IBOV

114.421,69 pts

-0,19%

SP500

4.508,56 pts

+0,49%

DJIA

35.433,73 pts

+0,50%

NASDAQ

15.359,62 pts

+0,38%

IFIX

2.747,58 pts

+0,13%

BRENT

US$ 85,06

+0,87%

IO62

¥ 707,00

+0,07%

TRAD3

R$ 8,40

+5,39%

ABEV3

R$ 15,65

+0,90%

AMER3

R$ 39,25

+3,53%

ASAI3

R$ 17,01

-3,18%

AZUL4

R$ 34,42

-3,74%

B3SA3

R$ 12,93

-1,97%

BIDI11

R$ 48,36

-4,23%

BBSE3

R$ 21,76

+0,36%

BRML3

R$ 8,60

+1,65%

BBDC3

R$ 18,53

+1,09%

BBDC4

R$ 21,67

+1,64%

BRAP4

R$ 54,41

-0,96%

BBAS3

R$ 32,25

+1,60%

BRKM5

R$ 58,95

+0,13%

BRFS3

R$ 25,02

-3,54%

BPAC11

R$ 25,50

-1,73%

CRFB3

R$ 18,82

+1,45%

CCRO3

R$ 12,76

-0,15%

CMIG4

R$ 15,13

+1,20%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,63

-0,37%

COGN3

R$ 3,12

+0,00%

CPLE6

R$ 6,79

+3,34%

CSAN3

R$ 23,33

+0,12%

CPFE3

R$ 26,53

+1,80%

CVCB3

R$ 19,95

-1,53%

CYRE3

R$ 18,26

+0,16%

ECOR3

R$ 10,04

+0,80%

ELET3

R$ 40,65

+3,40%

ELET6

R$ 40,67

+2,83%

EMBR3

R$ 25,65

-0,23%

ENBR3

R$ 19,27

+0,46%

ENGI11

R$ 46,14

+0,56%

ENEV3

R$ 15,33

-0,96%

EGIE3

R$ 38,70

+0,31%

EQTL3

R$ 24,79

+0,40%

EZTC3

R$ 23,58

-3,28%

FLRY3

R$ 21,68

+1,30%

GGBR4

R$ 28,27

+0,39%

GOAU4

R$ 12,81

+0,15%

GOLL4

R$ 20,25

-1,79%

NTCO3

R$ 43,20

-2,21%

HAPV3

R$ 12,62

-3,36%

HYPE3

R$ 30,45

+1,46%

IGTA3

R$ 33,92

+1,49%

GNDI3

R$ 71,02

-3,24%

IRBR3

R$ 5,24

+0,57%

ITSA4

R$ 11,35

+1,24%

ITUB4

R$ 24,98

+0,68%

JBSS3

R$ 38,61

+1,60%

JHSF3

R$ 6,12

+2,85%

KLBN11

R$ 23,03

-0,68%

RENT3

R$ 56,33

-0,03%

LCAM3

R$ 25,15

+0,19%

LWSA3

R$ 23,25

+6,11%

LAME4

R$ 6,44

+21,73%

LREN3

R$ 36,16

+0,94%

MGLU3

R$ 14,33

-1,51%

MRFG3

R$ 26,50

-2,78%

BEEF3

R$ 10,35

-3,63%

MRVE3

R$ 12,54

+0,88%

MULT3

R$ 20,40

+1,09%

PCAR3

R$ 28,98

-6,81%

PETR3

R$ 30,22

+0,16%

PETR4

R$ 29,46

-0,30%

BRDT3

R$ 24,80

+1,01%

PRIO3

R$ 27,14

-1,95%

QUAL3

R$ 19,33

-0,82%

RADL3

R$ 22,76

-1,00%

RAIL3

R$ 18,20

-1,14%

SBSP3

R$ 39,04

-0,12%

SANB11

R$ 36,56

-2,74%

CSNA3

R$ 26,51

-3,98%

SULA11

R$ 26,35

-0,71%

SUZB3

R$ 49,78

-2,10%

TAEE11

R$ 37,86

+0,10%

VIVT3

R$ 46,51

+0,47%

TIMS3

R$ 12,44

-0,87%

TOTS3

R$ 35,87

+1,32%

UGPA3

R$ 15,48

+2,44%

USIM5

R$ 16,06

-3,25%

VALE3

R$ 80,30

-0,24%

VIIA3

R$ 8,17

+0,98%

WEGE3

R$ 40,46

+0,82%

YDUQ3

R$ 27,08

-0,14%

IBOV

114.421,69 pts

-0,19%

SP500

4.508,56 pts

+0,49%

DJIA

35.433,73 pts

+0,50%

NASDAQ

15.359,62 pts

+0,38%

IFIX

2.747,58 pts

+0,13%

