0

Ibovespa recua puxado por ações de exportadoras e inflação

mercados

Ibovespa recua puxado por ações de exportadoras e inflação

O mercado de commodities apresenta forte retração em meio às novas restrições e inflação na China, atingindo empresas com peso no Ibovespa

Ibovespa recua puxado por ações de exportadoras e inflação
heriberto-junior

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 11 de abril – O Ibovespa cai na tarde desta segunda-feira, pressionado por ações de empresas exportadoras e acompanhando o exterior mais avesso ao risco, diante do conflito no Leste europeu e do temor de inflação global.

Por volta das 14h25, o Ibovespa caía 0,84%, a 117.327 pontos, enquanto o dólar futuro operava em elevação de 0,21%, negociado a R$4,734.

Já os juros disparavam até 23,5 pontos-base. O movimento acompanha o rendimento dos títulos do Tesouro americano, que aumentam seu prêmio à medida que a pressão inflacionária nos Estados Unidos continua resiliente.

As preocupações com a inflação global cresceram ainda mais hoje depois que saíram dados sobre preços ao produtor da China, que ultrapassaram as projeções de mercado no mês de março, e sobre a inflação ao consumidor, que ficou em 1,5%, acima da expectativa de 1,2%. Os resultados dificultam a concessão de estímulos para a economia chinesa, enfraquecida pelos surtos de Covid-19

Com isso, o mercado de commodities apresenta forte retração hoje diante de receios com falta de demanda. Os contratos de petróleo Brent e o minério de ferro em Dalian recuavam mais de 4%, derrubando as preferenciais da Petrobras (PETR4) e as ordinárias da Vale (VALE3) em 1,08% e 1,05%, respectivamente.

No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse hoje em evento promovido pela Arko Advice e pelo TC que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de março surpreendeu negativamente a autarquia, e afirmou que a queda do dólar ainda não está refletida em projeções de inflação.

Segundo a Terra Investimentos em relatório publicado nesta manhã, os comentários de Campos Neto ganham interesse redobrado depois do “susto” da última sexta-feira, com o IPCA de 1,62% em março, o maior patamar para o mês desde o Plano Real.

Sobe e desce do Ibovespa

Entre os destaques negativos do Ibovespa, as ordinárias da BRF (BRFS3), da Cogna (COGN3) e da Petz (PETZ3) lideravam as quedas percentuais, caindo 6,25%, 5,30% e 4,40%, respectivamente.

Na ponta oposta, entre as poucas companhias em alta no Ibovespa, as ordinárias da Ambev (ABEV3) e as preferenciais classe A da Braskem (BRKM5) se destacavam, subindo 3,08% e 2,29%.

Texto: Heriberto Teixeira
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

Nesta matéria

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

34,24

0,66

+1,93%

Relacionadas

VALE3

VALE S.A.

79,91

1,41

+1,76%

BRFS3

BRF S.A.

13,52

0,12

+0,89%

COGN3

COGNA EDUCA��O S.A.

2,60

0,03

+1,15%

PETZ3

PET CENTER COMERCIO E PA...

12,84

-0,66

-5,17%

ABEV3

AMBEV S.A.

14,09

-0,12

-0,84%

BRKM5

BRASKEM S.A.

42,58

0,51

+1,19%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.