0

Ibovespa oscila, com questões fiscais e ômicron no radar

mercados

Ibovespa oscila, com questões fiscais e ômicron no radar

O Ibovespa oscila diante dos riscos fiscais vindos de Brasília e das incertezas em relação ao avanço da nova variante do coronavírus

Ibovespa oscila, com questões fiscais e ômicron no radar
gabriel-brondi

Atualizado há 5 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 04 de janeiro – O Ibovespa oscila nesta terça-feira, de olho em questões fiscais e incertezas ligadas ao avanço da variante ômicron do coronavírus pelo mundo.

Perto das 13h, o Ibovespa subia 0,12%, cotado a 104.042 pontos, com exterior positivo e renovando máximas. Já o dólar caía 0,34%, negociado a R$5,704, refletindo o PMI industrial nos Estados Unidos, que recuou ao menor patamar em 11 meses. Todos os contratos futuros dos juros subiam até 23 pontos-base.

Analistas técnicos consultados pela Mover alertam que o índice sobe após realizar um teste na média móvel de 21 períodos no gráfico diário e segue respeitando a linha de tendência de baixa no gráfico semanal. O comportamento indica que o índice ainda segue em viés baixista na perspectiva de longo prazo, segundo eles.

Sobe e desce

A ação preferencial do banco Itaú (ITUB4) liderava a alta por pontos no Ibovespa, em elevação de 2,70%, seguida pela ordinária da Petrobras (PETR3), que subia 1,14%, em linha com a alta de 1,63% no petróleo Brent. Empresas ligadas a commodities também eram destaque no índice, especialmente aquelas do setor de papel e celulose.

Na aba negativa, a Vale (VALE3) liderava as perdas por pontos, após abrir o mercado em alta, e Locaweb (LWSA3) era o destaque nas perdas percentuais, em baixa de 6,82%

No exterior, o índice S&P500 chegou a renovar recorde no pré-mercado, mas depois passou a cair, com a divulgação do PMI industrial dos EUA. Perto do mesmo horário, o índice operava em baixa de 0,16%. Dow Jones subia 0,69%, enquanto Nasdaq 100 despencava 1,65%.

Cenário macro

Ainda existe uma preocupação global com os casos da variante ômicron do coronavírus, que seguem em alta. Por outro lado, não há indicativos de que possa ocorrer uma onda de casos graves e mortes, o que dá a investidores esperanças de que a economia manterá sua retomada.

No Brasil, o mercado segue acompanhando os riscos fiscais, em meio a pedidos de aumentos de salários para funcionários públicos, incluindo a sinalização pelo sindicato dos servidores do Banco Central de começo de um movimento de paralisação. Além disso, o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro fica no radar, após nova internação com obstrução intestinal.

Texto: Gabriel Brondi
Edição: Renato Carvalho e Stéfanie Rigamonti
Imagem: Mover

Nesta matéria

ITUB4

ITAU UNIBANCO HOLDING S.A...

24,92

0,31

+1,24%

Relacionadas

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

37,24

0,52

+1,40%

VALE3

VALE S.A.

79,91

1,41

+1,76%

LWSA3

LOCAWEB SERVI�OS DE INTER...

7,10

-0,13

-1,83%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.