BRENT

US$ 85,06

+0,87%

IO62

¥ 707,00

+0,07%

TRAD3

R$ 8,40

+5,39%

ABEV3

R$ 15,65

+0,90%

AMER3

R$ 39,25

+3,53%

ASAI3

R$ 17,01

-3,18%

AZUL4

R$ 34,42

-3,74%

B3SA3

R$ 12,93

-1,97%

BIDI11

R$ 48,36

-4,23%

BBSE3

R$ 21,76

+0,36%

BRML3

R$ 8,60

+1,65%

BBDC3

R$ 18,53

+1,09%

BBDC4

R$ 21,67

+1,64%

BRAP4

R$ 54,41

-0,96%

BBAS3

R$ 32,25

+1,60%

BRKM5

R$ 58,95

+0,13%

BRFS3

R$ 25,02

-3,54%

BPAC11

R$ 25,50

-1,73%

CRFB3

R$ 18,82

+1,45%

CCRO3

R$ 12,76

-0,15%

CMIG4

R$ 15,13

+1,20%

HGTX3

R$ 37,51

+0,00%

CIEL3

R$ 2,63

-0,37%

COGN3

R$ 3,12

+0,00%

CPLE6

R$ 6,79

+3,34%

CSAN3

R$ 23,33

+0,12%

CPFE3

R$ 26,53

+1,80%

CVCB3

R$ 19,95

-1,53%

CYRE3

R$ 18,26

+0,16%

ECOR3

R$ 10,04

+0,80%

ELET3

R$ 40,65

+3,40%

ELET6

R$ 40,67

+2,83%

EMBR3

R$ 25,65

-0,23%

ENBR3

R$ 19,27

+0,46%

ENGI11

R$ 46,14

+0,56%

ENEV3

R$ 15,33

-0,96%

EGIE3

R$ 38,70

+0,31%

EQTL3

R$ 24,79

+0,40%

EZTC3

R$ 23,58

-3,28%

FLRY3

R$ 21,68

+1,30%

GGBR4

R$ 28,27

+0,39%

GOAU4

R$ 12,81

+0,15%

GOLL4

R$ 20,25

-1,79%

NTCO3

R$ 43,20

-2,21%

HAPV3

R$ 12,62

-3,36%

HYPE3

R$ 30,45

+1,46%

IGTA3

R$ 33,92

+1,49%

GNDI3

R$ 71,02

-3,24%

IRBR3

R$ 5,24

+0,57%

ITSA4

R$ 11,35

+1,24%

ITUB4

R$ 24,98

+0,68%

JBSS3

R$ 38,61

+1,60%

JHSF3

R$ 6,12

+2,85%

KLBN11

R$ 23,03

-0,68%

RENT3

R$ 56,33

-0,03%

LCAM3

R$ 25,15

+0,19%

LWSA3

R$ 23,25

+6,11%

LAME4

R$ 6,44

+21,73%

LREN3

R$ 36,16

+0,94%

MGLU3

R$ 14,33

-1,51%

MRFG3

R$ 26,50

-2,78%

BEEF3

R$ 10,35

-3,63%

MRVE3

R$ 12,54

+0,88%

MULT3

R$ 20,40

+1,09%

PCAR3

R$ 28,98

-6,81%

PETR3

R$ 30,22

+0,16%

PETR4

R$ 29,46

-0,30%

BRDT3

R$ 24,80

+1,01%

PRIO3

R$ 27,14

-1,95%

QUAL3

R$ 19,33

-0,82%

RADL3

R$ 22,76

-1,00%

RAIL3

R$ 18,20

-1,14%

SBSP3

R$ 39,04

-0,12%

SANB11

R$ 36,56

-2,74%

CSNA3

R$ 26,51

-3,98%

SULA11

R$ 26,35

-0,71%

SUZB3

R$ 49,78

-2,10%

TAEE11

R$ 37,86

+0,10%

VIVT3

R$ 46,51

+0,47%

TIMS3

R$ 12,44

-0,87%

TOTS3

R$ 35,87

+1,32%

UGPA3

R$ 15,48

+2,44%

USIM5

R$ 16,06

-3,25%

VALE3

R$ 80,30

-0,24%

VIIA3

R$ 8,17

+0,98%

WEGE3

R$ 40,46

+0,82%

YDUQ3

R$ 27,08

-0,14%

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 18 de maio – O governo brasileiro elevou a projeção de alta do Produto Interno Bruno, PIB, para 2021, levando em conta o impacto menor do que o previsto pelo aperto das medidas restritivas e o avanço da vacinação. Mas, com a retomada forte dos serviços no segundo semestre e alta das commodities, o Ministério da Economia também elevou a projeção de inflação para este ano.


