0
0

Atualizado há 18 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 8 de novembro – As principais bolsas americanas renovaram os recordes hoje. Os índices foram impulsionados pela aprovação do pacote de infraestrutura de US$1,0 trilhão no Congresso e por dados de emprego e balanços acima do esperado. Já o rendimento dos Treasuries de dez anos subiu 4,4 pontos-base.

O S&P500 fechou pela primeira vez acima dos 4.700 pontos, renovando novamente seu recorde com alta de 0,09%, após aprovação pelo Congresso americano do pacote de gastos com infraestrutura.

Nessa linha, o Dow Jones também registrou nova máxima a 36.432 pontos, alta de 0,29%, e o petróleo WTI avançou 0,81% e o Brent, 0,83%. Já o Nasdaq 100 recuou 0,14%, pressionado pela Tesla, após Elon Musk anunciar venda de ações.

Rali de bolsas americanas não salva Ibovespa

No Brasil, o Ibovespa oscilou aguardando os desdobramentos da votação da PEC dos Precatórios no Congresso e vários balanços importantes previstos para depois do fechamento. Enquanto as bolsas americanas mantêm o rali, o índice brasileiro caiu 0,04% a 104.781 pontos.

O dólar futuro e os juros curtos também subiram diante da preocupação fiscal. O futuro da moeda americana avançou 0,22% a R$5,572. Já a curva de juros encerrou mista com os contratos mais curtos em alta de até 17 pontos-base e os mais longos em queda de até 10 pontos-base, na expectativa por dado de inflação e de olho nos precatórios.

A equipe que trabalha na privatização da Eletrobras já admite que a operação poderá ter algum atraso, sendo realizada em abril ou até maio de 2022, e não mais fevereiro, como prevê o cronograma original do governo e da estatal, disseram ao Scoop duas fontes, ressaltando que não há uma definição sobre a data.

Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins / Mover

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.