0

Ibovespa entra em ‘bear market’ com pessimismo no mercado

mercados

Ibovespa entra em ‘bear market’ com pessimismo no mercado

O Ibovespa caiu 1,79%, a 103.250 pontos, mais de 20% abaixo do seu maior patamar, pressionado receios devido ao cenário inflacionário global

Ibovespa entra em ‘bear market’ com pessimismo no mercado
clara-castro

Atualizado há 9 dias

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 9 de maio – O Ibovespa fechou no vermelho pela terceira sessão consecutiva nesta segunda-feira, ficando mais de 20% abaixo da máxima registrada em junho, e entrando no chamado “bear market”, ou tendência de queda, em meio ao pessimismo generalizado nos mercados.

O índice de referência da Bolsa de Valores de São Paulo fechou no menor nível desde janeiro, em queda de 1,79%, a 103.250 pontos, dando continuidade ao enxugamento de risco desde que o Federal Reserve elevou a taxa de juros americana em 50 pontos-base, na semana passada, na tentativa de conter a maior inflação em quatro décadas nos Estados Unidos.

Com a queda de hoje, o Ibovespa está mais de 20% abaixo do seu maior patamar, de 130.776 pontos, registrado em 7 de junho de 2021, o que classificaria a entrada do índice em “bear market”, em meio a receios devido ao cenário inflacionário global.

Para o sócio da Quantzed, Leandro Petrokas, “é bem plausível esperar que o Ibovespa atinja os 100 mil pontos, dado o cenário e pela análise técnica do índice, que segue em clara tendência de baixa no gráfico diário e semanal”.

Nesta segunda, o pessimismo do mercado ficou evidente com a divulgação de dados de abril de exportações da China, no menor patamar em dois anos, apontando para a fraqueza da segunda maior economia do mundo e de seus parceiros comerciais.

Esse fator se somou às preocupações com uma recessão nos EUA, em meio ao possível aumento do ritmo de aperto monetário, e à desconfiança de investidores sobre a capacidade do banco central americano de trazer a inflação para a meta de 2% ao ano.

Nesse cenário, o índice S&P500 perdeu o patamar dos 4 mil pontos, em queda de 3,20%, e o Dow Jones fechou no menor nível em 14 meses. O contrato futuro do petróleo Brent também fechou em queda, após a Arábia Saudita cortar preços de venda da commodity, na esteira da menor demanda por combustíveis na China.

A decisão pesou sobre as ações da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR3), responsáveis por retirar o maior número de pontos do índice. As ordinárias das companhias caíram 4,10% e 4,01%, respectivamente, e a preferencial da petroleira (PETR4) recuou 2,72%.

Mais cedo, a Petrobras anunciou que elevará os preços do diesel em quase 9%, após 60 dias sem reajustes, citando desequilíbrios no mercado devido à menor oferta global do combustível. Segundo o professor especialista em finanças e negócios da Faculdade do Comércio de São Paulo, Rodrigo Simões, os reajustes de combustíveis ainda vão “continuar a impactar no aumento da inflação pelo menos pelos próximos três meses”, elevando a cautela do mercado.

Na visão percentual, as ordinárias da Locaweb (LWSA3) e da Petz (PETZ3) derreteram 14,44% e 10,88%, respectivamente, enquanto as ordinárias da JHSF (JHSF3) registraram a maior alta do Ibovespa, a 4,11%.

Investidores aguardam para esta semana os dados de inflação de abril dos EUA, que serão divulgados na quarta-feira, e as declarações de dirigentes do Fed em eventos ao longo da semana.

Texto: Clara Guimarães
Edição: Gabriela Guedes
Imagem: Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

77,89

-2,02

-2,53%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

36,82

-0,85

-2,25%

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

0,00

-0,56

-1,63%

LWSA3

LOCAWEB SERVI�OS DE INTER...

5,45

0,82

+13,94%

PETZ3

PET CENTER COMERCIO E PA...

13,33

-0,34

-2,46%

JHSF3

JHSF PARTICIPACOES S.A.

6,84

-0,10

-1,41%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.