0

Ibovespa recua; ações da Vale desabam e pressionam o índice

mercados

Ibovespa recua; ações da Vale desabam e pressionam o índice

Com grande influência no Ibovespa, a Vale cai cerca de 4%, pressionando o índice; na ponta oposta, os papéis da Petrobras sobem

Ibovespa recua; ações da Vale desabam e pressionam o índice
heriberto-junior

Atualizado há 28 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 19 de abril – O Ibovespa segue em queda na tarde desta terça-feira, e chegou a perder o patamar dos 115 mil pontos, pressionado, principalmente, por ações da Vale, além da preocupação fiscal no radar dos investidores.

Por volta das 16h10, o Ibovespa caía 0,92%, cotado a 114.626 pontos, enquanto o dólar futuro subia 0,39%, a R$4,687. A curva de juros subia em quase toda sua extensão até 9 pontos-base. Apenas o contrato vincendo em 2023 recuava 0,5 ponto-base.

Dados do Índice Geral de Preços-10 de abril divulgados ontem, bem como o aumento dos riscos fiscais no Brasil, com o governo estudando alta salarial para servidores do Executivo, são alguns dos temas que pressionam os mercados brasileiros.

Sobe e desce do Ibovespa

As ordinárias da Vale (VALE3) pesavam sobre o Ibovespa, caindo 4,06% e retirando 749 pontos – a mineradora tem grande influência no índice, com 16% de participação em sua composição.

A companhia é impactada pela queda de 3,27% no preço do minério de ferro em Dalian, que fechou cotado a 887 iuanes por tonelada. De acordo com estudos reunidos pela Mover, há indicação de uma forte correlação dos movimentos de preço da commodity com o da Vale em dólares, o que justifica grande parte das perdas de hoje.

Na ponta oposta, os papéis ordinários da Petrobras (PETR3) e os preferenciais (PETR4) somavam cerca de 280 pontos ao Ibovespa, perto do mesmo horário. Mais cedo, a revista Exame publicou a notícia de que o BNDES deve vender cerca de R$5 bilhões em um bloco de ações da Petrobras no pregão de hoje. As ações da petroleira somam pouco mais de 10% do índice.

Entre as altas percentuais, destaque para a unit do banco Inter (BIDI11), em elevação de 8,57%, e para a ação ordinária da brMalls (BRML3), que subia 6,97%, após a Aliansce Sonae ter feito uma nova proposta pela companhia, impulsionando compradores, principalmente, das corretoras do Itaú, Bradesco e Santander. O papel da Aliansce (ALSO3) avançava 0,99%.

Texto: Heriberto Teixeira
Edição: Gabriela Guedes e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

77,89

-0,81

-1,01%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

36,82

-0,10

-0,26%

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

0,00

-0,31

-0,89%

BIDI11

BANCO INTER S.A.

15,29

0,21

+1,36%

BRML3

BR MALLS PARTICIPACOES S....

8,90

-0,10

-1,08%

ALSO3

ALIANSCE SONAE SHOPPING C...

19,71

0,23

+1,15%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.