Nova estimativa do governo para o PIB ainda é conservadora, segundo secretário

Os novos dados foram divulgados no Boletim Macrofiscal da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia. O ministério estima o PIB de 2021 em 3,50%, ante a última projeção de 3,20%. A mudança está em linha com o aumento das projeções de diversas casas de análise.

O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, afirmou que a projeção do PIB feita pelo governo ainda é “conservadora”, tendo em vista que a vacinação pode ganhar mais tração e a retomada econômica dos serviços pode ser melhor do que o esperado.

Porém, nesse cenário, o Ministério da Economia também elevou a projeção de inflação para 2021. Ela passou de de 4,42% para 5,05%, bem próximo do limite da meta do Banco Central, de 5,25%. Já o Índice Geral de Preços – Demanda Interna, IGP-DI, teve forte elevação na previsão, passando de 5,06% em março para 15,21% neste mês, pela alta dos preços das commodities.


Vacinação e reformas são vistas como as melhores políticas para atingir previsões

Para atingir os resultados previstos para o PIB, Adolfo Sachsida destacou que “a melhor política econômica é a vacinação e a aprovação de reformas”, algo que, de acordo com ele, o governo está fazendo.

O secretário, porém, afirmou que os riscos de curto prazo ainda seguem relevantes, sendo o mais expressivo a vacinação mais lenta ou aumento de contágio devido a variantes, além da crise hidrológica, que pode afetar fortemente a inflação ao longo do ano ao elevar o custo da energia residencial, de acordo com o secretário.


Governo manteve projeções para 2022, citando incertezas quanto às reformas

Para 2022, as previsões do governo foram mantidas, tanto para o PIB, com previsão de crescimento de 2,50%, quanto para a inflação, mantida em 3,50%. Adolfo Sachsida disse que o crescimento de 2022 mais baixo é reflexo das incertezas sobre a aprovação de reformas, especialmente em ano eleitoral.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Angelo Pavini e João Pedro Malar
Arte: TC Mover


Leia também

Ernesto Araújo nega interferência de Jair Bolsonaro

Especial: Minerva compensará suspensão de exportação na Argentina com outras plantas, diz fonte

Retomada e commodities animam mercados; CPI da Covid, Eletrobras no radar: Espresso

image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.