0

Bolsas americanas reduzem altas após PMI industrial dos EUA recuar

mercados

Bolsas americanas reduzem altas após PMI industrial dos EUA recuar

O PMI industrial dos EUA recuou para o pior patamar em 11 meses, em meio ao avanço da ômicron, refletindo nas bolsas americanas

Bolsas americanas reduzem altas após PMI industrial dos EUA recuar
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 4 de janeiro – O PMI industrial dos Estados Unidos, medido pelo Instituto de Gestão de Oferta, ISM na sigla em inglês, recuou em dezembro para o menor patamar em 11 meses, em meio ao avanço da variante ômicron e os recorrentes problemas nas cadeias de suprimentos. As bolsas americanas reagiram mal ao dado

O índice Nasdaq aprofundou a queda para 0,6% logo após a divulgação. O S&P500 também diminuiu o ímpeto de alta, passando a subir 0,2%. Já o Índice Dólar DXY perdeu força, voltando a operar perto da estabilidade, o que refletiu em aceleração da queda do dólar futuro na B3, cotado a R$5,685, queda de 0,70%.

Segundo o ISM, o PMI Industrial caiu de 61,1 pontos em novembro para 58,7 em dezembro, abaixo do consenso do mercado de 60 pontos, sendo esse o menor nível desde janeiro de 2021. Apesar disso, o patamar acima de 50 pontos indica expansão.

O presidente do ISM, Timothy Fiore, disse que o setor de manufatura dos EUA permanece em um ambiente de “forte demanda e restrição da cadeia de suprimentos, apesar de melhorias na questão de mão de obra e na entrega de fornecedores”. Fiore complementa dizendo que a alta dos preços das commodities e as dificuldades logísticas seguem pressionando o setor.

Empresários ouvidos pela pesquisa do ISM dizem que o aumento de preços das matérias-primas “parece estar diminuindo, bem como os prazos de entregas”, o que é um sinal positivo para uma menor pressão inflacionária.

Emprego

Também foram divulgados hoje dados de abertura de vagas nos Estados Unidos em novembro, caindo de 11,03 milhões em outubro para 10,56 milhões, contrariando a expectativa do mercado de um avanço para 11,07 milhões. Ainda assim, o nível de vagas permaneceu próximo ao patamar recorde de julho, o que indica que o mercado de trabalho americano segue em rápida recuperação.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Cintia Thomaz e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.