IBOV

114.648,09 pts

+1,27%

SP500

4.457,60 pts

-0,31%

DJIA

35.179,54 pts

-0,33%

NASDAQ

15.115,24 pts

-0,21%

IFIX

2.743,90 pts

+0,41%

BRENT

US$ 85,72

+1,03%

IO62

¥ 710,00

-2,41%

TRAD3

R$ 7,97

+9,32%

ABEV3

R$ 15,51

+0,00%

AMER3

R$ 37,91

+10,62%

ASAI3

R$ 17,57

-1,29%

AZUL4

R$ 35,76

+1,59%

B3SA3

R$ 13,19

+3,04%

BIDI11

R$ 50,50

-1,13%

BBSE3

R$ 21,68

+1,78%

BRML3

R$ 8,46

+0,23%

BBDC3

R$ 18,33

+4,50%

BBDC4

R$ 21,32

+5,28%

BRAP4

R$ 54,94

+1,72%

BBAS3

R$ 31,74

+3,52%

BRKM5

R$ 58,87

+2,45%

BRFS3

R$ 25,94

+1,72%

BPAC11

R$ 25,95

+4,55%

CRFB3

R$ 18,55

+2,94%

CCRO3

R$ 12,78

+1,99%

CMIG4

R$ 14,95

-1,32%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,64

+6,02%

COGN3

R$ 3,12

+1,29%

CPLE6

R$ 6,57

+0,30%

CSAN3

R$ 23,30

-0,80%

CPFE3

R$ 26,06

-0,49%

CVCB3

R$ 20,26

+1,30%

CYRE3

R$ 18,23

+3,11%

ECOR3

R$ 9,96

+0,40%

ELET3

R$ 39,31

-1,72%

ELET6

R$ 39,55

-1,86%

EMBR3

R$ 25,71

-1,00%

ENBR3

R$ 19,18

+1,26%

ENGI11

R$ 45,88

-0,49%

ENEV3

R$ 15,48

+0,45%

EGIE3

R$ 38,58

+0,15%

EQTL3

R$ 24,69

-0,80%

EZTC3

R$ 24,38

+1,16%

FLRY3

R$ 21,40

+0,09%

GGBR4

R$ 28,16

-0,35%

GOAU4

R$ 12,79

-0,62%

GOLL4

R$ 20,62

+2,94%

NTCO3

R$ 44,18

-0,74%

HAPV3

R$ 13,06

+2,67%

HYPE3

R$ 30,01

+2,45%

IGTA3

R$ 33,42

+0,75%

GNDI3

R$ 73,40

+3,98%

IRBR3

R$ 5,21

+1,75%

ITSA4

R$ 11,21

+1,72%

ITUB4

R$ 24,81

+2,81%

JBSS3

R$ 38,00

+0,21%

JHSF3

R$ 5,95

-2,77%

KLBN11

R$ 23,19

+1,31%

RENT3

R$ 56,35

+1,47%

LCAM3

R$ 25,10

+2,19%

LWSA3

R$ 21,91

-1,39%

LAME4

R$ 5,29

+6,22%

LREN3

R$ 35,82

+3,73%

MGLU3

R$ 14,55

+2,24%

MRFG3

R$ 27,26

-2,25%

BEEF3

R$ 10,74

-0,83%

MRVE3

R$ 12,43

+1,13%

MULT3

R$ 20,18

+0,29%

PCAR3

R$ 31,10

+12,43%

PETR3

R$ 30,17

-0,09%

PETR4

R$ 29,55

-0,30%

BRDT3

R$ 24,55

-1,28%

PRIO3

R$ 27,68

-1,49%

QUAL3

R$ 19,49

+0,30%

RADL3

R$ 22,99

+0,52%

RAIL3

R$ 18,41

-1,33%

SBSP3

R$ 39,09

-0,02%

SANB11

R$ 37,59

+4,32%

CSNA3

R$ 27,61

+1,84%

SULA11

R$ 26,54

+2,23%

SUZB3

R$ 50,85

+2,39%

TAEE11

R$ 37,82

+0,58%

VIVT3

R$ 46,29

+0,87%

TIMS3

R$ 12,55

+0,72%

TOTS3

R$ 35,40

-2,96%

UGPA3

R$ 15,11

+0,93%

USIM5

R$ 16,60

+1,71%

VALE3

R$ 80,50

+1,43%

VIIA3

R$ 8,09

+0,87%

WEGE3

R$ 40,13

-1,37%

YDUQ3

R$ 27,12

+0,81%

IBOV

114.648,09 pts

+1,27%

SP500

4.457,60 pts

-0,31%

DJIA

35.179,54 pts

-0,33%

NASDAQ

15.115,24 pts

-0,21%

IFIX

2.743,90 pts

+0,41%

BRENT

US$ 85,72

+1,03%

IO62

¥ 710,00

-2,41%

TRAD3

R$ 7,97

+9,32%

ABEV3

R$ 15,51

+0,00%

AMER3

R$ 37,91

+10,62%

ASAI3

R$ 17,57

-1,29%

AZUL4

R$ 35,76

+1,59%

B3SA3

R$ 13,19

+3,04%

BIDI11

R$ 50,50

-1,13%

BBSE3

R$ 21,68

+1,78%

BRML3

R$ 8,46

+0,23%

BBDC3

R$ 18,33

+4,50%

BBDC4

R$ 21,32

+5,28%

BRAP4

R$ 54,94

+1,72%

BBAS3

R$ 31,74

