0

Futuros das bolsas americanas recuam após dois dias de alta

mercados

Futuros das bolsas americanas recuam após dois dias de alta

Os investidores realizam lucros e os futuros das bolsas americanas caem nesta manhã, digerindo também a decisão monetária do banco central

Futuros das bolsas americanas recuam após dois dias de alta
tcuser

Atualizado há 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 17 de março – Os futuros das bolsas americanas realizam os ganhos nesta manhã, em um movimento natural de correção após dois dias de rali, ainda também digerindo a decisão do Federal Reserve e de olho na guerra entre Rússia e Ucrânia.

Por volta das 09h25, os contratos futuros do S&P500, Nasdaq 100 e Dow Jones recuavam 0,37%, 0,51% e 0,36%, respectivamente. O rendimento dos títulos do tesouro americano de dez anos apagava os ganhos da prévia, com queda de 5,3 pontos-base.

O barril do petróleo Brent avançava 6,01%, cotado à US$103,91. Na contramão, os contratos de trigo em Chicago recuavam 1,15%, após o limite de baixa atingido ontem, quando caíram 7,56%.

A guerra na Ucrânia entra hoje na quarta semana, com sinais ambíguos na negociação de um cessar-fogo puxando a alta do petróleo. Apesar de relatos de avanços em um plano de paz, a escalada retórica e os ataques russos continuam.

Segundo informações divulgadas pela Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o presidente da China, Xi Jinping, irão se reunir amanhã para discutir a situação na Ucrânia e assuntos relacionados à competição.

As bolsas também digerem a primeira alta de juros nos Estados Unidos desde 2018, em linha com o esperado, de 0,25 ponto percentual. Ontem, o presidente do FED, Jerome Powell, indicou que vai promover mais seis altas de juros de 0,25 ponto percentual em 2022.

No cenário corporativo, os papéis de ExxonMobil e Chevron avançavam mais de 1%, em linha com o retorno do petróleo ao terreno positivo nesta quinta-feira. Na ponta negativa, papéis da Alibaba, United Airlines e Stellantis se destacam entre as maiores perdas do pré-mercado, em movimento de correção após fortes altas registradas ontem

Texto: Heriberto Teixeira e Gustavo Boldrini
Edição: Allan Ravagnani
Imagem: Vinícius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.