0

Guedes critica Teto de Gastos e diz que regra fiscal foi "mal construída"

mercados

Guedes critica Teto de Gastos e diz que regra fiscal foi "mal construída"

Durante evento do Itaú BBA, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Teto de Gastos não atende ao funcionamento da máquina pública

Guedes critica Teto de Gastos e diz que regra fiscal foi "mal construída"
guilherme-maradei-dogo

Atualizado há 8 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 7 de outubro – O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a criticar o Teto de Gastos nesta sexta-feira, afirmando que a regra fiscal foi “mal construída” por não entender o funcionamento da máquina pública. Mas reiterou que a proposta sobre os precatórios e os programas sociais serão “fiscalmente responsáveis, dentro da regra”. A declaração foi dada durante participação remota em evento do Itaú BBA.

Guedes disse estar otimista acerca da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição dos Precatórios até o fim do ano. A PEC resolveria “de uma vez por todas” as questões envolvendo as dívidas a serem pagas pelo governo, inclusive para os próximos anos.

O ministro também afirmou que acredita na aprovação das reformas Administrativa e Tributária até o fim de 2021, o que ajudaria a melhorar o quadro fiscal para o ano que vem. Sobre a Tributária, Guedes declarou que a proposta servirá como fonte de custeio da ampliação do novo programa social do governo, que prevê repasse adicional de R$30 bilhões aos atendidos pelo benefício do Bolsa Família. Mas reiterou que a proposta ficará dentro do Teto e ajudará a diminuir os “ruídos” sobre a questão fiscal do país.

Em outro ponto de sua participação, criticou as previsões pessimistas para a atividade econômica do ano que vem, projetando, ao seu ver, um resultado “forte”. O boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central, vem diminuindo a estimativa do PIB de 2022, agora com expectativa de alta em 1,57%, de acordo com o dado mais recente.

Offshores

Ao fim do evento, sem ser questionado, Guedes, disse que seus investimentos em offshores “são legais e foram todos declarados”, além de não ter movimentado dinheiro enquanto esteve no governo. Foi a primeira fala pública do ministro sobre a questão, revelada no último fim de semana.

Além de Guedes, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que também é citado nos documentos, disse em nota que declarou os valores à Receita Federal.

Texto: Guilherme Dogo
Edição: Gabriel Ponte e Stéfanie Rigamonti
Arte: Mover


Leia também

Sanita: brMalls (BRML3) pode surfar na recuperação dos shoppings

IPCA: Inflação de setembro é a pior para o mês desde 1994

Payroll decepciona, enquanto IPCA fica abaixo do consenso: Espresso

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.