+3,52%

BRKM5

R$ 58,87

+2,45%

BRFS3

R$ 25,94

+1,72%

BPAC11

R$ 25,95

+4,55%

CRFB3

R$ 18,55

+2,94%

CCRO3

R$ 12,78

+1,99%

CMIG4

R$ 14,95

-1,32%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,64

+6,02%

COGN3

R$ 3,12

+1,29%

CPLE6

R$ 6,57

+0,30%

CSAN3

R$ 23,30

-0,80%

CPFE3

R$ 26,06

-0,49%

CVCB3

R$ 20,26

+1,30%

CYRE3

R$ 18,23

+3,11%

ECOR3

R$ 9,96

+0,40%

ELET3

R$ 39,31

-1,72%

ELET6

R$ 39,55

-1,86%

EMBR3

R$ 25,71

-1,00%

ENBR3

R$ 19,18

+1,26%

ENGI11

R$ 45,88

-0,49%

ENEV3

R$ 15,48

+0,45%

EGIE3

R$ 38,58

+0,15%

EQTL3

R$ 24,69

-0,80%

EZTC3

R$ 24,38

+1,16%

FLRY3

R$ 21,40

+0,09%

GGBR4

R$ 28,16

-0,35%

GOAU4

R$ 12,79

-0,62%

GOLL4

R$ 20,62

+2,94%

NTCO3

R$ 44,18

-0,74%

HAPV3

R$ 13,06

+2,67%

HYPE3

R$ 30,01

+2,45%

IGTA3

R$ 33,42

+0,75%

GNDI3

R$ 73,40

+3,98%

IRBR3

R$ 5,21

+1,75%

ITSA4

R$ 11,21

+1,72%

ITUB4

R$ 24,81

+2,81%

JBSS3

R$ 38,00

+0,21%

JHSF3

R$ 5,95

-2,77%

KLBN11

R$ 23,19

+1,31%

RENT3

R$ 56,35

+1,47%

LCAM3

R$ 25,10

+2,19%

LWSA3

R$ 21,91

-1,39%

LAME4

R$ 5,29

+6,22%

LREN3

R$ 35,82

+3,73%

MGLU3

R$ 14,55

+2,24%

MRFG3

R$ 27,26

-2,25%

BEEF3

R$ 10,74

-0,83%

MRVE3

R$ 12,43

+1,13%

MULT3

R$ 20,18

+0,29%

PCAR3

R$ 31,10

+12,43%

PETR3

R$ 30,17

-0,09%

PETR4

R$ 29,55

-0,30%

BRDT3

R$ 24,55

-1,28%

PRIO3

R$ 27,68

-1,49%

QUAL3

R$ 19,49

+0,30%

RADL3

R$ 22,99

+0,52%

RAIL3

R$ 18,41

-1,33%

SBSP3

R$ 39,09

-0,02%

SANB11

R$ 37,59

+4,32%

CSNA3

R$ 27,61

+1,84%

SULA11

R$ 26,54

+2,23%

SUZB3

R$ 50,85

+2,39%

TAEE11

R$ 37,82

+0,58%

VIVT3

R$ 46,29

+0,87%

TIMS3

R$ 12,55

+0,72%

TOTS3

R$ 35,40

-2,96%

UGPA3

R$ 15,11

+0,93%

USIM5

R$ 16,60

+1,71%

VALE3

R$ 80,50

+1,43%

VIIA3

R$ 8,09

+0,87%

WEGE3

R$ 40,13

-1,37%

YDUQ3

R$ 27,12

+0,81%

Atualizado há 7 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 25 de março – O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o diretor de Política Econômica, Fabio Kanczuk, sinalizaram nesta tarde que a autoridade monetária está menos preocupada com a inflação do que o mercado esperava.


PEC Emergencial reduz risco fiscal, segundo Roberto Campos Neto e Kanczuk

Além disso, Roberto Campos Neto e Kanczuk ainda veem redução no risco fiscal com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição Emergencial, a PEC Emergencial. A baixa preocupação com a inflação e o projeto são motivos para uma menor pressão sobre os juros.

No meio das falas, os juros futuros, que na abertura chegaram a saltar mais de 30 pontos-base, passaram a cair em até 15 pontos-base, com mais força na taxa para 2022, a que mais ecoa a Selic, além dos trechos médios. Por volta das 14h20, os juros futuros, DIs, caíam até 12 pontos-base.

BC vê inflação curta com aumento expressivo, mas pressão é temporária, segundo presidente

