0

Ibovespa tomba mais de 3%, seguindo sinais de pânico em NY

mercados

Ibovespa tomba mais de 3%, seguindo sinais de pânico em NY

Ibovespa recua com investidores locais e no exterior reagindo às decisões de juros ontem pelos bancos centrais dos EUA e do Brasil

Ibovespa tomba mais de 3%, seguindo sinais de pânico em NY
bruno-luiz

Atualizado há 19 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 5 de maio – O Ibovespa afunda na tarde desta quinta-feira, pressionado pelo exterior negativo, com investidores incertos de que as altas de juros propostas pelo Federal Reserve contenham a inflação nos Estados Unidos sem causar uma recessão econômica.

Por volta das 15h25, o Ibovespa caía 3,21%, a 104.863 pontos. Já o dólar futuro subia 2,20%, cotado a R$5,070.

No mesmo horário, a curva de juros operava em alta de até 32 pontos-base, principalmente nos vértices mais curtos, com o mercado ponderando também as declarações mais duras dos membros do Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil, que elevou ontem em 100 pontos-base a taxa básica de juros e anteviu outra elevação na próxima reunião, no mês que vem.

No exterior, os índices americanos também operam em forte queda. S&P500 tomabava 3,74%, o Dow Jones recuava 3,35% e o Nasdaq 100 despencava 5,24%.

Os ativos globais repercutem o aumento da desconfiança de investidores em relação ao banco central americano e sua capacidade de trazer a inflação americana para a meta de 2% ao ano, após membros do Comitê de Mercado Aberto elevarem os juros do país em 50 pontos-base ontem, para o intervalo entre 0,75% e 1,00%.

Desce e sobe no Ibovespa

Na visão em pontos, as ações ordinárias da B3 (B3SA3) e as preferenciais do Bradesco (BBDC4) lideravam entre as maiores contribuidoras para a queda do Ibovespa, caindo 5,38% e 3,87% respectivamente. Ambas são alvos de vendas por parte de corretoras estrangeiras e locais.

Entre as quedas percentuais, as ordinárias da Magazine Luiza (MGLU3) puxavam a fila, despencando 10,91%, afetada pela queda dos juros.

Perto do mesmo horário, as ações ordinárias da Suzano (SUZB3) eram uma das poucas que subiam, em alta de mais de 2%, beneficiadas pela alta do dólar.

Texto: Bruno Luiz
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

Nesta matéria

BBDC4

BCO BRADESCO S.A.

19,44

0,32

+1,62%

Relacionadas

B3SA3

B3 S.A. - BRASIL, BOLSA, ...

11,73

0,06

+0,49%

MGLU3

MAGAZINE LUIZA S.A.

3,73

0,03

+0,81%

SUZB3

SUZANO S.A.

50,77

0,74

+1,44%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.