0

Bolsas derretem de olho em Ucrânia, PIB dos EUA, emprego, fiscal, Vale: Espresso

mercados

Bolsas derretem de olho em Ucrânia, PIB dos EUA, emprego, fiscal, Vale: Espresso

As bolsas americanas caíram novamente com a tensão entre Rússia e Ucrânia, que também abalou o Ibovespa, mas se manteve em 112 mil pontos

Bolsas derretem de olho em Ucrânia, PIB dos EUA, emprego, fiscal, Vale: Espresso
tcuser

Atualizado há 3 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 23 de fevereiro– As bolsas americanas voltaram a fechar em forte queda refletindo as preocupações com a crise na Ucrânia, que aumentaram após comentários de que a Rússia se prepara para invadir o país em 48 horas. O Dow Jones caiu pelo quinto pregão e o dólar e o ouro subiram com a busca por proteção.

No Brasil, o Índice Bovespa acompanhou o exterior, mas manteve os 112 mil pontos, aguardando o balanço de Petrobras, enquanto o dólar futuro caiu pelo quarto pregão seguido, ampliando a perda no ano para mais de 11,0%, derrubando também os juros.

Bolsas azedas em meio à tensão na Ucrânia

Nos EUA, a sessão foi negativa, em linha com a escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, e novas sanções econômicas dos Estados Unidos contra a Rússia. O S&P500 caiu 1,84%, o Nasdaq 100 fechou em queda de 2,60%, e o Dow Jones fechou em baixa de 1,38%.

Dentre os índices americanos, o destaque ficou para o Nasdaq 100 que teve o pior fechamento desde julho de 2021. O rendimento dos títulos de dez anos fechou em alta de 2,7 pontos-base.

Já no Brasil, o Ibovespa fechou em queda de 0,78% aos 112.007 pontos, depois de atingir a mínima de 111.748 pontos.

O dólar futuro fechou em queda de 0,95%, cotado a R$5,015. A divisa americana operou em queda ao longo de toda a sessão, chegando a atingir a mínima de R$4,9975, acentuando as perdas ao longo das prévias da PTAX.

Além disso, o movimento de queda foi amplificado por um maior apetite local por risco. O dólar futuro acumula queda de 2,55% na semana e 6,12% no mês. As taxas dos contratos de juros fecharam em queda de até 13,5 pontos-base, refletindo a queda no dólar, apesar da aceleração do Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15, IPCA-15, a prévia da inflação oficial.

 *Para conferir o Espresso na íntegra e outros conteúdos exclusivos, assine um dos planos do TC.

Texto: Mover
Edição: Letícia Matsuura
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

34,24

0,66

+1,93%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

37,24

0,52

+1,39%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.