Na coletiva para comentar o relatório trimestral da inflação, o RTI, Roberto Campos Neto afirmou que o BC vê a inflação curta com aumento expressivo, mas segue avaliando que é uma pressão temporária. Para ele, o ajuste das commodities e a retomada dos serviços tiveram um ajuste muito forte, o que faz antever uma realização.

Também disse que a PEC Emergencial, que libera a nova rodada do auxílio emergencial, “trouxe ganhos institucionais” para o quadro fiscal, outro fator a encurtar pressão sobre os juros.

Além disso, Roberto Campos Neto foi claro ao dizer que apenas uma situação atípica faria com a taxa básica de juros, a taxa Selic não subisse, em maio, os 0,75 pontos percentuais projetados na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária, o Copom, do BC.

No dia 17 de março, o Copom subiu a Selic de 2,00% para 2,75%, acima do esperado pelo mercado. Após a decisão e a divulgação da ata nesta terça, a percepção era de que a Selic poderia subir mais, em 1,25 ponto percentual em maio.

Campos Neto disse que taxa neutra da Selic não deve ocorrer agora

Campos Neto disse ainda que, na visão do BC, um ciclo de alta da Selic mais célere poderia permitir uma menor intensidade de alta da taxa, outro elemento que pode mudar as estimativas do mercado.

Para ele, a volta para a taxa neutra da Selic, de 5,00%, ou seja, uma normalização, “não deve ocorrer agora”. Ele também ressaltou que a autoridade não está atrás da curva. O mercado ampliou projeções para a Selic ao avaliar que o BC teria de acelerar a alta da taxa para compensar eventuais erros passados que não contemplaram maiores riscos inflacionários.

No evento, Campos Neto reforçou que a subida dos juros não teve a ver com o novo status de órgão independente, aprovado neste mês. Ele afirmou também que a autarquia sempre agiu de forma autônoma. Também destacou que vê a agenda de reformas andar e a economia ganhando fôlego com a vacinação.

Diretor do Banco Central ressaltou que dólar alto não motiva intervenção cambial

Sobre o câmbio, Kanczuk reafirmou que a intervenção cambial não acontece por conta do dólar alto, mas para reduzir a volatilidade. ” Política monetária se faz com juros”, disse Campos Neto.

Para o chefe do BC, apesar das maiores atuações no dólar, a política de intervenções segue a mesma. Kanczuk afirmou que um dos motivos que explicam a elevada volatilidade é o maior número de contratos de mini dólar. A alta da Selic, diz, não tem impacto na atividade, destacou.

Texto: Bárbara Leite
Edição: Guilherme Dogo e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Heleno torce para que Bolsonaro mantenha conciliação

JBS vê IPO nos EUA como “questão de tempo” após melhor balanço da história

Banco Central reduz projeção do PIB para 2021 por incerteza com pandemia

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.