0

CCR vence leilão da Dutra oferecendo desconto máximo de tarifa de pedágio

mercados

CCR vence leilão da Dutra oferecendo desconto máximo de tarifa de pedágio

A CCR venceu ao oferecer o desconto máximo permitido pelo edital sobre a tarifa básica de pedágio permitido para a Dutra

CCR vence leilão da Dutra oferecendo desconto máximo de tarifa de pedágio
tcuser

Atualizado há 7 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 29 de outubro – A CCR sagrou-se vencedora do leilão de concessão da rodovia Presidente Dutra e trecho da Rio-Santos, mantendo por mais 30 anos a concessão de um dos principais ativos rodoviários do Brasil.

A companhia e a Ecorodovias foram as únicas a participarem do leilão. A CCR venceu ao oferecer o desconto máximo permitido pelo edital sobre a tarifa básica de pedágio, de 15,31%, enquanto a Ecorodovias propôs desconto de 10,60%. A disputa nem chegou à parte de disputa de outorgas. Com isso, a CCR vai pagar cerca de R$1,77 bilhão em outorga.

A concessão da Presidente Dutra tem 402 quilômetros de extensão e está nas mãos da CCR desde 1996. No leilão de hoje, além da Dutra, que liga as regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, o governo federal acrescentou parte da BR-101 – o trecho que liga a capital fluminense até Praia Grande, Ubatuba.

A concessão prevê um total de R$ 14,8 bilhões em investimentos ao longo dos próximos 30 anos. A CCR será responsável pela infraestrutura e prestação de serviços das duas rodovias, que totalizam 625,8 quilômetros de extensão. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a concessão terá custos operacionais de R$ 10,9 bilhões e resultará na geração de 218,7 mil em empregos diretos e indiretos.

Mudanças

Dentre as principais melhorias que a CCR terá de cumprir estão a construção de nova pista de subida para o trecho da Serra das Araras, 80,2 quilômetros de duplicação na BR-101, além de diversos dispositivos de passagem em desnível, passarelas e passagens de fauna.

Além do aumento da extensão da concessão, o governo decidiu impor novas formas de cobrança, como desconto para usuários frequentes da rodovia e o chamado “free flow”, sistema de pedágio sem cancelas, com o pagamento sendo feito por quilômetros rodados. A concessão será a primeira do Brasil a utilizar esse mecanismo de cobrança.

Texto: Ivan Ryngelblum e Gustavo Boldrini
Edição: Cintia Thomaz
Arte: Reprodução

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.