0

Ibovespa futuro sobe, mas cai otimismo após 1ª morte por ômicron

mercados

Ibovespa futuro sobe, mas cai otimismo após 1ª morte por ômicron

A confirmação da primeira morte pela nova variante no Reino Unido inspira cautela, mas Ibovespa futuro segue leve otimismo do exterior

Ibovespa futuro sobe, mas cai otimismo após 1ª morte por ômicron
tcuser

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 13 de dezembro – O Ibovespa futuro abriu em leve alta, seguindo o ligeiro otimismo das bolsas mundo afora, mas a agenda cheia da semana, com decisões sobre juros nas principais economias do mundo, e a confirmação da primeira morte por ômicron no Reino Unido, inspira cautela.

O índice futuro subia 0,13%, a 108.165 pontos. O dólar futuro também subia, em 0,12%, seguindo a alta do Índice Dólar DXY. Já a curva de juros opera em queda em toda a extensão, repercutindo ainda a inflação abaixo do consenso e a redução das expectativas do boletim Focus.

Reino Unido

O primeiro-ministro Boris Johnson confirmou hoje a primeira morte pela variante ômicron no país. Em fala a repórteres, Johnson não deu detalhes sobre o paciente, como idade ou esquema vacinal. Segundo ele, a nova cepa deve se tornar dominante no Reino Unido até quinta-feira. O anúncio reduziu os ganhos do Stoxx Europe 600 para 0,4%.

Focus

Os economistas do boletim Focus reduziram a projeção para a inflação deste ano, de 10,18% para 10,05%, após 35 semanas de alta. Para o ano que vem, a estimativa se manteve em 5,02%. Para a Selic, porém, a expectativa para o fim do ciclo de alta em 2022 subiu de 11,25% para 11,50%. As projeções para o Produto Interno Bruto de 2021 e 2022 seguiu a tendência de baixa e voltaram a ser corrigidas para baixo.

Política

Nesta semana, a Câmara dos Deputados tem na pauta os trechos divergentes da chamada Proposta de Emenda à Constituição dos Precatórios, o novo Refis e os marcos das ferrovias e cabotagem. Precatórios e Refis voltarão ao Senado, com previsão de serem analisados antes do recesso. As demais propostas podem ir à sanção presidencial. Leia mais no Panorama Político.

Empresas

A JBS adquiriu a operação norte-americana e quatro plantas na Itália do Grupo King’s por US$92,5 milhões, expandindo o portfólio de “especialidades italianas autênticas com certificação de origem, utilizando técnicas de fabricação e de cura artesanais”.

A Lupatech firmou contrato de fornecimento de válvulas de controle tipo esfera para a Petrobras por R$27,6 milhões, pelo prazo de 18 meses. E a Log-In adquiriu a Tecmar, especializada em transporte rodoviário de cargas, por R$102,7 milhões. Leia mais no Panorama Corporativo.

Texto: Mover
Edição: Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.