0

Ibovespa recua com Petrobras e quebra sequência de oito sessões positivas

mercados

Ibovespa recua com Petrobras e quebra sequência de oito sessões positivas

O Ibovespa recuou 0,29%, puxado pela Petrobras, com a desvalorização de mais de 7% no petróleo devido ao avanço da Covid-19 na China

Ibovespa recua com Petrobras e quebra sequência de oito sessões positivas
clara-castro

Atualizado há cerca de 2 meses

Ícone de compartilhamento

São Paulo, 28 de março – O Ibovespa fechou o pregão em queda nesta segunda-feira, quebrando uma sequência de oito sessões positivas, com as ações da Petrobras pressionando o índice após queda superior a 7% nos preços do petróleo.

O Ibovespa caiu 0,29% a 118.737 pontos, com as ações ordinárias (PETR3) e preferenciais (PETR4) da Petrobras no topo das perdas em pontos, com recuos de 2,63% e 2,17%, respectivamente.

Os papéis do setor de petróleo refletiram hoje a desvalorização da commodity no mercado internacional, após decisão da China de promover um lockdown em Xangai, maior cidade do país, para conter o avanço da Covid-19. Os contratos futuros do tipo Brent recuaram 6,18%, a US$112,48 por barril, enquanto o WTI perdeu cerca de 7%, a US$105,96

O mercado também acompanha novidades sobre a presidência da Petrobras. Pouco antes do fechamento, a coluna Radar, da Veja, noticiou, citando fontes, que o presidente Jair Bolsonaro decidiu tirar o general Joaquim Silva e Luna do comando da estatal.

Sobe e desce do Ibovespa

Em percentual, a maior queda do Ibovespa ficou com a ação ordinária da Locaweb (LWSA3), em 4,57%, seguida pela preferencial classe B da Copel (CPLE6), que recuou 3,31%, e a preferencial do Banco Pan (BPAN4), 3,30%.

Na outra ponta, os papéis dos frigoríficos dominaram o topo dos ganhos no Ibovespa, com a valorização da moeda americana favorecendo as empresas exportadoras. A ordinária da Marfrig (MRFG3) subiu 4,02% e a da Minerva (BEEF3), 3,66%. Por volta das 17h15, o dólar futuro ganhava 0,51% a R$4,775.

O mercado aguarda os resultados de Mosaico (MOSI3) e Dasa (DASA3) ainda nesta segunda-feira.

Mercado exterior

Nos Estados Unidos, a trégua no avanço do petróleo ajudou a aliviar os temores dos investidores por posturas mais contracionistas dos bancos centrais. Os índices Dow Jones, S&P500 e Nasdaq 100 subiram 0,27%, 0,71% e 1,58%.

Os investidores também ficaram atentos às notícias sobre o conflito no Leste Europeu. Hoje, às vésperas de mais uma rodada de negociações por um cessar-fogo, as forças russas atacaram com mísseis cidades da Ucrânia.

Segundo o analista de investimentos do Andbank Brasil, Fernando Bresciani, ainda é difícil prever um acordo na guerra da Ucrânia e o ambiente é “muito incerto”. Além disso, o especialista disse que ainda enxerga a bolsa brasileira como “barata”, mesmo em meio ao forte fluxo estrangeiro no Brasil devido à valorização das commodities.

Maiores variações no Ibovespa hoje

Texto: Clara Guimarães
Edição: Renato Carvalho e Stéfanie Rigamonti
Arte: Vinícius Martins/ Mover

Nesta matéria

PETR3

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

37,24

1,39

+3,68%

Relacionadas

PETR4

PETROLEO BRASILEIRO S.A. ...

34,24

1,37

+3,93%

LWSA3

LOCAWEB SERVI�OS DE INTER...

7,10

-0,21

-3,02%

BPAN4

BCO PAN S.A.

8,55

0,29

+3,53%

MRFG3

MARFRIG GLOBAL FOODS S.A.

14,86

0,01

+0,06%

BEEF3

MINERVA S.A.

12,48

0,18

+1,43%

MOSI3

Mosaico Tecnologia ao Con...

0,00

0,00

+0,00%

DASA3

DIAGNOSTICOS DA AMERICA S...

19,29

0,34

+1,79%

Powered by

Análise de Investimentos

relatorios
image

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.

Receba todas as novidades do TC

Deixe o seu contato com a gente e saiba mais sobre nossas novidades, eventos e facilidades.