0

Bolsa de Hong Kong fecha em queda após BC da China decidir manter juros

mercados

Bolsa de Hong Kong fecha em queda após BC da China decidir manter juros

O BC do Povo da China manteve inalteradas suas taxas básicas de juros de um e cinco anos, frustrando expectativas de afrouxamento rápido

Bolsa de Hong Kong fecha em queda após BC da China decidir manter juros
tcuser

Atualizado há 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 21 de março – As bolsas da Ásia tiveram sessão mista nesta segunda-feira depois que o Banco Central do Povo da China manteve inalteradas suas taxas básicas de juros de um e cinco anos, frustrando expectativas de afrouxamento rápido ante riscos externos crescentes e desaceleração da economia. A bolsa de Xangai subiu 0,08%, enquanto Hong Kong interrompeu três sessões de alta e caiu 0,89%.

Nos Estados Unidos, o pré-mercado de Nova York também inicia a segunda-feira misto, após Wall Street cravar no mercado à vista a melhor semana desde novembro de 2020. Investidores aguardam às 13h o primeiro pronunciamento público de Jerome Powell, presidente do banco central americano, desde a decisão de juros na semana passada.

O grande destaque negativo no pré-mercado de Nova York são os papéis da Boeing, derretendo quase 6%, às 8h55, depois da queda de um avião 737 da China Eastern Airlines com 132 pessoas a bordo no sul da China. O Dow Jones futuro recuava 0,18%, o Nasdaq 100 caía 0,01%, enquanto o S&P500 avançava 0,07%.

Em alta, os rendimentos dos títulos do Tesouro americano de cinco anos superavam os de dez anos, destacando risco de desaceleração da economia.

Além de investidores esperarem as falas de Powell após a primeira alta dos juros americanos desde dezembro de 2018, parte da cautela em Wall Street também se deve à intensificação dos ataques russos a cidades estratégicas na Ucrânia, reduzindo chances de resolução rápida do conflito e puxando um salto de mais de 4% no petróleo, que beneficia as petroleiras europeias.

O petróleo Brent era cotado a US$112,15 por barril próximo ao mesmo horário, em alta de 3,91%, enquanto o tipo WTI subia 3,80%, para US$108,50 o barril.

A expectativa de cessar-fogo rápido na guerra da Ucrânia, que melhorou o humor dos mercados na semana passada, foi frustrada de novo no último fim de semana com a intensificação de ataques russos contra alvos na cidade portuária de Mariupol, no sul do país, e na capital, Kiev.

A Ucrânia rejeitou um ultimato russo para se render em Mariupol, o que daria à Rússia uma ligação terrestre com a península da Crimeia, anexada em 2014.

Mercado local

No Brasil, as pressões pela mudança da política de preços da Petrobras devem continuar no foco dos investidores nesta semana. O colunista Lauro Jardim, de O Globo, disse hoje que surge oposição a um plano do presidente Jair Bolsonaro para remover do cargo o presidente da empresa, Joaquim Silva e Luna, na assembleia de acionistas marcada para 13 de abril.

Segundo o colunista, há movimentação de acionistas minoritários para eleger Silva e Luna por meio de voto múltiplo, um instrumento que aumenta a chance de esses acionistas elegerem seus favoritos ao colegiado.

Texto: Mover
Edição: Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.