0

Ibovespa perde patamar de 115 mil pontos com siderúrgicas e Vale

mercados

Ibovespa perde patamar de 115 mil pontos com siderúrgicas e Vale

O Ibovespa caiu 0,62%, seguindo o exterior e o receio com a alta na inflação global; Vale puxou o índice diante da desvalorização do minério

Ibovespa perde patamar de 115 mil pontos com siderúrgicas e Vale
clara-castro

Atualizado há cerca de 1 mês

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 20 de abril – O Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira pela quarta sessão consecutiva, pressionado por ações do setor de siderurgia e pela Vale, além da piora no exterior, com investidores reagindo ao cenário de alta na inflação global.

O índice de referência da Bolsa de Valores de São Paulo recuou 0,62%, a 114.343 pontos, com as ordinárias da Vale (VALE3) retirando o maior número de pontos, em queda de 2,60%, refletindo a desvalorização do minério de ferro após o anúncio do corte na produção de aço por parte da China.

Mais cedo, nos Estados Unidos, o Federal Reserve divulgou o Livro Bege, que apontou que as pressões inflacionárias continuam elevadas no país, tendo piorado com a guerra na Ucrânia e com a alta de casos de Covid-19 na China, reforçando a expectativa de alta mais forte dos juros pelo banco central americano.

Investidores mantêm a cautela com o cenário de alta global de preços também após a presidente do Fed de São Francisco, Mary Daly, declarar hoje que vê a inflação retornando à meta do banco central americano apenas em cinco anos.

De volta ao mercado doméstico, o índice do setor de Materiais Básicos da B3, IMAT, registrou queda de 2,53% nesta quarta-feira, pressionado pela divulgação do resultado financeiro da Usiminas do primeiro trimestre, que vieram abaixo das estimativas.

A Ativa Corretora informou em relatório que as chuvas nos três primeiros meses do ano prejudicaram a área de mineração da companhia e que, embora a Usiminas tenha apresentado crescimento nas vendas no período, o aumento dos custos amenizou o resultado desta divisão, o que afetou a receita líquida consolidada. A ação preferencial classe A da mineradora (USIM5) encerrou o pregão em queda de 6,34%.

Outro destaque negativo ficou com a ordinária da Natura (NTCO3), que derreteu 15,58%. Segundo o analista Luiz Guanais, o movimento está relacionado às expectativas para os resultados do primeiro trimestre, que será publicado no início de maio. Hoje também foi dia de Assembleia Geral Ordinária da empresa com cotistas.

Entre os destaques de alta, o papel ordinário da Rumo (RAIL3) figurou no topo dos ganhos percentuais, com 4,61%, seguido pelo preferencial classe B da Eletrobras (ELET6), com alta de 4,60%. No fim da tarde, o Tribunal de Contas da União decidiu conceder 20 dias ao pedido de vista do ministro Vital do Rêgo para dar seu voto no processo de privatização da estatal.

Maiores variações no Ibovespa hoje

Texto: Clara Guimarães
Edição: Gabriela Guedes
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

VALE3

VALE S.A.

79,91

1,41

+1,76%

Relacionadas

USIM5

USINAS SID DE MINAS GERAI...

10,92

0,14

+1,28%

NTCO3

NATURA &CO HOLDING S.A.

17,23

-0,09

-0,52%

RAIL3

RUMO S.A.

15,67

0,26

+1,66%

ELET6

CENTRAIS ELET BRAS S.A. -...

43,10

-0,09

-0,20%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.