0

Dólar comercial fica abaixo dos R$4,70, menor patamar em dois anos

mercados

Dólar comercial fica abaixo dos R$4,70, menor patamar em dois anos

Com a entrada de fluxo estrangeiro de curto prazo no Brasil, após dados econômicos acima do esperado, o real se valoriza frente o dólar

Dólar comercial fica abaixo dos R$4,70, menor patamar em dois anos
stefanie-rigamonti

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 1 de abril – O dólar comercial segue em forte queda nesta sexta-feira, atingindo o menor valor dos últimos dois anos, influenciado pela entrada de fluxo estrangeiro de curto prazo no Brasil, após dados econômicos domésticos acima do esperado. O movimento também impulsiona a queda nos contratos de juros futuros no pregão de hoje.

Perto das 11h45, o dólar comercial era cotado a R$4,69, em baixa de 1,96%, em linha com a queda de 0,92% do dólar futuro, que era negociado a R$4,738. A curva de juros recuava até 12,5 pontos-base em toda a sua extensão.

O real mostrava força, mesmo diante da valorização do dólar americano no cenário internacional, após o Payroll apontar em março a menor taxa de desemprego nos Estados Unidos em dois anos. As apostas de que o Federal Reserve vai ter de aumentar a taxa de juros para controlar a inflação influenciavam a alta de 0,33% do índice DXY, que mede a paridade do dólar em comparação com uma cesta de moedas.

Hoje, a divulgação de indicadores econômicos acima do consenso no Brasil atraiu o investidor estrangeiro. Mais cedo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apontou crescimento de 0,7% da produção industrial em fevereiro, ante projeção de 0,3%. O PMI industrial de março subiu para 52,3 ante expectativa de 49,0 – vale destacar que dados acima de 50,0 indicam crescimento da economia.

Apesar do otimismo, a equipe de analistas da Commcor alertou para o cenário político mais turbulento no Brasil, com movimentações partidárias e renúncias de candidatos para concorrerem no pleito de outubro.

“Com Sergio Moro anunciando que não será candidato à presidência e as discussões internas no PSDB em relação à candidatura de João Doria, inicia-se um período de noticiário político agitado”, explicou a corretora em relatório matinal enviado aos clientes.

Texto: Stéfanie Rigamonti e Eduardo Puccioni
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.