0

Ibovespa futuro recua com exterior e projeções do boletim Focus

mercados

Ibovespa futuro recua com exterior e projeções do boletim Focus

Economistas ouvidos pelo BC elevaram projeções para a inflação no Brasil, o que impacta o Ibovespa, assim como aversão ao risco no exterior

Ibovespa futuro recua com exterior e projeções do boletim Focus
gabriel-brondi

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 26 de abril – O futuro do Ibovespa recua na manhã desta terça-feira, seguindo os futuros das bolsas americanas e diante da divulgação das expectativas dos agentes do mercado para os principais indicadores econômicos no Brasil, o boletim Focus.

Por volta das 9h15, os futuros do Ibovespa recuavam 0,42%, a 111.800 pontos, enquanto os contratos de dólar futuro operavam em alta de 0,82%, cotados a R$4,925, em linha com a alta de 0,24% do índice dólar DXY.

Já os contratos de juros futuros recuavam até 5 pontos-base em todos os seus vencimentos, seguindo a direção dos rendimentos dos títulos públicos nos Estados Unidos para dez anos, que recuam 5,6 pontos-base. Segundo analistas, esses movimentos refletem a maior busca pelo mercado de renda fixa e proteção por parte dos investidores.

Mais cedo, o Banco Central do Brasil voltou a publicar o boletim Focus, com estimativas para a economia do país. Os economistas elevaram pela 15ª vez consecutiva a projeção da inflação de 2022 pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o IPCA, mostrando preocupação ainda maior com o cenário inflacionário no Brasil, e influenciando também na expectativa de aumento da taxa básica de juros, Selic.

Para 2022, o IPCA foi projetado em 7,65%, ante 7,46% na semana anterior, enquanto, para 2023, a expectativa de inflação avançou de 3,91% para 4,0%. Para a Selic deste ano, a coleta do BC apontou para um aumento para 13,25%, ante 13,05%, acompanhando a expectativa de elevação da taxa na reunião do Comitê de Política Monetária, Copom, da semana que vem.

No exterior, as bolsas europeias avançam repercutindo os balanços do Santander e UBS acima das expectativas, enquanto as bolsas em Nova York operam em leve queda, com os investidores mais cautelosos à espera da divulgação de resultados importantes de companhias americanas. Após o pregão, saem os balanços da Microsoft, Visa e Alphabet, controladora do Google.

Além da temporada de balanços, o mercado internacional também opera mais cauteloso com o anúncio de testagem em massa e surgimento de novos casos da Covid-19 na China.

Na política local, a ministra Rosa Weber deu dez dias para que o presidente da República, Jair Bolsonaro, explique o perdão concedido ao deputado federal Daniel Silveira. O STF condenou Silveira a oito anos e nove meses de prisão por ameaças a instituições como o próprio STF, além de seus ministros.

Analistas consultados pela Mover alertam os investidores que o aumento da tensão entre os poderes pode promover volatilidade ao mercado local.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Allan Ravagnani e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Vinicius Martins / Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.