97

-0,49%

AZUL4

R$ 27,15

+7,44%

B3SA3

R$ 13,25

+8,07%

BIDI11

R$ 25,53

+13,46%

BBSE3

R$ 20,57

-0,53%

BRML3

R$ 8,96

+2,63%

BBDC3

R$ 17,50

-0,68%

BBDC4

R$ 21,06

-0,19%

BRAP4

R$ 28,20

-1,77%

BBAS3

R$ 31,26

+0,80%

BRKM5

R$ 49,23

+0,06%

BRFS3

R$ 23,22

-2,06%

BPAC11

R$ 21,46

+7,83%

CRFB3

R$ 14,61

-2,85%

CCRO3

R$ 11,94

+5,29%

CMIG4

R$ 12,99

+0,23%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,13

+2,40%

COGN3

R$ 2,35

+6,81%

CPLE6

R$ 6,67

+2,77%

CSAN3

R$ 22,41

+2,00%

CPFE3

R$ 26,84

+0,63%

CVCB3

R$ 12,96

+12,11%

CYRE3

R$ 15,26

+3,45%

ECOR3

R$ 7,62

+4,52%

ELET3

R$ 33,44

+1,21%

ELET6

R$ 32,68

+1,02%

EMBR3

R$ 21,02

+2,13%

ENBR3

R$ 21,45

-0,87%

ENGI11

R$ 40,88

-1,04%

ENEV3

R$ 12,93

+3,02%

EGIE3

R$ 39,42

+0,22%

EQTL3

R$ 22,27

+0,31%

EZTC3

R$ 19,93

+5,45%

FLRY3

R$ 18,46

+1,82%

GGBR4

R$ 28,58

-1,58%

GOAU4

R$ 11,94

-1,40%

GOLL4

R$ 17,01

+3,40%

NTCO3

R$ 22,22

+6,46%

HAPV3

R$ 11,27

+3,20%

HYPE3

R$ 28,93

+1,79%

IGTA3

R$ 33,24

+0,00%

GNDI3

R$ 65,17

+2,24%

IRBR3

R$ 3,52

+4,45%

ITSA4

R$ 9,61

-0,10%

ITUB4

R$ 23,24

-1,02%

JBSS3

R$ 36,30

-0,84%

JHSF3

R$ 5,22

+5,45%

KLBN11

R$ 25,64

-0,19%

RENT3

R$ 54,27

+8,86%

LCAM3

R$ 24,18

+7,70%

LWSA3

R$ 8,56

-0,92%

LAME4

R$ 6,48

+3,18%

LREN3

R$ 26,15

+5,23%

MGLU3

R$ 6,64

+5,23%

MRFG3

R$ 22,33

-1,58%

BEEF3

R$ 9,75

-1,21%

MRVE3

R$ 11,82

+5,16%

MULT3

R$ 19,63

+4,69%

PCAR3

R$ 19,97

-0,05%

PETR3

R$ 34,43

+0,52%

PETR4

R$ 31,79

+0,95%

VBBR3

21,27

+3,65%

PRIO3

R$ 24,21

+0,91%

QUAL3

R$ 16,82

+1,08%

RADL3

R$ 20,40

-0,68%

RAIL3

R$ 17,54

+4,84%

SBSP3

R$ 36,11

+1,17%

SANB11

R$ 31,18

-1,07%

CSNA3

R$ 26,39

-0,30%

SULA11

R$ 24,29

+2,18%

SUZB3

R$ 60,05

-2,91%

TAEE11

R$ 37,66

+2,30%

VIVT3

R$ 48,57

-0,24%

TIMS3

R$ 12,84

-1,15%

TOTS3

R$ 26,49

+4,70%

UGPA3

R$ 13,66

+3,25%

USIM5

R$ 16,55

-1,19%

VALE3

R$ 86,73

-1,67%

VIIA3

R$ 4,24

+6,00%

WEGE3

R$ 30,69

+0,62%

YDUQ3

R$ 19,88

+2,63%

gabriel-pontes

Atualizado há 17 dias

Ícone de compartilhamento

Brasília, 3 de janeiro – A balança comercial brasileira fechou 2021 com superávit de US$61,0 bilhões, avanço de 21,1% em termos de valor sobre 2020, em um ano de recuperação das cadeias produtivas globais, em meio à pandemia da covid-19, reportou o Ministério da Economia nesta segunda-feira.

O saldo no agregado do ano é o maior com base na série histórica, iniciada em 1989, pela pasta. Mas veio abaixo da última projeção realizada pela pasta de superávit de US$70,9 bilhões no acumulado de 2021.

O Ministério da Economia também projetou que a balança comercial deve registrar superávit de US$79,4 bilhões em 2022, ao passo que as exportações devem somar US$284,3 bilhões.

Os dados acompanham projeção de crescimento de 4,5% para a economia em 2022, de acordo com estimativas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. A equipe econômica mencionou, entretanto, que o risco de uma nova onda da covid-19 permanece no radar.

No acumulado do ano passado, as exportações somaram US$280,4 bilhões, aumento de 34% em comparação pela média diária com o ano passado. O valor também é o maior para a série histórica, superando o recorde anterior, de US$253,7 bilhões, em 2011.

As importações também registraram aumento, de 38,2%, somando US$219,4 bilhões, o maior valor desde 2014, resultando em um aumento da corrente de comércio em 2021 de 35,8%.

Em termos de atividade econômica, o setor de agropecuária reduziu a sua participação no nível de exportações, a 19,7%, ante 21,6% em 2020. No caso da indústria extrativa, passou de 23,4% para 28,4%, e a indústria de transformação recuou a 51,4%, contra 54,5%.

Com destino à Ásia

No ano, as exportações para China, Hong Kong e Macau, principais destinos dos produtos brasileiros, aumentaram 28,0%, pela média diária, em comparação a 2020. Já as vendas totais para a Ásia avançaram 31,0% pela média diária.

Ainda na mesma base de comparação, as vendas para a América do Norte subiram 40,8%, enquanto que para a América do Sul, 50,0%. As exportações para a Europa tiveram crescimento menor, de 29,4%.

Já pela ótica das importações, o país registrou aumento na participação total nas importações brasileiras no agregado do ano da indústria extrativa, a 5,9%, ante 4,1% em 2020.

Já a indústria de transformação deteve participação de 90%, ante 92% em 2020. Ao fim, a agropecuária teve participação reduzida a 2,4%, ante 2,6% em 2020.

Balança comercial de dezembro

No recorte de dezembro, o superávit foi de US$3,95 bilhões, abaixo do consenso projetado pela Mover, de US$4,5 bilhões. No último mês do ano passado, as exportações alcançaram US$24,4 bilhões, enquanto as importações somaram US$20,4 bilhões.

Pela média por dia útil, as exportações em dezembro avançaram 26,3% sobre o mesmo período de 2020, enquanto as importações saltaram 24,0%.

Texto: Gabriel Ponte
Edição: Guilherme Dogo
Imagem: Vinícius Martins / Mover

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.